sábado, 4 de maio de 2019

BENEFÍCIOS DO GOVERNO BOLSONARO >> Preço da gasolina salta 6,4% e atinge até R$ 5,09 em alguns postos de Natal



Os usuários de veículos automotores de Natal amanheceram nesta sexta-feira, 3, com uma notícia no mínimo desagradável: o preço da gasolina, que havia encerrado a quinta-feira, 2, em R$ 4,68, saltou 6,4% e atingiu até R$ 5,09 em alguns postos de combustíveis da capital e região metropolitana.
Os novos valores puderam ser percebidos, principalmente, em postos da zona Sul, mas também em outras regiões da cidade. Um estabelecimento que fica na Av. Prudente de Morais com a Alberto Maranhão já começou a cobrar R$ 4,99 pela gasolina comum e R$ 5,09 pela aditivada.
Na Av. Ayrton Senna, em Nova Parnamirim, pelo menos dois postos também praticaram o valor reajustado nesta sexta-feira. No entanto, com números ligeiramente mais baixos: R$ 4,98 pela gasolina comum e R$ 5,08 pela aditivada.
Os motoristas que utilizam outros tipos de combustíveis também perceberam reajustes nas bombas nesta sexta. O valor do etanol (álcool), que era, em média, R$ 3,60, saltou para até R$ 3,83. O diesel comum subiu para até R$ 3,89 e o S10 para até R$ 3,99.
Essa alta registrada neste final de semana não acompanha a última atualização dos valores médios divulgados pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). No relatório mais recente (de 23 a 27 de abril), o órgão regulador aponta preço médio de R$ 4,65 para os postos de Natal.
Em dezembro de 2018, a Petrobras anunciou um mecanismo de proteção complementar em que ela pode alterar a frequência dos reajustes diários do preço do diesel no mercado interno em momento de elevada volatilidade, podendo mantê-lo estável por curtos períodos de tempo de até sete dias, ‘conciliando seus interesses empresariais com as demandas de seus clientes e agentes de mercado em geral’.
Já o hedge da gasolina, que passou a ser adotado em setembro, permite a empresa manter os valores estáveis nas refinarias por até 15 dias.

UMA TRISTE NOTÍCIA PARA A SOCIEDADE >> “O corte é significativo e poderá inviabilizar o funcionamento do IFRN.

Nenhuma descrição de foto disponível.
Nota à Comunidade do IFRN
Como as demais instituições públicas de ensino superior e tecnológico do país (universidades e institutos federais), o IFRN recebeu na manhã desta quinta-feira (2) a informação do bloqueio de parte dos recursos destinados para as suas ações no ano de 2019.
A porcentagem de bloqueio foi da ordem de 30%, representando um valor de 27 milhões de reais a menos em recursos de custeio (funcionamento da Instituição).
Os dados foram extraídos do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (SIAFI), conforme quadro abaixo.
Conforme mostra o quadro, foram bloqueados R$ 26.154.174,00 dos R$ 67.380.582,00 aprovados na Lei Orçamentária Anual (LOA/2019) para o funcionamento do IFRN, o que representa uma perda de quase 39%. Além disso, são R$ 870.000,00 a menos em recursos aprovados para capacitação.
Os recursos destinados à assistência estudantil, da ordem de R$ 19.800.000,00, em princípio, foram mantidos.
“O corte é significativo e poderá inviabilizar o funcionamento do IFRN. Nesse sentido, estamos buscando interlocução com diversos agentes públicos a fim de garantir a integralidade do orçamento do IFRN. Na próxima semana estaremos participando da Reunião do Conselho de Reitores (CONIF) para debatermos o tema e propor encaminhamentos. No dia 7, o Secretário de Educação Profissional e Tecnológica, Ariosto Culau participará dessa reunião; no dia 8 haverá uma reunião do CONIF com a Frente Parlamentar dos Institutos Federais, na Câmara dos Deputados. No dia 10 há também uma audiência marcada com o Ministro da Educação, Abraham Weintraub. Além disso, fizemos contato com o coordenador da bancada federal, Deputado Federal Rafael Motta, para uma reunião com todos os deputados federais e senadores do Rio Grande do Norte. Em paralelo, discutiremos com toda a comunidade acadêmica do IFRN sobre a situação da Instituição e os impactos do bloqueio dos recursos orçamentários”, explicou o reitor Wyllys Farkatt Tabosa.
Assessoria de Comunicação Social e Eventos
Reitoria IFRN | (84) 4005-0757 | comunicacao@ifrn.edu.br

