sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

MESMO COM CHUVAS A SITUAÇÃO PERMANECE CRÍTICA >> Nível de água da Barragem Armando Ribeiro aumentou oito cm

Resultado de imagem para barragem engenheiro armando ribeiro gonçalves


Dados divulgados nesta quarta-feira, dia 14 de fevereiro pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS) dão conta que houve uma elevação de oito centímetros na lâmina de água da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves entre os dias 12 e 14 saindo da cota 34,46 para 34,54. 

Atualmente a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves está com 10,95% da sua capacidade total de armazenamento o que representa 262 milhões 782 mil 533 metros cúbicos dos 2,4 bilhões que comporta quando está na cota de sangria.da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves aumentou oito centímetros de segunda até quarta-feira de cinzas.

No entanto, a situação do reservatório ainda é crítica. 

EDUCAÇÃO EM LUTA >> O SINTE/RN convoca a categoria para participar de uma importante assembleia no próximo dia 19



Conforme deliberado em assembleia da Rede Municipal de Natal que aconteceu nesta quinta-feira (15), o SINTE/RN vai realizar a segunda assembleia unificada (Estado e Município de Natal) do ano. A assembleia acontece nesta segunda-feira (19), às 14h, na ASSEN. Em pauta os seguintes pontos:
> Pagamento do 1/3 de férias;
> Correção do Piso Salarial para educadores da ativa e aposentados
> Calendário de pagamento;
> Indicativo de greve.

MALEFÍCIOS DO AGRONEGÓCIO >> Projeto de lei quer proibir agricultores de produzir, distribuir e armazenar sementes


O Projeto de Lei 827/2015 propõe o pagamento de royalties sobre espécies de plantas que foram alteradas, como as híbridas - Créditos: Lilian Campelo
A troca, a livre distribuição e o armazenamento das melhores sementes é uma das práticas mais comuns das comunidades tradicionais, mas esta herança cultural do cultivo corre sérias ameaças. Isso porque o Projeto de Lei (PL) 827/2015, conhecido como Projeto de Lei de Proteção aos Cultivares, quer passar para grandes empresas o controle sobre o uso de sementes, plantas e mudas modificadas.
De acordo com o projeto, a comercialização do produto que for obtido na colheita dependerá da autorização do detentor das chamadas cultivares, que são plantas que tiveram alguma modificação pela ação humana, como as híbridas, por exemplo.
Para o educador popular da Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional, Lourenço Bezerra, do Programa Amazônia, o projeto prejudica práticas ancestrais: “Com essas sementes, o agricultor tradicional não precisa utilizar fertilizantes sintéticos e não precisa utilizar os defensivos agrícolas, que são os agrotóxicos, que eles chamam de defensivos agrícolas".
Bezerra ressalta que a medida tem como objetivo beneficiar as grandes empresas que comercializam agrotóxicos: "Então, as empresas querem obrigar, além do agricultor comprar a semente, mas também de comprar os insumos, os agrotóxicos fertilizantes sintéticos e isso vai beneficiar quem? Vai beneficiar as empresas”.
O projeto é de autoria do deputado ruralista Dilceu Sperafico (PP-PA) e tem a proposta de alterar a Lei de Proteção de Cultivares, que regulamenta a propriedade intelectual referente às cultivares.
Para o deputado federal e presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara, Nilto Tatto (PT-SP), a proposta ameaça a segurança alimentar e também a segurança nacional do país, ao transferir para as grandes empresas o controle de quais sementes plantar e do volume. Ele ressalta ainda que o projeto apresenta um discurso que visa desenvolver a pesquisa nacional sobre as cultivares, mas, na opinião dele, amplia o controle das grandes empresas no domínio da política da agricultura brasileira.
“Então você joga na mão da iniciativa privada a definição da relação do que cobre e do que não cobre de royalties da agricultora. Talvez a questão mais grave e conceitual que está por trás desse relatório é tirar o papel do Estado sobre determinada parte da política da agricultura brasileira”, diz o parlamentar.
Diferença entre sementes:

NOSSA SAÚDE >> Precisamos ficar atentos a essa virose que nesse período afeta muitas pessoas!

