sábado, 8 de dezembro de 2018

LEMBRETE POLÍTICO >> Uma frase que será bastante usada daqui pra frente...

Nenhum texto alternativo automático disponível.

MAMÍFEROS DE MÉDIO E GRANDE PORTE DA CAATINGA DO RIO GRANDE DO NORTE, NORDESTE DO BRASIL

A imagem pode conter: atividades ao ar livre
Com muita alegria publicamos o primeiro levantamento de mamíferos de médio e grande porte do Rio Grande do Norte, focando em áreas prioritárias para a conservação da Caatinga do estado.
Neste trabalho discutimos a riqueza, composição, distribuição e o estado de conservação de espécies com importantes funções no ecossistema e bastante pressionadas pela caça e perda de habitat em uma região até pouco tempo desconhecida em termos mastozoológicos.

Com esses resultados esperamos (1) diminuir a lacuna histórica de conhecimento sobre o grupo na região, (2) subsidiar processos de avaliação do estado de conservação de espécies, (3) reforçar a importância de criação de unidades de conservação nas áreas prioritárias amostradas e (4) fornecer dados que auxiliem na avaliação de impactos de grandes empreendimentos no estado. Por isso, fizemos questão de publicar o trabalho em português para ser mais acessível para um público regional formado por, além de pesquisadores, consultores e analistas ambientais.
Esse trabalho teve apoio da WCS-Brasil, TFCA/Funbio, Fundação Grupo Boticário de Proteção a Natureza, CEPAN, CNPq e CAPES, e foi desenvolvido por pesquisadores do Programa de Pós-graduação em Ecologia da UFRN.
Na foto : onça-parda (Puma concolor) abatida há mais de 20 anos e animais silvestres ilegalmente criados como doméstico : gato-mourisco (Herpailurus yagouaroundi) , gato-do-mato-pintado (Leopardus tigrinus) , macaco-prego (Sapajus libidinosus) e veado-catingueiro (Mazama gouazoubura) (créditos : Daniel Bezerra e Paulo H. Marinho).

Fonte: Página do Facebook do bi´logo e pesquisador  Paulo Henrique Marinho

VIGILÂNCIA >> IDIARN realiza ação de combate à peste suína no estado


Na última quarta-feira (05), o IDIARN realizou uma grande operação contra a Peste Suína Clássica, na região Oeste do estado. Através dos trabalhos de fiscalização volante no entorno da fronteira com o Ceará, foi identificado um caminhão transportando os animais oriundos daquele estado, sem documentação zoossanitária. Devido a focos da doença no estado vizinho, o transito de suínos está suspenso daquela região para os demais estados do país, fazendo com que ações como essa sejam intensificadas.
Foram eutanasiados 35 animais suínos, respeitando as normas sanitárias vigentes, com o descarte correto das carcaças, além da desinfecção de toda a propriedade e materiais utilizados na ação. O trabalho foi coordenado pela Diretoria de Defesa e Inspeção e Sanitária Animal- IDIARN, juntamente com a coordenação estadual de sanidade suína, equipes da sede e da Unidade Local de Saúde Animal e Vegetal - ULSAV de Mossoró. 
"O IDIARN tem como uma de suas funções, garantir a sanidade dos rebanhos do Rio Grande do Norte. Seguimos trabalhando com atenção e rapidez na fiscalização para manter a agropecuária do nosso Estado resguardado", afirmou o diretor geral do Idiarn, Camillo Collier.
A Peste Suína Clássica é uma doença altamente contagiosa, causada por um vírus, que acomete porcos e javalis, onde os animais infectados apresentam febre alta, lesões avermelhadas pelo corpo e uma elevada mortalidade.
“Ações como essa, garantem a integridade dos nossos rebanhos, ajudando a manter a doença fora do Rio Grande do Norte. Agradecemos as informações fornecidas pela população que tem papel fundamental na denúncia do trânsito clandestino de animais e seus produtos”, explicou o Diretor de Defesa e Inspeção Sanitária do IDIARN, Renato Dias.
Fonte: Idiarn Comunicação