LULA E SUA IMPORTÂNCIA MUNDIAL >> Associação Americana de Juristas reconhece Lula como preso político

A Associação Americana de Juristas publicou nesta quinta-feira (2) uma declaração oficial na qual reconhece Luiz Inácio Lula da Silva como preso político. Organização Não-Governamental com estatuto consultivo no Conselho Econômico e Social das Nações Unidas, a AAJ já havia denunciado a perseguição a Lula durante a Assembleia Geral da 39ª Sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU, no ano passado. Esta é a primeira vez, no entanto, em que a entidade declara Lula oficialmente como preso político.
A declaração destaca que Lula deixou seu governo com mais de 80% de popularidade e, no ano passado, foi não apenas impedido de concorrer à Presidência como também proibido de dar entrevistas ou de se manifestar publicamente. O documento condena ainda a violação do preceito constitucional da presunção de inocência até o julgamento final do processo.
Para a associação, está demonstrado que a prisão teve motivação política, sem relação com o delito a que Lula foi acusado e que cuja pena pretende “afastar a figura pública de Lula da Silva do processo político nacional”.
E o documento é direto ao afirmar que: “Esses fatos enquadram o caso naquilo que o Conselho da Europa define juridicamente como uma prisão política, e a Anistia Internacional como uma prisão de consciência”.
Leia aqui postagem original em espanhol da Associação Americana de Juristas no Facebook.
Abaixo, a tradução livre do documento:
Declaração da Associação Americana de Juristas reconhecendo Luiz Inácio Lula da Silva como preso político
A Associação Americana de Juristas (AAJ), organização não-governamental com estatuto consultivo nas Nações Unidas, manifesta sua preocupação pelo prolongado encarceramento de Luiz Inácio Lula da Silva no Brasil, ainda que a pena tenha sido reduzida por uma corte superior. Esta condenação foi determinada como consequência de uma acusação produzida em violação do devido processo legal, com prejuízo ao direito da defesa, sem provas, e em um processo dirigido pelo juiz Sérgio Moro. Moro é o atual Ministro da Justiça e foi nomeado tão logo o novo governo entreguista e ultradireitista de Jair Bolsonaro tomou posse, beneficiado nas eleições pelo afastamento de Lula da Silva como candidato presidencial, que tinha ampla preferência nas pesquisas eleitorais.
Lula da Silva deixou seu governo com mais de 80% de aprovação. Em agosto de 2018, o Tribunal Superior Eleitoral invalidou sua candidatura e lhe proibiu de se manifestar politicamente da prisão, assim como proibiu seu partido de usar sua popular imagem na campanha eleitoral.
É importante assinalar que a Constituição Brasileira garante a presunção de inocência até o julgamento final do devido processo, o que nem sequer se alcançou até o momento.
É evidente que essas condições demonstram uma prisão feita com violação das garantias fundamentais e com motivações claramente políticas, sem guardar relação com um delito que se enquadre em um marco típico penal, com uma duração e penas acessórias que pretendem afastar a figura pública de Lula da Silva do processo político nacional, e assentar as bases para discriminar a outras pessoas de tendências ideológicas distintas por meio de procedimento irregular.
Esses fatos enquadram o caso naquilo que o Conselho da Europa define juridicamente como uma prisão política, e a Anistia Internacional como uma prisão de consciência.
Portanto, a Associação Americana de Juristas declara que Luiz Inácio Lula da Silva é um preso político e se soma à campanha internacional por sua libertação imediata, participando da campanha “LulaPresoPolítico” para que alcance repercussão internacional ampla. Exortamos as organizações de juristas no mundo a participar desta campanha e a se pronunciar no mesmo sentido.
30 de abril de 2019
Assinam:
Vanessa Ramos, presidenta da AAJ Continental
Luis Carlos Moro, secretário geral
Beinusz Szmukler, presidente do Conselho Consultivo da AAJ