Nenhum texto alternativo automático disponível.

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

POLÍTICA E CARNAVAL >> Quando a situação política torna-se prioritária até na folia....

Dentre as várias críticas ao golpismo, a Escola de Samba Paraíso do Tuiuti 2ª colocada do carnaval carioca esse ano, mostrou o que que foi o golpe e o caos social que ele atinge traz. Também a campeã Beija-Flor, trouxe um tema que retratou a questão da corrupção e seus malefícios para a sociedade.

Abaixo uma das alas da Paraíso do Tuiuti que "homenageou" o corrupto potiguar Rogério Marinho (PSDB), que foi um dos principais articuladores para a aprovação dessa reforma que acabou com os trabalhadores brasileiros

EM LAJES >> Semana Pedagógica tem início hoje, veja a programação!

Nenhum texto alternativo automático disponível.

ATENÇÃO AO PRAZO >> Segurados do INSS têm até dia 28 deste mês para realizar a comprovação de vida


Quem não fizer a comprovação de vida no tempo previsto poderá ter seu pagamento interrompido.

Dos mais de 34 milhões de beneficiários do INSS, quase 30 milhões já realizaram a comprovação de vida. Até janeiro deste ano, 4,7 milhões de beneficiários ainda não compareceram aos bancos pagadores de seu benefício para realizar o procedimento.
O prazo para o comparecimento das pessoas que ainda não fizeram a prova de vida em 2017 terminaria em 31 de dezembro de 2017, mas por causa do grande número de beneficiários que ainda não realizou o procedimento o prazo foi estendido até 28 de fevereiro de 2018.
A prova de vida é obrigatória para todos os beneficiários do INSS que recebem por conta corrente, conta poupança ou cartão magnético. Quem não fizer a comprovação de vida no tempo previsto poderá ter seu pagamento interrompido.
Não é necessário ir à Agência da Previdência Social. A comprovação de vida é realizada diretamente no banco em que o segurado recebe o benefício mediante a apresentação de um documento de identificação com foto (carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação e outros).
Algumas instituições financeiras que possuem sistemas de biometria estão utilizando essa tecnologia para realizar a comprovação de vida nos terminais de autoatendimento.
Os beneficiários que não puderem ir até às agências bancárias por motivos de doença ou dificuldades de locomoção podem realizar a comprovação de vida por meio de um procurador devidamente cadastrado no INSS.
Os segurados que residem no exterior também podem realizar a comprovação de vida por meio de um procurador cadastrado no INSS ou por meio de documento de prova de vida emitido por consulado, bem como pelo Formulário Específico de Atestado de Vida para o INSS, que está disponível no site da Repartição Consular Brasileira ou no site do INSS.
Caso o beneficiário opte por usar o Formulário, este deverá ser assinado na presença de um notário público local, que efetuará o reconhecimento da assinatura do declarante por autenticidade.
Já quando o beneficiário estiver residindo em país signatário da Convenção sobre Eliminação da Exigência de Legalização de Documentos Públicos Estrangeiros (Convenção de Haia/Holanda, de 05 de outubro de 1961), aprovada pelo Decreto Legislativo nº 148, de 12 de junho de 2015, o formulário deverá ser apostilado pela autoridade competente da mesma jurisdição do cartório local. Em se tratando de país não signatário, o formulário deverá ser legalizado pelas representações consulares brasileiras.
Os bancos estão comunicando os beneficiários sobre a comprovação de vida por meio de mensagens informativas, disponibilizadas nos seus caixas eletrônicos e sites na internet.
Esclarecimentos sobre a renovação de senha do INSS:

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

DIVULGANDO >> Cursos online e gratuitos da Universidade Aberta do SUS


Resultado de imagem para saúde


O Sistema Universidade Aberta do SUS – UNA-SUS foi criado em 2010 pelo Ministério da Saúde e disponibiliza gratuitamente diversos cursos online com certificação. 

