domingo, 17 de junho de 2018

E hoje a nossa seleção entra em campo...

E queremos nosso maior símbolo de amor pela Seleção Brasileira que foi  roubado pelos patos da fiesp!

Filme sobre o golpe de 2016, o Processo estreia em Natal dia 21 de junho

O prestigiado documentário O Processo, de Maria Augusta Ramos, enfim será exibido em Natal (RN). Numa articulação que envolveu cineclubistas, produtores, militantes de Direitos Humanos e a secretaria nacional de Cultura do PT, o filme que conta a história do afastamento da ex-presidenta Dilma Rousseff da presidência da República ficará em cartaz de 21 a 27 de junho, no Cinépolis, no Natal Shopping. A estreia, dia 21 de junho, será na sessão das 19h.
Natal era a única capital da região Nordeste onde o filme ainda não estreara em circuito nacional. Do Rio Grande do Norte, apenas Mossoró conseguiu levar o filme por meio de uma articulação do Moviola Feminista, um projeto de extensão da UERN que exibe e debate filmes realizados por mulheres.
A exibição em Natal também é fruto de muita articulação que envolveu o Cineclube Natal, Secretaria Nacional de Cultura do PT, Setorial de Cultura do PT/RN, Marcha Mundial de Mulheres, Zonal Sul do PT Natal e o Ponto de Cultura Lula Livre.
Fonte: http://www.saibamais.jor.br/filme-sobre-o-golpe-de-2016-o-processo-estreia-em-natal-dia-21-de-junho/

FUTEBOL, CONSCIÊNCIA E SOCIEDADE >> Brasileiro, craque e referência de intelectualidade


Resultado de imagem para socrates mexico sigue
Cabelos compridos, barba e uma faixa na cabeça. O ex-jogador Sócrates foi um dos grandes símbolos da Copa do Mundo de 1986. 
Na partida de estreia da Seleção contra a Espanha, o meia entrou em campo com uma faixa branca amarrada na cabeça – gesto que se repetiu a cada jogo do Brasil, até ser eliminado nas oitavas de final.
Essa foi a forma que o jogador encontrou de manifestar suas preocupações. Na primeira vez, a faixa trazia dizeres de apoio ao México, sede da competição, que sofria com os efeitos de um recente terremoto em sua capital. Nas outras partidas, exibia palavras contra a fome, as guerras, o racismo e o imperialismo.
A torcida é para que o futebol, a atitude e o estilo (por que não?) de Sócrates sirvam de inspiração para os esses "novos atletas". Apesar de hoje as faixas serem usadas apenas para segurar os cabelos (ou divulgar marcas...)

ALERTA >> Jovem morre após sofre descarga elétrica em celular que estava carregando


Jovem de 22 anos morre após descarga elétrica ao usar celular carregando em Taubaté (Foto: Arquivo Pessoal)

Um jovem de 22 anos morreu na madrugada desta sexta-feira (15) depois de receber uma descarga elétrica ao usar o celular carregando a bateria em Taubaté (SP). Segundo o Corpo de Bombeiros, o jovem teve paradas cardíacas após a descarga e chegou a ser levado para o Pronto-Socorro, mas não resistiu e morreu.

Orientação
Segundo o Corpo de Bombeiros, o cuidado com o celular, apesar de ser um aparelho de uso constante, deve ser o mesmo de qualquer equipamento ligado à energia, quando carregando. Existe risco não só de descarga elétrica, como de incêndios, em caso de superaquecimento.

"É um risco porque ele está ligado a uma fonte de energia e exposto a acidente. Deixar carregando à noite, principalmente em camas, também pode gerar risco de acidente. 

A perícia ainda vai avaliar o que houve nesse caso específico, mas a orientação geral é de sempre tomar cuidado com aparelhos ligados na energia", explica o capitão Antonio Carlos Bernardes.

sábado, 16 de junho de 2018

CARAMURU PAIVA >> Sempre contribuindo para desenvolvimento regional do RN

O engenheiro agrônomo e pré-candidato a Deputado Federal pelo PT/RN, Caramuru Paiva estará participando na manhã de hoje, 6 de junho, do I Seminário sobre Potencialidade e Desenvolvimento Local na UERN em Pau dos Ferros.  Essa matéria serve não apenas para mostrar a competência de Caramuru Paiva, mas também a visão voltada para o desenvolvimento do RN, principalmente do interior do Estado.