A QUESTÃO AMBIENTAL EM DEBATE >> Destruição da natureza ameaça a humanidade tanto quanto a mudança climática

image.png
A mensagem transmitida nesta segunda-feira (29), na abertura de uma conferência mundial sobre a biodiversidade, é clara: a destruição da natureza ameaça o bem-estar do homem "ao menos tanto" quanto a mudança climática e merece, portanto, tanta atenção quanto para evitar impactos devastadores. Cientistas e diplomatas de mais de 130 países estarão reunidos até sábado em Paris para adotar a primeira avaliação mundial dos ecossistemas em 15 anos, um sombrio panorama da natureza vital para a humanidade. "As provas são inegáveis: nossa destruição da biodiversidade e do serviço do ecossistema alcançaram níveis que ameaçam nosso bem-estar ao menos tanto quanto as mudanças climáticas induzidos pelo homem", declarou Robert Watson, o presidente da Plataforma Intergovernamental sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (IPBES).
O grupo de especialistas trabalhou durante três anos em um relatório de 1.800 páginas, que deve se tornar a verdadeira referência científica sobre a biodiversidade, assim como os do IPCC para o clima. Se a palavra "biodiversidade" às vezes parece abstrata, diz respeito a todas as espécies animais ou vegetais que vivem no planeta, incluindo aquela que se coloca em perigo ao destruir a natureza: o homem. E o homem não pode viver sem essa natureza que lhe presta serviços inestimáveis, desde insetos polinizadores a florestas e oceanos absorvendo CO2, passando pelos medicamentos ou a água potável.
Quanto ao clima, "este mês de abril de 2019 pode marcar o início de uma 'virada parisiense' semelhante para a biodiversidade e as contribuições da natureza para as pessoas", estimou Watson. Muitos esperam que a avaliação sirva de prelúdio para a adoção de metas ambiciosas na reunião em 2020, na China, dos Estados membros da Convenção das Nações Unidas sobre Diversidade Biológica (COP15). Quase nenhuma das 20 metas previamente estabelecidas para 2020, que visam uma vida "em harmonia com a natureza", até 2050, será alcançada, de acordo com resumo preliminar do relatório obtido pela AFP. O relatório final será discutido, alterado e adotado linha a linha pelos delegados antes de sua publicação, em 6 de maio.
Fonte: https://www.seapac.org.br/blog/destrui%C3%A7%C3%A3o-da-natureza-amea%C3%A7a-a-humanidade-tanto-quanto-a-mudan%C3%A7a-clim%C3%A1tica

MINISTÉRIO DA DESUMANIDADE >> O novo Ministério da Cidadania está mais para Ministério da Desumanidade.