Um dos objetivos da UNA-SUS, conforme consta em seu site, é o seguinte: ofertar cursos e programas de especialização, aperfeiçoamento e outras formas de qualificação dirigida aos profissionais do SUS, por meio das instituições que integram a Rede UNA-SUS.

Inscreva-se em Mapa de Cursos Online e receba grátis novas publicações por E-mail

PREVISÃO DE FOLIA COM CHUVA >> Emparn prevê chuvas em todos os dias de Carnaval do RN


No período da folia de momo, as temperaturas mínimas em Natal vão variar entre 23 e 26 graus Celsius e as máximas devem ficar entre 31 e 32 graus Celsius, enquanto no interior as máximas estarão variando entre 34 na região Agreste a 37 graus Celsius no Alto Oeste.

A previsão do tempo para o período do Carnaval 2018 traz como destaque a predominância de ocorrência de chuvas em todos os dias de festa.
Segundo o meteorologista da Emparn, Gilmar Bristot, pela análise das imagens de satélite, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), associada à presença de um Vórtice Ciclônico de Ar Superior (VCANS) que deverão atuar durante todo o período carnavalesco mantendo o céu parcialmente nublado com ocorrência de chuvas em todas as regiões do estado.
No período da folia de momo, as temperaturas mínimas em Natal vão variar entre 23 e 26 graus Celsius e as máximas devem ficar entre 31 e 32 graus Celsius, enquanto no interior as máximas estarão variando entre 34 na região Agreste a 37 graus Celsius no Alto Oeste.
Para esta sexta-feira (9), a predominância é de céu parcialmente nublado em todo o Estado com maior concentração de chuvas nas regiões Oeste (período da tarde e início da noite) e Litoral Leste (início da manhã). Nas demais regiões pancadas isoladas de chuvas.
No sábado (10), a predominância é de céu parcialmente nublado a nublado em todas as regiões do Estado, com ocorrência de chuvas no período da tarde no interior e a qualquer hora do dia na faixa litorânea.
Domingo (11), a predominância é de céu nublado em todo o estado com ocorrência de pancadas de chuvas. A concentração maior das chuvas deverá acontecer nas regiões de Mossoró, Alto Oeste e Litoral Leste com ocorrências de trovoadas e descargas elétrica
Na segunda-feira (12), a previsão é de predominância de céu encoberto com ocorrência de chuvas em todas as regiões do Rio Grande do Norte.
Terça (13), o sol deverá predominar nas regiões do Agreste e Central. No Oeste e Litoral Leste ainda acontecerão pancadas de chuvas concentradas durante a tarde no interior e pela manhã no Litoral.

POLÍTICA DO EXTERMÍNIO >> Bolsonaro: “Se eu assumir, índio não terá mais 1 cm de terra” Além das mulheres, negros, homossexuais, os índios também estão na lista.

O deputado federal e pré-candidato a presidência da República, Jair Bolsonaro, disse na tarde desta quinta-feira em Dourados que não pretende demarcar terras indígenas, caso dispute e vença as eleições de outubro próximo.
A afirmação foi dada durante entrevista na sua chegada ao Parque de Exposições João Humberto de Carvalho, onde palestrará aos produtores rurais.
Na opinião do parlamentar, a população indígena é manipulada por agentes políticos e organizações não governamentais para entrar em conflito por grandes propriedades rurais. 
“As ONG’s e o governo estimulam o índio para o conflito. Se eu assumir como presidente da República, não haverá um centímetro a mais para demarcação. Na Bolívia temos um índio como presidente, porque aqui eles precisam de terra?”, disse aos repórteres.
Defensor da liberação de porte de armas à população, Bolsonaro criticou os governos Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Lula e Dilma Rousseff (ambos do PT), pelos problemas envolvendo a violência em todo o país.
“Tenho projeto para armar o cidadão de bem”, disse e depois completou. “O que fizeram os governos desde Fernando Henrique Cardoso foi armar bandidos (...) armado em casa você está em igualdade com os marginais”, relatou.
Ao fim da entrevista, Jair Bolsonaro se reúne com produtores rurais de Dourados e continua a sua agenda no município na sexta-feira, realizando palestra na Associação Comercial. O evento ocorre por volta de 10h.