E seu compromisso social com essas questões, ele tem há bastante tempo, através das várias funções as quais assumiu e que sempre tiveram relação com essa temática, desde quando Coordenou o Projeto Dom Helder Câmara na Região do Médio Oeste Potiguar, ou quando esteve como Delegado do MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário), e atualmente está atuando como Assessor do Mandato da Senadora Fátima Bezerra/PT, e também integra a Rede de Colegiados Territoriais do RN.

Tudo isso o credencia e o tem colocado como um dos fortes nomes que despontam na corrida por uma das vagas para a Câmara Federal.

Trabalho conjunto resulta na criação da Feira da Agricultura Familiar em São Miguel


As famílias de São Miguel, região do Alto Oeste do Rio Grande do Norte, passarão a contar com uma “Feira da Agricultura Familiar” a partir do dia 30 deste mês de junho, com a venda de produtos de 15 agricultores do município. A decisão foi tomada na reunião do Fórum de Associações de São Miguel, realizada ontem, 12 de junho de 2018, mas a criação da Feira já vinha sendo discutida desde o ano passado. A feira de produtos da agricultura familiar é fruto de uma parceria envolvendo a Central de Associações, os agricultores familiares, o Seapac, a Diaconia, a Prefeitura de São Miguel, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais e o Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar (SINTRAF).

A proposta de criar a feira foi levada à Prefeitura de São Miguel, oficialmente, no mês de maio. “A prefeitura assumiu o compromisso de disponibilizar o local para a feira e local para guardar os equipamentos da feira, entre os quais os barracos”, informou Fabrício Edino, Agrônomo do Seapac, escritório da região do Alto Oeste. A diaconia disponibilizará 4 barracas e a Rede Xique-Xique outras quatro. No dia 28 deste mês haverá outra reunião para decidir sobre a padronização dos preços e assegurar que cada agricultor venda apenas o que produz.

Segundo Fabrício, a feira vai proporcionar às famílias de São Miguel produtos do campo com alguns diferenciais. “Todos os produtos são livres de agrotóxicos e, portanto, são alimentos saudáveis, todos produzidos por agricultores de São Miguel. Além disso, vai agregar renda às famílias agricultoras e vai fazer circular o dinheiro dentro do próprio município de São Miguel”, assegura Fabrício.

Fonte: https://www.seapac.org.br/blog/organiza%C3%A7%C3%B5es-criam-feira-da-agricultura-familiar-em-s%C3%A3o-miguel

LUTA POR DIREITOS >> Abaixo-assinado pede apoio para as mulheres iranianas poderem entrar nos estádios! #NoBan4Women



O Irã é o único país dentre os que estão disputando a Copa do Mundo que bane suas mulheres dos estádios, uma violação direta do estatuto de discriminação de gênero da FIFA e sua nova política de direitos humanos. Mesmo assim, o presidente da FIFA, Gianni Infantino, não mostrou nenhum sinal de fazer algo a este respeito - na verdade, ele foi recentemente fotografado posando ao lado do presidente do Irã, Rouhani, no dia seguinte à prisão de 35 mulheres por tentarem participar de um jogo de futebol.

O maior estádio do Irã é chamado de Azadi - que significa "liberdade" - e comporta 100 mil pessoas. No entanto, nenhum desses lugares é designado para mulheres iranianas que querem curtir o esporte.

Mulheres são tão fãs de esportes quanto os homens, e nós merecemos torcer por nossos times nos estádios. O fato desse banimento discriminatório existir há 38 anos é aterrorizante e um ataque aos nossos direitos. Mas a boa notícia é que isso não está determinado por lei e, por isso, pode ser facilmente contornado se fizermos pressão suficiente nas pessoas certas.

Por favor, assine minha petição pedindo que a FIFA use seu poder para dar um fim ao banimento de mulheres nos estádios do Irã. Me ajude a alcançar 100 mil assinaturas e representar os 100 mil assentos disponíveis no estádio Azadi.

Assine minha petição exigindo que Infantino use seu poder para que o Irã dê um basta no banimento de mulheres dos estádios. Apoie #NoBan4Women. Obrigada!