A imagem pode conter: texto
Ele quer reativar o polígono da seca, onde o povo desesperado e em total estado de abandono era subalterno aos coronéis opressores.
Quem conhece o semiárido brasileiro sabe o quanto a água é um verdadeiro tesouro líquido nessa região.
Este desgoverno reduziu em 95% o orçamento para o programa de convivência com a seca na Região Nordeste e parte de Minas Gerais.
Com tamanho corte no orçamento, a previsão de verba para 2019 é de apenas R$ 75 milhões – o que limitará drasticamente o número de novas cisternas.
A título de comparação: somente em 2013 o governo petista investiu R$ 1,14 bilhão no programa, o que possibilitou a construção de 100.971 cisternas.
Entre 2011 e até o golpe conseguiu entregar 298.631 cisternas, com um investimento de quase R$ 4 bilhões.
Conheço o semiárido nordestino de perto e sei o quanto água é vida e sinônimo de desenvolvimento econômico para esta região.
Acabar com um programa que democratiza a água numa região tão carente deste recurso insubstituível é um ato criminoso.
O que eles não aceitam é o sucesso dos programas sociais do PT, reconhecidos mundialmente.
Em 2017, recebemos o prêmio "Future Policy Award" (Política para o Futuro), em Ordos, na China.
A premiação homenageia ações de combate à desertificação e à degradação da terra e é concedida pelo World Future Council, em cooperação com a Convenção das Nações Unidas para o Combate à Desertificação.
Estive em Brasília para lutar pela continuidade do Programa de Cisternas.
Como nordestino e Secretário de Desenvolvimento Rural não posso permitir tamanho retrocesso.
Josias Gomes - Deputado Federal do PT. Licenciado e atual Secretário de Desenvolvimento Rural da Bahia.

quinta-feira, 2 de maio de 2019

REFLETINDO >> Sobre a situação econômica, política e social pela qual nosso país está passando...

 Como era antes e como está agora! 😂😂😂


E para os midiotas que esperavam que o coiso implantasse uma nova política ... 😁😁😁

Dia do Trabalhador é marcado por Ato contra a Reforma da Previdência

A manhã de 1º de maio, data em que se recorda os trabalhadores, foi de resistência na maioria das cidades do Brasil. Em Natal representantes do SINTE/RN, lideranças de outros sindicatos, movimentos sociais e trabalhadores participaram de um ato unificado contra a Reforma da Previdência, em defesa da aposentadoria e rumo à Greve Geral, convocada pelos setores da Educação para o dia 15 de maio.
O ato é um atividade de resistência e de luta democrática que ocorre em um momento de ataque aos direitos dos trabalhadores pelo Governo Federal.

SOBRE A ENTREVISTA DADO POR LULA >> Segundo sociólogo, Lula deu ‘aula de política’ em entrevista


image.pngNa avaliação do professor da Fundação Escola de Sociologia e Política Paulo Silvino, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu “uma aula de política” na entrevista aos jornais Folha de S.Paulo e El País na última sexta-feira (26). “Em que pese não ter nenhuma formação acadêmica, Lula é talvez o maior professor de política que nós temos.”
Em entrevista a jornalista Marilu Cabañas, da Rádio Brasil Atual, nesta segunda-feira (29), Silvino, doutor em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), destaca a “impressionante capacidade” de análise do ex-presidente, ao pregar a necessidade de diálogo entre as forças esquerda e com todo as forças políticas.
“Outro aspecto é que Lula mostra que é possível, a partir de vontade política e posição de compromisso com a sociedade, pensar alternativas para a crise econômica, com desemprego absurdo e alarmante que a gente vive, sem necessariamente levar a conta para os mais pobres”, ressalta o professor.
Ele destaca Lula como “um dos principais quadros políticos da América Latina”, e diz que a entrevista mostrou que o ex-presidente não está abatido e “continua aguerrido”, acompanhando atentamente o noticiário relativo ao governo Bolsonaro.
Devido a esses fatores – a sua capacidade de análise política e de pensar a alternativas econômicas que incluam os mais pobres – é que Lula está preso, segundo Silvino. “Foi preso porque é um grande quadro, porque certamente poderia ganhar as últimas eleições.”
Silvino diz que, “infelizmente”, talvez a obsessão de Lula em “desmascarar” seus  o ex-juiz e ministro da Justiça Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol não ocorra “num futuro próximo”. “Enquanto houver importantes fatias do Judiciário e da sociedade que reiteram a ideia de que o Lula tem que ficar preso, ele não vai conseguir desmascarar da forma que deseja.”

PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO >> Salvem o Centro de Turismo de Natal!

image.png

Natal é uma cidade estranha. São inúmeros absurdos, mas um deles se coaduna com outros: o abandono do patrimônio histórico. E o do Centro de Turismo chama a atenção. Um equipamento de potencial econômico, turístico, histórico e cultural. Abandonado ou pelo menos sem a merecida atenção e gerido de forma irregular.
Um prédio charmoso, de arquitetura neoclássica, imponente sobretudo se visto do acesso inicial. Fica ali no alto de Petrópolis – uma das mais belas vistas da cidade. Tem restaurante com ótimo cardápio, 38 lojas de artesanato, galeria de arte, antiquário, espaço para eventos e um valor histórico inestimável. Em outros tempos abrigou uma boate, a Pool e há 30 anos mantém o Forró com Turista às quintas-feiras.
Fosse em outro lugar do mundo era dos principais atrativos turísticos da cidade. Como também seriam a praia da Redinha e de Santa Rita, ambas também abandonadas. Ou a Ponta do Morcego, o Hotel Reis Magos, o bairro da Ribeira… Mas aqui é Natal e os comerciantes do Centro de Turismo têm se dado muito mal.

TURISMO MINGUADO

Não é uma situação de fácil resolução. A Associação dos Empreendedores do Centro de Turismo (Asectur) comanda o equipamento há 27 anos. E chegou sem pedir licença legal. Não houve processo licitatório, ou seja, há irregularidade gerencial. E a insatisfação da maioria dos permissionários do lugar é gritante.
Para piorar, os turistas que praticamente sustentam o lugar, minguaram. O Centro de Turismo recebia entre 8 e 12 ônibus de receptivos por dia. Desde o ano passado foi reduzido para dois ou três por semana. Uma das justificativas é que guias de turismo têm preferido levar turistas em locais onde recebem melhores comissões.
Visitei o Centro de Turismo no último mês de novembro. Levei minha filha para conhecer o artesanato local, a galeria de arte e provar o famoso bolinho de macaxeira. Era um sábado ensolarado e o local não tinha praticamente nenhum cliente, embora o espaço estivesse aparentemente bem cuidado.

POSSÍVEIS SOLUÇÕES

De certo não cabe mais uma Associação manter, de forma irregular e sob insatisfação dos comerciantes, o lugar. O Governo do Estado pode e deve retomar o equipamento e, se for o caso, abrir licitação para uma empresa privada gerir. Claro, é preciso alguns cuidados para não ocasionar nenhum dano social. São muitas famílias dependentes daquela renda.
No novo contrato pode-se constar cláusulas para que o próprio Governo use o espaço para eventos culturais, para que haja um balcão de informações turísticas e outros usos de utilidade pública. Cultura e turismo precisam caminhar mais juntas e o Centro de Turismo é perfeito para isso. Economia criativa!
Mas como disse acima, a situação é complicada e o trabalho de levantamento da situação, de contratos firmados, de receitas e custos demanda tempo, equipe e muita discussão para se ouvir os vários lados envolvidos, como também disse acima, para que a corda não arrebente do lado mais fraco: os pequenos comerciantes.
Não sei se o Governo, na situação financeira calamitosa em que se encontra, tenha condições de assumir mais esse equipamento. Na gestão passada o Centro de Convenções foi devolvido ao Estado, mas ali há receita gerada com eventos para cobrir os custos de manutenção. Mas o leque de opções para salvar o Centro está aberto. Só é preciso abanar porque o calor ali tá grande!

HISTÓRIA DO CENTRO DE TURISMO

O prédio do Centro de Turismo data, provavelmente, do final do século 19, inicialmente utilizado como residência. Em 1911 foi transformado em asilo para mendigos, tendo como estrutura ampliada e adaptada para tal fim. Posteriormente abrigou um orfanato para meninas.
Durante a 2ª Guerra Mundial foi requisitado pelo Governo Federal pela sua localização estratégica. Após 1945, virou o presídio público da cidade, funcionando como tal até 1969. Em novembro de 1976, já restaurado e tombado pelo Patrimônio Histórico, passou a funcionar como um centro de serviços de apoio ao turismo.

quarta-feira, 1 de maio de 2019

VIVA O 1º DE MAIO >> Dia do Trabalhador, momento de reflexão, de luta e resistência!