SEGURANÇA E GARANTIA DE QUALIDADE >> A importância da manutenção em postos de combustíveis


Resultado de imagem para a importancia da manutenção em Posto de combustíveis

Para que o posto de combustíveis opere de forma eficiente e segura é importante que alguns procedimentos de operação, que incluem a manutenção dos equipamentos, sejam realizados. Como em todos os segmentos ligados à produção, dotados de máquinas e equipamentos variados, é a realização de manutenção cotidiana nos postos de combustíveis que garante, além de segurança, uma produção eficaz, sem perdas e vazamentos permitindo o fornecimento e garantia da qualidade do produto e do atendimento.
Sabemos inclusive que realizar manutenção nos postos de combustíveis requer conhecimento e habilidades especificas, isso porque são vários tipos de manutenção que devem ser realizadas regularmente, já que o sistema de distribuição de combustíveis de um posto de abastecimento tem o seu funcionamento  intimamente ligado a questões como vazamentos, rompimentos, aferições e desgastes na própria estrutura. Assim, qualquer sistema de implantação de manutenção do empreendimento não pode limitar-se somente ao sistema de distribuição de combustíveis, uma vez que essa é parte de uma estrutura maior, a qual compreende a distribuição, armazenagem, respiros de tanque, retentores de vapores e demais mecanismos de prevenção e contenção de danos ambientais. Atenção especial deve ser dada aos reservatórios de contenção que fazem parte do sistema subterrâneo. É importante sempre mantê-los limpos e garantir que não existam combustíveis em seu interior por longos períodos.
Assim, listamos  alguns pontos fundamentais para se atentar na manutenção do posto:
                - Limpeza dos reservatórios de contenção
                - Limpeza do sistema separador de água e óleo
                - Eventuais manutenções na Bomba de Abastecimento.
                - Manutenção dos Bicos de Abastecimento
                - Limpeza do piso.           -
Além das questões ambientais e de segurança, ainda devemos pensar na manutenção enquanto elemento propulsor da lucratividade do negócio. Assim, sabemos que o funcionamento interrupto dos equipamentos dos postos de combustíveis é fundamental para garantir o resultado da atividade. Uma bomba fora de serviço ou um sistema de monitoramento defeituoso significa prejuízos relevantes no fechamento das contas e temos hoje a certeza que a única forma comprovada  de  evitar este problema  é a manutenção.

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Fim do ensino superior público pago no Chile e por que o silêncio da mídia?


Há pouco mais de dois meses um fato banal em si transformou-se em grande notícia. O fato era a entrega de um relatório encomendado pelo governo federal, um ”ajuste justo” proposto pelo Banco Mundial. Entre outros, um ajuste bastante divulgado pelos grandes meios de comunicação era o fim da gratuidade no ensino superior público no Brasil[I]
A repercussão foi enorme, lançando-se mão de exemplos bem sucedidos nesse sentido, como o da Inglaterra. A ampla divulgação não trazia junto o “outro lado”, o contraditório. As críticas a essa proposta apareceram em veículos de menor penetração e, em parte, por meio das redes sociais. Uma vez formados esses polos, não ocorreu propriamente um debate público, não apareceram tréplicas para provocar reposicionamentos ou aprofundar as argumentações. Polarizações sem o necessário embate qualificado são comuns e um caso específico foi analisado de forma bastante clara e será útil para entender a pergunta do título: a (des)informação sobre um ataque com mísseis à Faixa de Gaza em 2014. 
A análise, tanto da cobertura de imprensa de um lado e a omissão de outro, quanto da repercussão nas redes sociais, é de Gilat Lotan da New York University[II]. Vale a pena olhar a imagem da rede de respostas pelo Twitter sobre esse fato a partir de um Twit do Haaretz.com. É possível ver que as comunidades de Twitters “pró-Israel” e as “pró-Palestina” praticamente não se conectam: polarizam-se, mas cada um não se interessa pelo outro lado da história. Um dos “olhos” – como são chamadas as frases em destaque de um artigo – no texto de Lotan é digno candidato a epígrafe: “nós não estamos vendo pontos de vista diferentes e sim mais do mesmo”. Um subtítulo também é sugestivo: “a Mídia constrói a realidade”.