Clique para assinar

CONTRADIÇÕES...

Caminhão carregado de porcos tombou no município de Capitão/RS e a população que odeia corrupção, ROUBOU OS PORCOS!

A imagem pode conter: atividades ao ar livre e natureza

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas sentadas e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, carro e atividades ao ar livre

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Extraído da página do Facebook de letra, música & história

ATENDIMENTO BANCÁRIO >> Bancos terão horário de atendimento reduzido nos jogos do Brasil


Resultado de imagem para bancos
Em função dos dias que o Brasil vai jogar na Copa do Mundo da Rússia, as agências bancárias terão horários de atendimento reduzido.

Seguindo a orientação da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), as instituições bancárias deverão cumprir os seguintes horários de funcionamento:

Em dias de jogos às 9h, o atendimento será das 13h às 17h; Em dias de jogos às 11h, o atendimento será das 8h30 às 10h30 e das 14h00 às 16h00;

Em dias de jogos às 15h, o atendimento será das 9h00 às 13h00

A estreia do Brasil será contra Suíça e está marcada para 17 de junho (domingo) às 15h. A equipe brasileira está no grupo E com Costa Rica, Sérvia e Suíça.

O segundo jogo será no dia 22 (sexta-feira) contra a Sérvia, às 9h. E a terceira partida contra a Costa Rica será realizada no dia 27 (quarta-feira) às 15h.

sexta-feira, 15 de junho de 2018

O "NACIONALISMO" GOLPISTA >> Se observamos bem, não vai escapar nenhum!


AJUDAR O MEIO AMBIENTE, É SOBRETUDO, REDUZIR O CONSUMO >> Mundo declara guerra ao canudo plástico, vilão do meio ambiente

Quantos canudos plásticos você já usou em sua vida? Nos Estados Unidos, são 500 milhões por dia. Mas quem paga essa conta é a natureza. A vida útil de um canudo é de, em média, quatro minutos – tempo suficiente para você terminar sua bebida.
Só que, feitos normalmente de polipropileno ou poliestireno, materiais que não são biodegradáveis, eles demoram até 200 anos para se decompor. Pior: quando descartados, se desintegram em pequenas partículas, que chegam aos oceanos e acabam engolidas pelos animais.
Um vídeo de biólogos retirando um canudo de dentro da narina de uma tartaruga marinha na Costa Rica talvez seja o símbolo máximo do prejuízo desse pequeno objeto para o ecossistema.
Agora, o mundo declarou guerra ao canudo de plástico. No Brasil, o município do Rio de Janeiro pode se tornar a primeira cidade brasileira a proibir seu uso. A lei ainda precisa ser aprovada pelo prefeito Marcelo Crivella. Quem descumpri-la, poderá pagar multa de até R$ 3 mil, valor que pode ser multiplicado em caso de reicidência.
Iniciativa semelhante tramita na Câmara Municipal de São Paulo. O projeto, de autoria do vereador Reginaldo Tripoli (PV), também busca banir o uso do canudo plástico dos estabelecimentos comerciais da cidade.
Em meio à busca por alternativas ao plástico, outras opções já vêm sendo usadas, como canudos de metal, de vidro e até comestíveis.
Na Espanha, por exemplo, um grupo de amigos criou um canudo comestível, biodegradável e reciclável. Feito de açúcar, gelatina bovina e amido de milho, o Sorbos pode vir aromatizado em sete sabores diferentes (limão, lima, morango, canela, maçã verde, chocolate e gengibre) mas, segundo seus inventores, não altera o gosto da bebida.
Respondendo por 4% de todo o lixo plástico encontrado no mundo, os canudos ainda representam um desafio.
Segundo dados da ONG Ocean Conservancy, sediada nos Estados Unidos, foi o 7º item mais coletado nos oceanos em todo o mundo no ano passado.
O biólogo Cláudio Gonçalves Tiago, professor do Centro de Biologia Marinha (Cebimar) da Universidade de São Paulo (USP), chama atenção para a necessidade de educar a população para o uso do plástico.
“O plástico revolucionou a humanidade e nos permitiu um avanço considerável de desenvolvimento. Não devemos vilanizá-lo. O problema é o destino que damos ao plástico. Não adianta nada proibir determinado objeto, se a população não tem alternativas. O caminho para um mundo com menos plástico vai se dar por educação, não por proibição. Precisamos ensinar as pessoas como descartar esses objetos e pressionar por novas tecnologias biodegradáveis”, diz.
Fonte: BBC