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Beth Carvalho, uma diva da música, que usou sua arte como forma de compromisso com a história de luta do povo! Beth Carvalho, Presente! 👏👏✊✊🌹🌹


QUE SIGAMOS ESSA LIÇÃO >> O canto como bandeira de luta e resistência. Vá em Paz Beth!

Como nossa homenagem a essa grande cantora, militante e mulher, que ontem partiu para outro plano, escolhi essa música como parte de seu compromisso com a construção de um mundo melhor! 

IDIARN inicia vacinação contra a febre aftosa no RN



Resultado de imagem para IDIARN inicia vacinação contra a febre aftosa no RN
O Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN (IDIARN) inicia nesta quarta-feira (01), a primeira etapa da campanha de vacinação contra febre aftosa no Rio Grande do Norte.
Neste primeiro momento, durante todo o mês de maio, a vacinação é obrigatória para todo o rebanho.
De acordo com os técnicos do IDIARN, além da vacinação, os criadores devem fazer também a declaração dos seus animais. "O produtor, cadastrado junto ao IDIARN, deverá adquirir sua vacina em uma das lojas autorizadas a comercialização e, após isso, vacinar seus animais e declarar o rebanho em um dos nossos escritórios, na EMATER ou nas Secretarias Municipais de Agricultura", explicou o diretor do setor de inspeção e sanidade animal do IDIARN, Renato Dias.
Renato acrescenta ainda que este ano a dosagem da vacina contra a Febre Aftosa será diminuída de 5 para 2ml.
A expectativa é que com a redução da dosagem ocorram menos reações nos animais vacinados.
O RN tem hoje um rebanho bovino em torno de 900 mil animais. Na segunda etapa da ação, em novembro de 2018, o Estado imunizou mais de 94,52% do rebanho, dando sequência aos bons índices de vacinação que vendo sendo obtidos com o trabalho do Instituto. Além disso, esses números permitem que o Estado mantenha o status livre de febre aftosa com vacinação e continue com as ações para a retirada da obrigatoriedade da vacina no RN.
A febre aftosa é uma doença causada por vírus que provoca febre e aftas, principalmente na boca e entre os cascos dos animais, causando enorme perda na produção de leite e carnes.
O RN foi reconhecido internacionalmente livre de aftosa com vacinação pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), em maio de 2014. Desde que conseguiu a classificação, sonhada há décadas pelos criadores potiguares, o Estado passou a estar apto a exportar seus animais para qualquer país do mundo.
Natal (RN), 30 de abril de 2019 
Por Assessoria de Imprensa Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN

POR QUE SERÁ? >> TSE adia julgamento de recurso de Mineiro e mandato federal segue sob suspense

O Tribunal Superior Eleitoral não julgou na segunda-feira (29), conforme previsto, o recurso especial ajuizado pelo deputado federal eleito Fernando Mineiro (PT) sobre o mandato que, de forma monocrática, o ministro Jorge Mussi, relator do caso, retirou do petista após a revalidação dos votos do candidato Kerinho, cuja candidatura havia sido impugnada pelo próprio TSE em razão da falta de documentação.

Haviam 11 processos em pauta, incluindo o de Mineiro, mas o caso potiguar não foi à julgamento. Na pauta de julgamentos desta terça-feira (30), na Corte eleitoral, ainda não consta o processo do recurso do deputado federal eleito Fernando Mineiro.

Dessa forma, pelo menos por enquanto, o deputado federal Beto Rosado (PP) segue no mandato.