ALERTA PARA OS BANHISTAS >> Banhistas devem ficar atentos à sinalização para evitar afogamentos


verão (2)

Durante as férias de verão, os casos de afogamento aumentam no Brasil, já que mais pessoas buscam diversão em piscinas, rios, cachoeiras e mar.
Segundo a Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa), 44% dos casos em um ano ocorrem apenas entre novembro e fevereiro, principalmente no litoral. Entre crianças de um a nove anos de idade, o afogamento é a segunda maior causa de óbito no País.
O diretor e médico da instituição, David Szpilman, destaca que os casos de morte são mais comuns nos interiores do País.
“Por falta de supervisão, de placas de sinalização, de preparo, de segurança, as mortes são mais comuns em rios, lagos e represas”, avaliou, ressaltando a necessidade de que orientações e precauções sejam respeitadas.
Os bombeiros alertam também para o perigo de pular na água para salvar alguém em perigo de afogamento. Segundo Szpilman, “em geral, quem tenta ajudar acaba se afogando”.
De acordo com o médico, o melhor a fazer quando se percebe alguém em risco é ligar para o 193, número do Corpo de Bombeiros, e tentar jogar na água algo flutuante, para que a vítima se agarre até o socorro chegar.

EM LAJES >> Gestão Municipal divulga o calendário de pagamento de servidores


Nenhum texto alternativo automático disponível. Foi divulgado esses dias, o calendário de pagamento dos servidores municipais de Lajes (ativos e inativos), sendo essa uma ação que o prefeito José Marques Fernandes (Marcão), tem priorizado de modo rigoroso, seguindo o que determina a lei e o direito fundamental de cada trabalhador.

Essa notícia que deveria ser algo corriqueiro para todos os municípios, torna-se um deferencial, na medida em que temos visto em vários outros municípios e até o governo do Estado que está com os salários de parte do funcionalismo atrasado.

Outro ponto bastante positivo nesse contexto, é que a Prefeitura de Lajes em parceria com CIEE tem mantido um programa que absorve 61 estagiários de nível médio e superior, o que torna-se um grande fato gerador de emprego e também uma forma de oportunizar aos nossos jovens o ingresso no mercado de trabalho.

8º FÓRUM MUNDIAL DAS ÁGUAS >> Os ecossistemas e sua importância para a vida na Terra


A imagem pode conter: planta, atividades ao ar livre e natureza

Os mangues são essenciais para ecossistemas terrestres e aquáticos. 
Neste ano a Convenção de Ramsar escolheu o tema "A importância das Áreas Úmidas para um futuro urbano sustentável“ como forma de estimular a preservação de pântanos, manguezais, lagos, e dentre outras áreas úmidas presentes nas cidades. 

É importante que haja um engajamento intenso no apoio à conservação deles, uma vez que as pressões e os impactos sobre esses sistemas refletem diretamente no desenvolvimento sustentável de comunidades locais. 

Caso você já tenha colaborado com ações de recuperação dessas áreas, compartilhe sua experiência com a gente! 