MOBILIDADE URBANA >> Evento gratuito vai incentivar soluções inovadoras para o transporte público de Natal

Como uma forma de gerar impacto em Natal e dar um gostinho do que será o Startup Weekend na cidade, o Jerimum Valley organiza neste sábado, 16, uma maratona de desenvolvimento de ideias. O objetivo é ajudar a resolver o problema de transporte público da cidade.
O evento, que é chamado de Hackhaton, vai acontecer no Cubo Hub, espaço de coworking que fica no shopping Seaway, das 14h às 20h. Ele será gratuito, mas tem vagas limitadas para 21 inscritos.
Na ação, estão programadas mentorias para ajudar no desenvolvimento do projeto e uma mini palestra sobre validação de ideias.
O grupo vencedor vai ter a oportunidade de apresentar o projeto para a STTU e de tê-lo viabilizado. Além disso, ele vai ganhar horas gratuitas no espaço de coworking do Cubo, além de ingressos para para o Startup Weekend Natal.
As inscrições podem ser feitas online até sexta-feira, 15, e estão sujeitas ao limite das vagas. Elas são abertas para todo mundo que gosta de pensar e executar novas ideias.

LICENCIAMENTO IRREGULAR >> Cais de Pipa: MPF recomenda paralisação da obra


Resultado de imagem para Cais de Pipa: MPF recomenda paralisação da obra

Empreendimento à beira-mar da praia de Tibau do Sul foi licenciado sem os devidos estudos ambientais e pode representar riscos ao ecossistema local

O Ministério Público Federal (MPF) enviou uma recomendação à Secretaria do Patrimônio da União (SPU), ao Instituto de Desenvolvimento e Meio Ambiente do RN (Idema), à Caixa Econômica Federal e ao Município de Tibau do Sul para que suspendam contrato, licenças e repasses para a construção do chamado Cais de Pipa, localizado na praia mais famosa do litoral sul do estado.

A recomendação assinada pelo procurador da República Felipe Siman é resultado de um inquérito civil em andamento e ressalta que uma perícia do MPF constatou falhas no licenciamento ambiental para a construção do cais. A licença foi concedida pelo Idema sem os estudos ambientais necessários para avaliar os verdadeiros impactos da obra e foi em cima desse licenciamento que a SPU e a Caixa avaliaram a regularidade do empreendimento.

Vistoria do próprio Idema, realizada em 22 de março, verificou que, “embora a obra não tivesse iniciado”, a área já vinha sofrendo intervenção, incluindo escavação na praia, com utilização de retroescavadeira a apenas 1,30 metro de distância da falésia. Também constatou-se a presença de 12 estacas de concreto, deixadas aleatoriamente no local.

A denúncia ao MPF foi formalizada pela Associação Civil Catavento, que apresentou abaixo-assinado e levantou questões sobre a possível “inutilidade da obra em grande parte do ano”. Os recursos para a construção foram obtidos através de um contrato formalizado em dezembro de 2015, que previa R$ 487.500 em repasses da União.

O Ministério do Turismo já depositou na conta bancária vinculada ao contrato 50% do valor, contudo a Caixa Econômica informou que nenhuma quantia chegou a ser desbloqueada, tendo em vista “a existência de pendências técnicas e documentais a serem solucionadas pelo município”.

Viabilidade - Um parecer da Assessoria Nacional de Perícia em Meio Ambiente do MPF concluiu que o empreendimento “carece de diversas informações que atestam sua viabilidade, necessidade e segurança socioambiental”. Estudos ambientais não foram apresentados, o que pode ter subdimensionado os impactos da obra. Não há ainda manifestações da Capitania dos Portos, da Defesa Civil e nem sobre a inserção do empreendimento em Unidade de Conservação.