O caso envolve a candidatura de Kerinho (PDT), que obteve 8.990 votos nas eleições de 2018, mas teve o registro eleitoral cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral ainda em setembro, ou seja, durante a campanha eleitoral. A cassação foi mantida por decisão monocrática do ministro Jorge Mussi do TSE. Como o candidato punido não recorreu no prazo legal, a candidatura dele foi impugnada, como reza a legislação eleitoral.

No entanto, somente após as eleições, o candidato alegou que apresentou a documentação no prazo correto, mas por uma “falha” do sistema eletrônico da Justiça Eleitoral o material não teria sido computado nem reconhecido pelo TRE.

O relator do caso aceitou a justificativa e mudou de opinião. Não há outro caso semelhante no Brasil.



terça-feira, 30 de abril de 2019

RECONHECIMENTO >> Lajense Melqui Moreira será homenageado na Assembleia Legislativa do RN



O lajense Melquisedc Moreira que durante muitos anos esteve a frente do Escritório Regional do DIEESE no RN e que falecer em novembro de 2017, vítima de câncer, será um dos personagens a serem homenageados pela Assembleia Legislativa do RN, através de proposição apresentada pelo Mandato do Deputado Estadual Francisco do PT.
Melqui como era conhecido prestou grandes serviços através da assessoria ao movimento sindical e era uma das figuras lajenses de grande destaque na imprensa potiguar por sua competência e seriedade na função a qual exercia. Melque também sempre atuou de forma bastante intensa na defesa da classe trabalhadora e dos direitos humanos.
A imagem pode conter: texto
E como reconhecimento por sua trajetória profissional e de militância no campo da esquerda, ele será homenageado na próxima terça-feira, 30 de abril às 9:00 horas, na Assembleia Legislativa do RN, através do Mandato do Deputado Francisco do PT que estará promovendo uma Sessão Solene que homenageará o Dia do Trabalhador e também grandes nomes que fazem a luta sindical em nosso estado.

TRISTE, MAS INFELIZMENTE VERDADEIRO >> Sobre o momento político e social pelo qual o Brasil está vivendo!

EM ALTA >> Atletas lajenses se destacam no futebol americano

A imagem pode conter: 3 pessoas, atividades ao ar livreOs atletas do Cabugi Goats, Jefferson QB, Gideão Cruz e Juscelino Jr, representaram neste domingo (28) o nosso estado em mais uma partida de Futebol Americano, desta vez, na modalidade de Full Pad. 

Os atletas estão jogando nessa temporada pela equipe do Bulls Potiguares, onde enfrentaram a equipe do Patos/PB e saíram com a vitória pelo placar de 31 x 23, para equipe norte rio-grandense.

EM NATAL >> João Pedro Stedile debate o impacto das políticas econômicas no campo em palestra na UFRN


image.png


A Universidade Federal do Rio Grande do Norte sediará no próximo dia 2 de maio a discussão sobre “O impacto das políticas econômicas no campo”. Uma realização do ADURN-Sindicato, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra e do Núcleo de Economia e políticas para o desenvolvimento rural (NERUR) da UFRN, o evento traz o economista e um dos fundadores do MST e da Via Campesina Internacional, João Pedro Stedile.
A expectativa é reunir a comunidade acadêmica e trabalhadores do campo e da cidade para debater as contribuições da política agrícola do Brasil para o desenvolvimento sustentável, redução das desigualdades e gestão dos recursos naturais no Brasil.
Autor de diversos livros sobre a questão agrária no Brasil, Stedile tratará da militarização do governo Bolsonaro, sua política econômica, a situação do campo brasileiro e as perspectivas da luta popular para o novo ciclo político que se inicia.
O evento acontece no auditório da Escola de Música da UFRN, a partir das 19h, e é gratuito e aberto ao público.

segunda-feira, 29 de abril de 2019

SEMANA ALZIRA SORIANO >> Hoje 29 de abril, comemora-se o nascimento de Alzira Soriano, a maior referência histórica para Lajes/RN

A imagem pode conter: texto

NOTA: Em defesa da autonomia universitária e contra os ataques de Bolsonaro as áreas de Filosofia e sociologia