Este será um dos temas a serem debatidos no 8º Fórum Mundial da Água, Acesse a programação: https://goo.gl/k9Cfgg.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

UM MANDATO FEITO DE LUTA E RECONHECIMENTO >> Senadora Fátima Bezerra PT/RN recebe lideranças do Oeste potiguar


A senadora Fátima Bezerra recebeu na manhã desta segunda-feira (5), em Natal, a presidente do PT de São Francisco do Oeste, Ana Beatriz; os vereadores Valdicélio Lobo, Valcimar Ferreira e Preta; e os representantes do Sindicato da Agricultura Familiar (Sintraf), Amanda Soares (presidente) e seu Bené.
Na conversa, eles assinalaram as preocupações administrativas do município, relataram as preocupações de ordem hídrica que vivem as cidades da região, sobretudo quanto à chegada da Transposição do Rio São Francisco, e aproveitaram para conversar um pouco sobre o processo eleitoral com a direção local do PT.
A senadora adiantou que a Comissão de Desenvolvimento Regional, a qual preside, chamará o ministro da Integração, Helder Barbalho, já no início do retorno das atividades legislativas, para prestar contas sobre a obra de Integração do Velho Chico e o cumprimento do cronograma em curso.

E como sempre, os vereadores e sindicalistas estavam acompanhados do pré-candidato a deputado federal pelo PT, Caramuru Paiva, ele que sempre esteve nas lutas por políticas públicas que possam vir para contribuir com o desenvolvimento do interior do RN.

À tarde, o diálogo teve continuidade com o coordenador do Mandato da senadora, Adriano Gadelha

CONTRADIÇÕES >> RN bate recorde de arrecadação em janeiro, mas salários de servidores continuam atrasados!

                                                                                                        O Estado do Rio Grande do Norte bateu novo recorde de arrecadação tributária no primeiro mês do ano. O fisco potiguar arrecadou R$ 514.588.717,05 no período, superando a barreira histórica dos R$ 500 milhões.
A arrecadação com o ICMS corresponde a R$ 22 milhões a mais, se comparado ao mesmo período do ano anterior, um crescimento nominal de 4,79%.
Os números podem dar um alento aos servidores públicos, que estão tendo problemas para receber seus salários, desde o segundo semestre do ano passado. 
Confira os números:
ARRECADAÇÃO TRIBUTÁRIA CONSOLIDADA
Janeiro de 2018
  • ICMS Normal   
R$ 348.577.935,07
  • Outros Bancos
R$ 122.685.332,80
  • Simples Nacional
R$ 14.655.514,10
  • FECOP
R$ 12.516.684,27
  • Subtotal de ICMS
R$ 498.435.466,24
  • ITCD
R$ 1.001.190,88
  • IPVA
R$ 15.152.059,93
  • Total Geral
R$ 514.588.717,05

QUE TAL REFLETIRMOS SOBRE ISSO? >> Aos juízes, auxílio-moradia. Aos sem-teto, bombas e balas de borracha

O juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato, recebe auxílio-moradia apesar de possuir um imóvel próprio de 256 m² em Curitiba, conforme relatou Ana Luiza Albuquerque, na Folha de S.Paulo desta sexta (2). Para garantir o valor de R$ 4378,00 mensais, ele se aproveitou da sempre recorrente decisão liminar de Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, que estendeu o benefício – que já era pago por alguns tribunais – a todos os juízes do país. Segundo o ministro, não fazer isso manteria uma diferenciação entre os magistrados. O recebimento não é automático e depende de solicitação individual.
Gosto dessa ideia de combater a diferenciação de tratamento entre aqueles que são iguais. Afinal se todos os brasileiros são iguais perante à lei, devem ter acesso ao mesmo direito, não é mesmo?
O artigo 6o da Constituição Federal afirma que a moradia é um direito social de todos os brasileiros. Mas, infelizmente, nem todos os brasileiros têm acesso à moradia. De acordo com o Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), há um déficit de 500 a 700 mil unidades habitacionais apenas em São Paulo. E, no Brasil, o buraco seria de 6,2 milhões.
Porém, quando brasileiros buscam a efetivação do seu direito, protestando por políticas de habitação com condições mais acessíveis de financiamento ou ocupando imóveis vazios para obrigar o poder público a se mexer, são carinhosamente tratados pela polícia com bombas, balas de borracha e cassetetes. Que, muitas vezes, são consequência de ordens judiciais.
O inciso IV, do artigo 7o, da mesma Constituição, afirma que o salário mínimo deveria ser capaz de garantir alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte, previdência social e, claro, moradia para uma família de quatro pessoas. Em valores de hoje, segundo cálculo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), isso demandaria R$ 3585,05 mensais.
Bem menos, portanto, que o auxilio-moradia pago aos magistrados individualmente.
O Brasil tem dispendido injustificável tratamento diferenciado (para pior) a uma parcela de sua população que se vê obrigada a morar em casas sem a mínima segurança ou dormir ao relento em comparação a benefícios concedidos para algumas categorias, como as de magistrados e políticos.
Como o país não tem sido competente em garantir um piso de salário que permita a todos os cidadãos pagarem por um teto digno, deveria melhorar seus programas de habitação popular, principalmente aqueles voltados aos grupos mais vulneráveis. Imagine o incremento nessa política que seria se fosse destinado um valor equivalente aos auxílios-moradia dos que ganham bem à construção de casas populares de forma a acabar com um ''injustificável tratamento diferenciado'' entre os brasileiros mais pobres e sua elite de funcionários públicos. Pode soar populista, mas serve como ponto de partida para a reflexão.
Afinal, há direitos e direitos. E o direito fundamental de não dormir na rua deveria ser prioridade em relação a muitos outros. Alguns vão alegar que não se resolve uma injustiça cometendo outra. Resolver não resolve porque, para zerar o déficit habitacional, precisaríamos de vontade política, contornar as reconhecidas limitações econômicas e acabar com o ralo da corrupção na construção civil. Mas se não resolve, pelo menos é um bom indicativo de que privilégios não seriam mais tolerados.
A desigualdade é nociva porque dificulta que as pessoas vejam a si mesmas e as outras pessoas como iguais e merecedoras da mesma consideração. Ao mesmo tempo, há a percepção (correta) de que o poder público existe para servir aos mais abonados e controlar os mais pobres – ou seja, para usar a polícia e a política a fim de proteger os privilégios do primeiro grupo, usando violência contra o segundo, se necessário for.
Enquanto a presidente Cármen Lúcia, não levar a liminar concedida por Fux que libera o auxílio-moradia a todos os magistrados brasileiros à discussão no plenário do Supremo Tribunal Federal, nenhum juiz deveria assinar uma reintegração de posse sequer de qualquer imóvel ou terreno ocupado por sem-teto e de qualquer área ocupada por indígenas ou outras populações tradicionais que as reivindiquem.
Isso não seria uma afronta à ordem jurídica, mas uma mera questão de reciprocidade.

Fonte: https://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2018/02/02/aos-juizes-auxilio-moradia-aos-sem-teto-bombas-e-balas-de-borracha/

MEIO AMBIENTE E SOCIEDADE >> Quais são os materiais mais reciclados no mundo?


foto de lixos e resíduos recicláveis

A reciclagem é um processo que permite o reaproveitamento de determinados materiais, que são utilizados para a confecção de novos itens que poderão ser consumidos para diversos fins. Esta é uma ação que contribui para a redução das taxas de exploração de recursos básicos, naturais e essenciais à vida, destacando-se como um processo de enorme importância para o meio ambiente e para a manutenção da fauna, flora e da própria vida humana.

Mundialmente, os materiais mais reciclados são:

  • Caixa de papelão: cerca de 80% delas podem ser reaproveitadas;
  • Borracha: os pneus, por exemplo, podem ser transformados em adesivos, solados de calçado, tapetes para carros, passadeiras e outros itens;
  • Garrafa PET: são usadas para a confecção de tapetes, vassouras, enfeites, brinquedos e para produção artesã;
  • Plástico: costuma ser utilizado para produção de materiais de limpeza, cabides, baldes e inúmeros acessórios para carro;
  • Alumínio: gera pesas decorativas, acessórios para bicicletas e até para carros.
No Brasil, determinados materiais são reciclados com maior frequência que outros. A seguir, confira quais são os materiais mais reciclados no Brasil e entenda porque isso ocorre:

Quais são os materiais mais reciclados no Brasil?