Para o perito do MPF, a ausência desses e de outros documentos impedem a devida análise da viabilidade. Um dos fatores mais relevantes, aponta o parecer, é a falta de “manifestação social em favor da obra”, tendo em vista que o empreendimento afetará a “utilização da praia de Pipa por sua relevância ecológica e cênica”. A perícia questionou ainda os critérios utilizados pelo Idema para concessão da licença, diante sobretudo da falta dos estudos prévios.

O parecer alerta que o Idema simplesmente “não acredita ser possível que o empreendimento (…) possa provocar mudanças significativas no equilíbrio sedimentar da praia”, sem se basear em qualquer estudo ambiental prévio da área, ou dos possíveis impactos, para chegar a essa conclusão. “Monitoramentos posteriores, como os previstos na licença de instalção, podem ser pouco efetivos”, resume o procurador Felipe Siman.

Pedidos - Do Idema, o MPF requer a suspensão ou invalidação da Licença de Instalação da obra, “condicionando a concessão da licença à apresentação dos necessários estudos ambientais prévios”. Em relação à Caixa, a solicitação é que se suspenda qualquer repasse até apresentação desses estudos. E enquanto isso não for feito, à SPU, de acordo com a recomendação, cabe revogar ou invalidar a autorização para instalação do canteiro de obra e construção do cais.

Já da prefeitura local, o pedido é para suspender imediatamente o contrato celebrado com a construtora - até que sejam realizados os estudos que atestem a viabilidade socioambiental – e que se promova uma consulta pública à população interessada, para avaliar o interesse social na obra. Confira a íntegra da recomendação.

quinta-feira, 14 de junho de 2018

OPORTUNIDADE DE QUALIFICAÇÃO >> IFRN Campus Lajes oferta Curso de Espanhol Básico I para servidores e alunos do Campus Lajes e comunidade em geral

O IFRN Campus Lajes oferta Curso de Espanhol Básico I para servidores e alunos do Campus Lajes e comunidade em geral
Com carga-horária de 60h/a, o Curso de Espanhol Básico I tem previsão de início nos dias 31 de julho e 1 de agosto. Serão ofertados 25 vagas em cada turno (matutino e vespertino). As inscrições acontecerão de 18 a 25 de junho na secretaria acadêmica do IFRN. 
Os interessados deverão procurar a Secretaria acadêmica do campus, portando os seguintes documentos: cópia da Carteira de identidade, cópia do CPF e uma foto 3x4. Além disso, é preciso preencher o formulário de inscrição. Serão selecionados 50 candidatos a partir da justificativa apresentada pelo candidato no formulário de inscrição.
 CURSO BÁSICO I DE CONVERSAÇÃO EM LÍNGUA ESPANHOLA
 Local:  IFRN – Campus Lajes
Vagas: 50 (Cinquenta) vagas, sendo 25 vagas no turno matutino e 25 vagas no turno vespertino.  Mais 10 vagas para cadastro de reserva, sendo 05 vagas para cada turma.
Público Alvo:  ALUNOS DO IFRN (10 VAGAS), SERVIDORES DO IFRN CAMPUS LAJES (10 VAGAS) E COMUNIDADE EM GERAL (30 VAGAS)
Dia e Horário das aulas: 
Turma 1 -  Vespertino:  Terça-feira das 13h30h às 16h30.
Turma 2 - Matutino:  quarta-feira das 09h às 12h 
Inscrições:
Período:     18 a 25 de junho/2018
Local:        SECRETARIA ACADÊMICA – CAMPUS LAJES
Horário:     08h às 11:30 e das 13:30h às 16:00h

Documentos necessários:
01 cópia: CPF e RG
01 foto 3x4

Previsão de início: 31/07 (Vespertino) e 01/08/2018  (Matutino)
Carga horária: 3 horas/ relógio – 4 h/aula semanais – 45H/R - Total de 60 horas/aula
Pré-requisitos:  
1 – Ensino fundamental completo
2 – Ter disponibilidade nos dias e horários oferecidos.
 Critérios de Seleção:
Será avaliada a justificativa apresentada no formulário de inscrição. O candidato deverá apresentar a relevância deste curso em sua vida profissional e/ou acadêmica.
Terão prioridade os alunos do IFRN que não tiverem a disciplina de espanhol contemplada na matriz curricular do curso regular que esteja matriculado.
 O resultado será divulgado no site do IFRN, no endereço eletrônico www.ifrn.edu.br/lajes, no dia 02 de julho de 2018.  Os alunos classificados deverão comparecer ao primeiro dia de aula, que acontecerá no IFRN/ Campus Lajes, dia 24 de julho (terça-feira) e dia 25 de julho, caso o aluno selecionado não compareça a aula, serão convocados os candidatos do cadastro de reserva.