ECONOMIA >> Municípios do RN: 63% estão com pagamentos de salários em dia, e quase 60% vão conseguir pagar o 13º salário no prazo


Resultado de imagem para Municípios do RN: 63% estão com pagamentos de salários em dia, e quase 60% vão conseguir pagar o 13º salário no prazo
Um levantamento realizado pela Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte – FEMURN e respondido por 92 cidades potiguares aponta que 63,04% dos municípios estão com os salários dos funcionários em dia. Já 36,96% das Prefeituras admitem que atualmente há atraso no pagamento de salário dos servidores.

Em relação ao décimo terceiro salário, que deve ser pago até o próximo dia 20 de dezembro, 59,78% das Prefeituras municipais do RN garantem que vão honrar o compromisso, enquanto 11,96% afirmam que não vão pagar no prazo. Outras 14,14% das gestões disseram que ainda não sabem se vão conseguir pagar o benefício aos servidores no prazo. 1,09% já pagaram o salário extra a seus servidores neste final de ano. 13,05% das gestões não responderam ao questionamento.

Também em relação ao décimo terceiro, a Federação questionou às gestões municipais sobre a antecipação do benefício. 32,60% informaram que não anteciparam o décimo. Já outras 32,60% das prefeituras anteciparam parte do benefício no meio do ano. Por sua vez, 25% das prefeituras pagam o décimo de acordo com o mês de aniversário dos servidores. 1,08% das gestões considerou o décimo terceiro como já pago aos servidores. O questionamento não foi respondido por 8,69% das prefeituras.

Na avaliação do Presidente da FEMURN e Prefeito de São Paulo do Potengi, José Leonardo Cassimiro, os números retratam as dificuldades das Prefeituras para com os pagamentos dos servidores: “Quase 37% das nossas Prefeituras estão com atrasos de salários. Isso é prejudicial aos servidores, à população e as cidades de maneira geral. Certamente é reflexo da economia que ainda está fraca, e afeta o lado mais frágil do pacto federativo, que são os municípios”, afirma.

Ainda segundo o Prefeito, os poucos recursos recebidos pelos municípios é um fator preocupante: “A crise está aí, e tem se intensificado cada vez mais. As responsabilidades, como reajustes dos salários e das contas públicas, só aumentam, enquanto os repasses não seguem esses aumentos. Os gestores já cortaram de onde podiam, há muito tempo. Hoje, nós prefeitos vivemos em um verdadeiro sufoco apenas para dar conta do básico, e mesmo assim com muita dificuldade”, lamenta José Leonardo.

Entre pautas que podem amenizar a situação financeira das cidades neste final de ano, está a liberação de um novo Auxílio Financeiro aos Municípios (AFM), pleiteada pelo Movimento Municipalista Brasileiro, através da Confederação Nacional de Municípios (CNM) junto ao Governo Federal, com a liberação de R$ 2 bilhões para os municípios: “A pauta está bem encaminhada pela nossa Confederação. Vamos torcer para que possamos ter êxito, que o Governo Federal ajude aos municípios neste final de ano, e ao menos o décimo terceiro salário possa ser pago agora em dezembro aos servidores”, afirma o Presidente da FEMURN.

Já sobre as pautas que podem colocar em dias as contas públicas dos municípios e garantir a retomada de investimentos no âmbito das cidades, a FEMURN avalia que a mudança no pacto federativo é o que pode contribuir efetivamente para uma nova realidade financeira das cidades: “Os municípios são os entes que têm as maiores responsabilidades. Não é justo que eles recebam a menor parte do que é arrecadado. Precisamos de união e compreensão dos gestores e legisladores para que tenhamos mudanças concretas”, alertou o Presidente da Federação.