O Brasil, felizmente, possui resultados muito positivos quando o assunto é reciclagem. Considerando o trabalho de coletores de lixo, limpeza pública e cooperativas de reciclagem, o esforço da reciclagem torna-se uma atividade de ótimo custo-benefício para todos. Entre os materiais mais reciclados no País, podemos destacar:

Aço

O aço está no topo do ranking entre os materiais mais reciclados no Brasil, e a razão é compreensível, visto que ele é utilizado para a confecção de uma série de produtos, peças e objetos. Para se ter uma ideia, 49% de todo o metal descartado no País é reciclado, voltando quase que integralmente às indústrias.

Papel

O segundo lugar entre os materiais mais reciclados no Brasil fica com o papel, que apresenta cerca de 47% de taxa de reaproveitamento. O principal benefício desse processo está na redução da quantidade de árvores cortadas para a produção de folhas de papel.

Vidro

O vidro, que ocupa a terceira posição entre os materiais mais reciclados por aqui, possui 45% de taxa de reaproveitamento. Esse índice só não é maior porque o vidro possui maior dificuldade para ser reaproveitado, o que consequentemente diminui o interesse da indústria e da população em geral (incluindo casas e comércios).

REFORMA TRABALHISTA E ORGANIZAÇÃO SINDICAL >> Regra inédita enfraquece sindicatos

Resultado de imagem para Reforma trabalhista e organização sindical: Regra inédita enfraquece sindicatos
A nova legislação trabalhista, ao enfraquecer o poder de negociação dos sindicatos e reduzir o financiamento deles, impõe uma reforma sindical, cuja constitucionalidade vem sendo questionada por argumentos jurídicos consistentes.
Duas das principais fontes de financiamento sindical, que representam cerca de 70% da receita corrente das entidades, estão sendo atacadas. Uma é a contribuição sindical (desconto anual de um dia de trabalho de todos os empregados), destinada à manutenção de sindicatos, federações, confederações e centrais sindicais; e ao Ministério do Trabalho. Tinha caráter obrigatório desde que foi implantada, mas, com a atual legislação, passou a ser facultativa.
A outra receita importante é a contribuição assistencial, feita pelos trabalhadores às entidades sindicais que os representam, por ocasião das negociações coletivas de trabalho. O Supremo Tribunal Federal tem atuado incisivamente para proibir o desconto dessa contribuição dos trabalhadores não associados aos sindicatos.
Tudo indica que a finalidade é quebrar o movimento sindical. Se não fosse esse o propósito, a legislação asseguraria mecanismos para um processo de transição.
Promotores e apoiadores da reforma sindical afirmam que o movimento sindical deverá se financiar com a prestação de serviços assistenciais, médicos, jurídicos e de lazer, entre outros, o que só confirma a intenção de atacar a organização sindical.
Os sindicatos são uma criação histórica dos trabalhadores em resposta à exploração do trabalho realizada pela organização da produção capitalista. O sindicato representa o elo entre os trabalhadores que o constituem, um sujeito coletivo. A intencionalidade dessa “reunião” é criar uma identidade alternativa e independente daquela expressa pela soma de trabalhadores subordinados à empresa. Trata-se de uma união mobilizada pela solidariedade, oriunda da identidade de classe, que cria um poder capaz de gestar esse sujeito coletivo.
Para que serve o sindicato? Para reunir e mobilizar os trabalhadores para lutar pela parte que lhes cabe na produção, o que se expressa em melhores salários e benefícios; em condições de trabalho adequadas; em saúde e segurança; em bem-estar e qualidade de vida.