DOCUMENTO >> Agência Nacional das Águas lança edição especial da publicação Balanço das Águas


(http://balancodasaguas.ana.gov.br/), publicação anual da Agência Nacional de Águas (ANA) que apresenta as principais ações da instituição no ano anterior. Esta edição especial é voltada a apresentar a missão e as realizações da Agência a uma nova audiência, alcançada graças à realização do 8ª Fórum Mundial da Água, realizado entre 17 e 23 de março, em Brasília. Com este conteúdo – que também conta com versões em espanhol e inglês – a ANA visa a informar os públicos nacional e internacional sobre a atuação da Agência, a implementação da Política Nacional de Recursos Hídricos e a gestão das águas no Brasil. 
Com palestras, debates, exposições, boas práticas e eventos educativos e culturais; as atividades do 8º Fórum alcançaram mais de 120 mil pessoas, entre especialistas, gestores públicos, representantes de setores produtivos, crianças e professores, além de profissionais da Imprensa, que divulgaram o evento e os temas ali discutidos a um público ainda maior, no Brasil e no exterior. 
Nesta edição do Balanço das Águas, os novos públicos, e os já tradicionais, poderão saber mais sobre a Lei das Águas (Lei nº 9.433/97), que instituiu a Política Nacional de Recursos Hídricos e completa 21 anos de existência. Esta também é uma oportunidade para o leitor se informar mais sobre os avanços e conquistas na gestão dos recursos hídricos no Brasil, além de compreender a importância desta lei, que tem em si o princípio a gestão descentralizada e participativa dos recursos hídricos. 
A publicação traz, ainda, um balanço das principais ações, programas e produtos desenvolvidos pela ANA para cumprir sua missão de garantir água com qualidade e em quantidade suficiente para as atuais e futuras gerações. As sessões apresentam as vertentes de atuação da Agência: regulação, monitoramento, planejamento e apoio ao Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (SINGREH). 
O Balanço das Águas foi publicado pela primeira vez em 2011 e teve outras quatro edições correspondentes aos seguintes períodos: 20122013/20142014/2015 e 2015/2016.

ALGO BASTANTE NECESSÁRIO EM TEMPOS DE GOKPE >> Evento da UERN irá debater questões sobre discurso de ódio

"É um tema de grande destaque e relevância para a realidade em que vivemos”, frisa a Profª. Me. Paula Zagui.
“Discurso de ódio ou liberdade de expressão”. A temática que está em evidência na atualidade será tema de debate na primeira edição do “Comunicando”. O evento será realizado entre os dias 26 e 28 de junho, no auditório da Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais (FAFIC) e no Departamento de Comunicação Social (DECOM), da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

Promovido pelos estudantes do 7º período do curso de Publicidade e Propaganda, dentro do planejamento executado na agência laboratorial, o evento traz um debate sobre o discurso de ódio, “que é um tema de grande destaque e relevância para a realidade em que vivemos”, frisa a Profª. Me. Paula Zagui. Por se tratar de um tema transversal, o “Comunicando” reúne também estudantes do curso de Jornalismo e Radialismo da UERN.
“Ultimamente uma crescente onda de intolerância e discurso de ódio tem tomado conta do País. O evento abordará o combate ao discurso de ódio e à discriminação. Discurso esse que engloba todas as formas de expressão que propagam, incitam, promovem ou justificam o ódio racial, a xenofobia, a homofobia e outras formas de ódio baseadas na intolerância”, declara a professora.
A programação terá minicursos, mesa-redonda, oficinas, palestras e apresentações. O evento é voltado para estudantes e profissionais de comunicação e áreas afins.
As inscrições estão abertas. A taxa é de R$ 10 estudante e R$ 20 profissional. O “Comunicando” terá certificado de 10 horas/aula mais quatro horas dos minicursos.
ABERTURA 26 DE JUNHO – TERÇA-FEIRA
19h – MESA-REDONDA: Comunicação, discurso de ódio e liberdade de expressão.
Márcia Mello (Coletivo Arretadas; Colaboradora do Mídia Ninja RN e Nacional)
Marcília Mendes (Profª. Drª. DECOM/UERN)
Geilson Fernandes (Doutorando em Estudos da Mídia- UFRN)
Local: Auditório da FAFIC/ UERN
27 DE JUNHO – QUARTA-FEIRA
8h – OFICINAS E MINICURSOS
* Publicidade: O papel da publicidade para a construção e desconstrução do discurso de ódio.
Profª. Drª. Juliana Teixeira
* Vídeo: A cobertura televisiva em situações de conflito
Prof. Dr. Marco Escobar
* Rimas: Versos como resistência urbana – Slams, recitais e saraus contra a discriminação.
Profª. Drª. Daiany Dantas
* “Memologia”: para sermos capazes de opinar sobre isso!
Profª. Ma. Fernanda Aragão