FONTE: ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO FEMURN

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Uma reflexão que diz tudo sobre a miséria


ARTIGO >> Análise de vulnerabilidade visando o planejamento ambiental em bacia de captação para abastecimento

image.pngResumo

CECONI, DENISE ESTERPICCILLI, DANIEL GUSTAVO ALLASIABERNARDI, FELIPE  e  FENSTERSEIFER, PAULA. ANÁLISE DE VULNERABILIDADE VISANDO O PLANEJAMENTO AMBIENTAL EM BACIA DE CAPTAÇÃO PARA ABASTECIMENTO PÚBLICO. Ambient. soc. [online]. 2018, vol.21, e00782.  Epub 08-Out-2018. ISSN 1414-753X.  http://dx.doi.org/10.1590/1809-4422asoc0078r2vu18l1ao.

Bacias hidrográficas de captação para abastecimento público merecem especial atenção por parte dos gestores dos recursos hídricos, pois delas dependem a quantidade e a qualidade da água, elemento indispensável à sustentabilidade da vida e recurso fundamental para diversas atividades humanas. A situação destas bacias se agrava em função dos conflitos de uso da terra que acabam intensificando o processo de erosão e assoreamento dos reservatórios. Além disso, os diagnósticos que utilizam indicadores ambientais são importante ferramenta para o planejamento ambiental. 

Neste sentido, o presente estudo fez uso destes para avaliar a suscetibilidade natural do solo à erosão na área de abrangência da bacia de captação do reservatório DNOS, Santa Maria - RS. Para tal, usando mapas multitemáticos e geoprocessamento, obteve-se o mapeamento de vulnerabilidade, representado por índices. O mapa é uma importante e hábil ferramenta para o ordenamento territorial, o auxílio à gestão ambiental e a conservação dos recursos hídricos.

Palavras-chave: Erosão; Recursos hídricos; Sedimentação; Reservatório.· resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

Lula e Mandela >> Dois ícones da luta por um mundo melhor

image.png

Florestan Fernandes Júnior, para o Jornalistas pela Democracia – Só em 2008, o governo dos Estados Unidos decidiu tirar o nome de Nelson Mandela da lista dos terroristas perigosos. Durante quase trinta anos, o líder africano, ganhador do prêmio Nobel da Paz, fez parte dessa tenebrosa lista. Ele e seu partido, o African National Congress, foram declarados agentes do terrorismo internacional pelo governo do ex-presidente Ronald Reagan.

Nas voltas que o mundo dá, retrocedemos mais de 10 anos, colocando em pauta nos dois maiores países das Américas a prática do preconceito étnico, da xenofobia, da homofobia, do machismo. do feminicídio e da misoginia. Por lutar contra o apartheid, Mandela foi condenado à prisão perpétua por traição, num julgamento infame. Segundo The New York Times, a CIA teve papel decisivo para a prisão de Mandela, em 1962. Ele só seria solto em 1990, depois de passar 27 anos na cadeia.

Ao sair do cárcere, Manela foi eleito o primeiro presidente negro da África do Sul. E é até hoje a mais importante referência política de seu país. Difícil deixar de ver as semelhanças entre Mandela e Lula. O retirante nordestino, maior líder sindical do Brasil, foi perseguindo e preso pelo regime militar. Criou um partido de esquerda, sendo eleito e reeleito presidente do país. Saiu do poder com 84% de aprovação popular.

Hoje está preso, condenado que foi à véspera de uma eleição presidencial há mais de 12 anos de prisão por um crime sem prova material. Bastou apenas a convicção de um juiz que participou de seminário patrocinado pela justiça norte-americana e, que, segundo o WikiLeaks, teria participado de treinamento feito pela CIA. Se isso realmente aconteceu, só o tempo irá dizer. Apenas quando documentos secretos da agência de inteligencia vierem a público.