* “Zine Queer”: produção de revistas independentes com a temática Queer
Prof. Dr. Sandro Soares
Local: Bloco do DECOM/UERN 
28 DE JUNHO – QUINTA-FEIRA
8h – PALESTRA: Astroturfing, Violência e Representação em Disputas Eleitorais Virtuais.
Prof. Ms. Heitor Rezende Pinheiro (PUC/SP)
Local: Auditório da FAFIC/ UERN
14h – PALESTRA: Ruas, redes e mídias: construção de identidade política da juventude na Internet.
Bany Narondy – Mestranda em Ciências Sociais (PPGCISH/UERN)
Local: Auditório do DECOM/UERN
16h – BATE-PAPO: O discurso de ódio no universo LGBTQI com Apresentação – documentário TrasFORMAR- Por Felipe Freitas
Prof. Ms. Joseylson Fagner (DECOM/UERN)
Prof. Dr. Sandro Soares (FE/UERN)
Local: Auditório do DECOM/UERN
18h – ENCERRAMENTO: Montação Drag + Lip Sync
Local: Espaço Padoca DECOM/ UERN
Portal UERN

LAPIS - Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélites >> Divulga mapa atualizado da saúde da vegetação do Semiárido brasileiro



Nenhum texto alternativo automático disponível.
O atual Índice de cobertura vegetal (NDVI) do Nordeste brasileiro, obtido por imagem do satélite Meteosat-10, mostra poucas áreas secas na região. Vale destacar que, na parte Setentrional (Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba), as áreas em vermelho não representam seca, mas territórios em processo de desertificação.
No Maranhão, os pontos em vermelho correspondem aos Lençóis maranhenses. Na região oeste do Nordeste, consistem em cicatrizes das queimadas. Já no Semiárido de Alagoas, Sergipe e grande parte da Bahia, os sinais em vermelho são predominantemente de seca, mas existem também respostas de áreas degradadas e áreas descobertas por vegetação #Caatinga #MonitoramentoAmbiental #Secasem montanhas (solos expostos).
Sendo assim, o monitoramento por satélite realizado pelo LAPIS - Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélitesmostra que, na semana passada, a resposta da vegetação à seca diminuiu consideravelmente em relação aos meses anteriores, com destaque à parte Setentrional do Nordeste, aonde os sinais de seca na vegetação praticamente não existem.
Continuamos de olho e, qualquer novidade, compartilharemos com vcs. Leiam mais em: https://goo.gl/gRdaRB

quarta-feira, 13 de junho de 2018

VITÓRIA DA LUTA E DO RESPEITO PELOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO >> Com 73% dos votos, Chapa 1 é reeleita para a direção do SINTE/RN

Nenhum texto alternativo automático disponível.Com quase 5 mil votos de diferença para a segunda colocada, A Chapa 1, “Resistência, Experiência e Luta”, foi reeleita com 7.556 e 73,27% dos votos válidos, para continuar à frente da direção do SINTE/RN pelo quadriênio 2018/2022. A apuração dos votos aconteceu na noite dessa terça-feira (12) e avançou pela madrugada desta quarta-feira (13), na sede estadual do Sindicato, e transcorreu com tranquilidade.