Como aconteceu recentemente com a liberação de documentos da CIA dando conta de que o presidente-general Ernesto Geisel (1974 e 1979) sabia e autorizou a execução de opositores ao regime militar. Neste 5 de dezembro, quando completamos cinco anos sem Nelson Mandela, vale a pena relembrar uma de suas mais belas frases: "Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar".

(Conheça e apoie o projeto Jornalistas pela democracia)

PREOCUPANTE >> Níveis de gases causadores do efeito estufa na atmosfera atingem novo recorde

Níveis de gases causadores do efeito estufa que aprisionam calor na atmosfera chegaram a um novo recorde, de acordo com um relatório publicado nesta quinta-feira (22) pela agência meteorológica das Nações Unidas, que revela não haver sinais de retrocesso desta tendência, responsável pelas mudanças climáticas, aumento do nível do mar, acidificação dos oceanos e condições meteorológicas extremas.

“A ciência é clara. Sem cortes rápidos em CO2 e outros gases causadores do efeito estufa, mudanças climáticas terão impactos cada vez mais destrutivos e irreversíveis na vida na Terra. A janela de oportunidade para ação está quase fechada”, disse o secretário-geral da Organização Meteorológica Mundial (OMM), Petteri Taalas.

O relatório “Greenhouse Gas Bulletin”, da OMM, indica que concentrações globais de dióxido de carbono (CO2), metano e óxido nitroso têm aumentado continuamente durante os últimos anos. Além disso, o relatório destaca um ressurgimento de um potente gás causador do efeito estufa e da substância depredadora do ozônio chamada CFC-11, que é regulada sob um acordo internacional para proteger a camada de ozônio.

O relatório informa especificamente sobre concentrações atmosféricas de gases causadores do efeito estufa, que são os que permanecem na atmosfera após um complexo processo de emissões e absorções.

Desde 1990, houve um aumento de 41% no efeito de aquecimento pelos diversos gases causadores do efeito estufa sobre o clima – conhecido como “forçamento radioativo”. O CO2 representa cerca de 80% do aumento no forçamento radioativo durante a última década, de acordo com dados do relatório da OMM.

“A última vez que a Terra teve uma concentração comparável de CO2 foi de três a cinco milhões de anos atrás, quando a temperatura era 2 a 3°C mais quente e o nível o mar era 10 a 20 metros mais alto que agora”, disse Taalas.
O relatório da OMM foi divulgado após evidências apresentadas em relatório especial do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) sobre aquecimento global, emitido em outubro e que soava o alarme sobre a necessidade de alcançar zero emissão de CO2 até metade do século para manter aumentos de temperatura abaixo de 1,5°C.

O relatório mostrou como manter aumentos de temperatura abaixo de 2°C pode reduzir os riscos para o bem-estar do planeta e dos povos.

“O CO2 permanece na atmosfera por centenas de anos e nos oceanos por até mais tempo. Não há atualmente uma varinha mágica para remover todos os excessos de CO2 da atmosfera”, alertou a vice-secretária-geral da OMM, Elena Manaenkova. “Cada fração de um grau de aquecimento global importa, assim como cada parte de milhão de gases causadores do efeito estufa”.

Este novo relatório acrescenta mais informações às evidências científicas para informar tomadores de decisão na próxima conferência da ONU sobre mudanças climáticas – a COP 24 – planejada para 2 a 14 de dezembro, na Polônia. O objetivo principal do encontro é adotar um plano de implementação para o Acordo de Paris de 2015.

As médias globais apresentadas no boletim da OMM são baseadas em um monitoramento rigoroso dos níveis de alteração de gases causadores do efeito estufa como resultado da industrialização, do uso de combustíveis fósseis, de práticas agrícolas insustentáveis e do aumento em uso de terras e desmatamento.

A ONU pede ações urgentes para reduzir emissões de gases causadores do efeito estufa em níveis nacional e subnacional.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

SEGURANÇA DA POPULAÇÃO >> MPF cobra medidas para evitar desabamento em morro de Pipa

Resultado de imagem para MPF cobra medidas para evitar desabamento em morro de PipaÁrea conhecida como “Morro da Vicência” apresenta alto risco de desmoronamentos pela ocupação desordenada

A Prefeitura de Tibau do Sul, município localizado no litoral do Rio Grande do Norte, deve tomar medidas emergenciais contra possíveis desmoronamentos na praia de Pipa, um dos pontos turísticos mais famosos do estado. O alerta se refere especificamente ao local conhecido como “Morro da Vicência” e faz parte de uma recomendação do Ministério Público Federal (MPF) remetida ao governo municipal - bem como ao Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Meio Ambiente (Idema/RN) e ao Hotel da Pipa - cobrando providências para garantir a segurança da população.

A recomendação do MPF se baseia nas conclusões de uma vistoria promovida pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (Copdec) e que comprovou o alto risco de desabamentos no conhecido “Morro da Velha Vicência”, formado por dunas e que conta com falésias e ampla vegetação. A área tem locais considerados de muito risco de desmoronamento. O relatório da coordenadoria aponta a presença de “fortes anomalias que provocarão, em indeterminado prazo, o colapso da área, de forma progressiva e sem controle, com riscos de causar mortes para os habitantes da região”.

Para o MPF, a Prefeitura de Tibau do Sul precisa suspender a liberação de novos empreendimentos, até que os problemas da região sejam resolvidos; apresentar um projeto de drenagem e saneamento de toda a área afetada; e fazer estudos para avaliar os impactos ambientais causados. De acordo com a vistoria da Copdec, foi possível constatar na área “grave problema de expansão urbana desordenada que tem ocasionado não apenas danos ambientais, mas também risco de dano à vida e à saúde de comerciantes, visitantes locais, turistas e residentes”.

A gestão do município deverá ainda interditar e desocupar as áreas com maior risco de desastres, além de apresentar – no prazo de 30 dias – um plano integrado de segurança ambiental e de segurança da vida e integridade física das pessoas, com a previsão de ações emergenciais de contenção e prevenção de acidentes, fiscalização das ocupações, proteção do meio ambiente, educação ambiental e conscientização de riscos.

A recomendação, assinada pelo procurador da República Victor Mariz, também pede que o Idema e a Secretaria de Obras e Urbanismo de Tibau do Sul não concedam mais alvarás de funcionamento para empreendimentos nas áreas de risco, identifiquem os imóveis irregulares na região e trabalhem para recuperar a área degradada. Já do Hotel da Pipa é cobrada a restauração da escadaria e do mirante (construído em madeira), “a fim de assegurar e salvaguardar a incolumidade física dos turistas e visitantes locais”.

Confira a íntegra da recomendação clicando aqui.

CONEXÕES LOCAIS >> Cerca de 90% dos passageiros dos voos da Azul são de Mossoró, informa pesquisa


A Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (SEDAT) divulga os resultados de pesquisa para identificar perfil de passageiros que utilizam o Aeroporto Dix-Sept Rosado. Dentre os dados, o levantamento aponta que 88,26% dos passageiros que embarcam são de Mossoró, demonstrando uma grande maioria de usuários da cidade da linha comercial operacionalizada pela Azul Linhas Aéreas.


A pesquisa ouviu passageiros que embarcaram e desembarcaram no aeroporto. No embarque, 50,47% viajaram a lazer e 49,53% a negócios. O principal destino desses passageiros foi a região Sudeste, com 42,96%, sendo que as viagens para o estado de São Paulo representam a maioria, com 24,1% dos que embarcaram. “Esse dado confirma que o voo é nacional. Ou seja, a maioria das pessoas utiliza para fazer conexão e viajar para destinos além do Nordeste”, comemora o diretor de interior da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-RN), Gabriel Barcellos.