A Chapa 2 ficou em segundo lugar, com 2.289 votos, 22,19%, e a Chapa 3 em terceiro, com 467 votos, 4,5% dos votos válidos. Votos brancos somaram 163 e nulos 281. Ao todo, 10.884 trabalhadores/as em educação do RN foram às urnas na segunda-feira (11), em Natal, grande Natal e cidades do interior do Estado.

Assim que oficialmente a vitória foi confirmada, a coordenadora geral do SINTE/RN, professora Fátima Cardoso, afirmou que essa eleição contribuiu com a democracia do Sindicato e agradeceu a todos que participaram: “Agradeço a todos e a todas que votaram, independente da chapa. O nosso compromisso e a nossa vontade de fazer mais vai continuar nesta gestão. Sei que temos grandes desafios por aí, com uma conjuntura difícil. Mas essa diretoria veio com uma renovação exatamente para criar as possibilidades para contribuir mais e mais para os avanços e conquistas e superar esses desafios”.

Emocionada, a coordenadora avaliou a vitória: “Esta vitória está muito bonita. É sinal de confiança. E confiança se retribui com confiança. É sinal que a categoria acredita nesta diretoria e nesta nova diretoria que vai tomar posse”.

Para o coordenador geral José Texeira, a luta da direção continua imediatamente: “Não vamos esperar para posse. Hoje mesmo damos continuidade às nossas ações de luta”.

Já o coordenador geral Rômulo Arnaud, que comanda a Regional do SINTE/RN em Mossoró, comemorou os 92% de votos recebidos pela Chapa 1 na localidade.

APURAÇÃO FOI TRANSMITIDA AO VIVO

Pioneiro como sempre, o SINTE/RN transmitiu ao vivo, no seu Facebook, através da sua assessoria de comunicação, a apuração da eleição. Durante quase 10 horas, cinco profissionais trabalharam para levar todas as informações da apuração a categoria. Três câmeras foram utilizadas conjuntamente com uma parafernalha de equipamentos de última geração. Boletins traziam, a todo o momento, os números parciais da eleição.

PADRÃO GLOBAL >> Uma reflexão para os trouxinhas...


EXIBIÇÃO >> Mossoró abriga exposição “Descobrindo o RN com Luís da Câmara Cascudo”


Mossoró abriga a partir desta quarta-feira, 13, uma grande mostra que retrata a história e cultura do Rio Grande do Norte inspirada na obra do escritor Luís Câmara Cascudo.
A exposição “Descobrindo o Rio Grande do Norte com Luís da Câmara Cascudo” estará aberta ao público de segunda à sexta, das 8h às 17h, no Fórum das Artes (Rua Juvenal Lamartine, 1880, Centro). A exposição já foi exibida em Caicó no início de 2017.
A exposição, promovida pelo Governo do Estado, através da Fundação José Augusto, exibe peças que revelam os detalhes da linha do tempo do Estado e seu contexto no Brasil e no mundo, destacando também aspectos fundamentais da cultura norte-rio-grandense.
Recortes da obra literária do etnógrafo conduzem o passeio pela história, desde a chegada dos portugueses, a tradição dos índios locais, a invasão holandesa, a fundação da cidade e seu desenvolvimento, o papel de Natal na 2ª Guerra Mundial, até o panorama atual. A mostra toma como base o livro História da Cidade do Natal, do autor potiguar.
A iniciativa consiste em um passeio entre os corredores históricos e galerias do Memorial, guiado pelo próprio Câmara Cascudo, através de recortes da sua obra literária. O visitante deverá viajar ao longo de mais de 500 anos de história, desde a chegada dos portugueses às nossas terras, os índios potiguares, o domínio holandês, a fundação de Natal, seus períodos áureos e conflituosos, o papel da cidade na 2ª Guerra Mundial, até chegar aos dias de hoje.
A mostra é composta por grandes painéis, bonecos em tamanho real de personagens ilustres e heróis potiguares, artefatos, livros, miniaturas, além de uma diversidade de objetos museológicos. Em cada trecho da exposição, painéis estampam textos de Câmara Cascudo, mapas, cartas náuticas, pinturas, fotografias, tudo em busca de se aproximar do visitante e despertar nele o interesse e valorização pela história potiguar e pela obra de Cascudo.