No desembarque também há prevalência de passageiros que viajam por motivos de lazer com percentual de 55,87% e a trabalho com 44,13%. Mossoró foi o principal destino de 81,72% dos viajantes, em seguida municípios da região com 16,45% e Ceará com 1,83%

“Os dados são otimistas para o setor de turismo e, consequentemente, para o desenvolvimento econômico de Mossoró. O levantamento, por exemplo, sobre a origem dos passageiros, mostra que só o nosso município viabiliza essa linha de voo comercial iniciada pela Azul no aeroporto Dix-Sept Rosado”, explica Lahyre Neto, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico.

Foram entrevistadas 809 pessoas no saguão do aeroporto de 06 a 23 de outubro 2018. Segundo a Azul, o local recebeu 1920 passageiros nesse período.

A pesquisa sobre os passageiros que utilizam o Dix-Sept Rosado integra uma série de levantamentos realizados pela SEDAT para identificar o perfil de diversos setores da economia local. Essa semana, os pesquisadores estão ouvindo lojistas sobre as contratações temporárias para o comércio no mês de dezembro.

INFRAESTRUTURA HÍDRICA >> Barragem de Oiticica, uma vitória do RN, pra 2019!

Resultado de imagem para Barragem de Oiticica, uma vitória do RN, para 2019!
Informo que o DNOCS Consegui empenhar os 56 milhões da emenda parlamentar coletiva impositiva mesmo sem a análise dos termos aditivos e do plano de trabalho enviado pelo governo estado hoje, 05.12.18!
O prazo para empenho deste recurso era até o dia 07.12.18 e havia uma preocupação do tempo não ser suficiente para a análise do plano de trabalho e aditivo pelo corpo técnico e procuradoria do DNOCS!
Foi uma Grande vitória de todos os segmento envolvidos com a luta pela conclusão do complexo Barragem de Oiticica! Foi uma vitória do RN!
Recentemente foi Aprovação e publicação a suplementação financeira no valor de 239 milhões pelo Ministério do Planejamento para concluir o complexo barragem de Oiticica!
O DNOCS já havia empenhado para 2019, R$ 44 milhões e agora mais esses R$ 56 milhões!
Teremos garantido pra 2019, no mínimo, 100 milhões para o complexo barragem de Oiticica!
Por Procópio Lucena 
Articulador Estadual do Seapac e assessor do movimento dos atingidos e atingidas pela construção do Complexo Barragem de Oiticica!


EMPODERAMENTO FEMININO NO CAMPO

A imagem pode conter: 11 pessoas, pessoas sorrindo, texto
“A mulher sempre ficava produzindo, trabalhando mais que o homem, mas nunca aparecia. Sempre na hora de comercializar, de chegar no momento final da produção, era o homem que pegava no dinheiro, era o homem que aparecia como trabalhador; quando na verdade a gente sabe que a mulher tem o seu papel muito importante, com a jornada de trabalho que não é pequena”, relata Ana Aline Moraes, presidenta do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Caicó-RN.


Ela e outras mulheres de diferentes gerações do semiárido norte-rio-grandense contam os desafios da mulher do campo e a luta pela conquista do protagonismo feminino na agricultura familiar. O vídeo foi produzido pelo Serviço de Apoio aos Projetos Alternativos Comunitários (SEAPAC), organização que integra à ASA. Confira mais no link: goo.gl/RbefrX

ESTAÇÃO RIBEIRA APRESENTA >> 3ª Edição do Circuito Reggae

image.png

Neste domingo, 9 de dezembro de 2018 a partir das 17:00 horas  acontecerá  um evento gratuito com o interesse de mostra a cara do reggae potiguar para o publico justamente no dia do Circuito Ribeira que não conta com nenhuma casa de reggae 100%.

Bandas:
Silveira Roots
Resistência Potiguar
Manuia
  
Local: Rua Doutor Barata, 227, Ribeira
Próximo da Rodoviária Velha e do Bar do Litrão.