A Frente Parlamentar pela Valorização das Universidades Federais e o Observatório do Conhecimento, iniciativa de associações e sindicatos docentes de todo o Brasil, vem a público contestar as declarações divulgadas pelo presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, por meio de seu Twitter, no dia 26 de abril de 2019, atacando os cursos de ciências humanas em especial os de Filosofia e Sociologia.
Não há nação desenvolvida no mundo que não possua forte investimento em campos de estudo como os da Filosofia e Sociologia. São estes que permitem estruturar o desenvolvimento de um país, formulando as estratégias para o crescimento econômico e atenção à população. Ao atacar as humanidades, o pensamento estratégico, Bolsonaro acaba por nos condenar à miséria, econômica e intelectual, nos relegar à escuridão da ignorância. Além disso, é um grande equívoco de Jair Bolsonaro responsabilizar a juventude brasileira pela recessão econômica que o país se encontra, enquanto seu governo não apresenta nenhuma proposta concreta neste sentido.
Reforçamos ainda que a educação tem três finalidades: o pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho. A formação acadêmica com base nestas disciplinas é condição indispensável ao pensamento independente e à formação cidadã, conforme previsto nos artigos 205, 206 e 207 da nossa Constituição.
Reiteramos nosso compromisso com a defesa da autonomia universitária e liberdade de cátedra, condições necessárias e essenciais para que o progresso científico aconteça – nas humanidades ou em qualquer outro campo. Não toleraremos qualquer tentativa de arbítrio contra reitorias, professores e professoras, estudantes e trabalhadores na educação, vindo de onde for. Esperamos que o Congresso Nacional e o Judiciário se manifestem e atuem para que os preceitos da Constituição Federal sejam cumpridos, sobretudo quando atacados pelo próprio presidente da República.

O DESMONTE DA POLÍTICA AMBIENTAL >> Um governo que está destruindo não apenas o povo mais também o meio ambiente do Brasil

Nenhuma descrição de foto disponível.
Em apenas quatro meses, o governo federal e sua equipe de ministros têm produzido um completo desmantelamento das leis e instituições ambientais brasileiras. Revogaram a obrigação das reservas legais em propriedades privadas, que era uma ferramenta importante para controle de desmatamento fora de áreas protegidas. Liberaram 31 novos agrotóxicos, sendo que metade desses são considerados altamente tóxicos e proibidos em outros países. Transferiram a função de demarcar terras indígenas, que era feita pela Funai, para o Ministério da Agricultura (ou seja, para o agronegócio). A própria Funai foi remanejada do Ministério da Justiça para ficar ao cargo daquela daquela ministra que diz que "mulheres devem ser submissas aos homens".
Eles acabaram com a fiscalização ambiental feita pelo IBAMA e ICMBio, cortando o orçamento e exonerando funcionários, argumentando que precisavam acabar com a “indústria de multas”. Ao mesmo tempo, criaram um órgão para poder perdoar certas multas ambientais (como aquela que o próprio Bolsonaro levou por pescar onde não devia -- a multa foi anulada e o funcionário que a aplicou foi exonerado). Aliás, eles estão destruindo o ICMBio, entregando um instituto que é responsável pela conservação da biodiversidade e administração de áreas protegidas federais para policiais militares. Recentemente, pediram a suspensão da lista de peixes e invertebrados aquáticos ameaçadas de extinção, pois a lista proíbe a pesca e comercialização desses animais e causa “prejuízos econômicos”. Por fim, eles têm negado o fato de que as mudanças climáticas são causadas pelo homem, afirmando que existe um viés ideológico nesse fato, e se utilizando desse argumento para descumprir compromissos internacionais de mitigação dos impactos das mudanças no clima global.
Ontem, 602 pesquisadores europeus publicaram um manifesto em uma das maiores revistas científicas do mundo, a Science, pedindo à União Europeia que a relação comercial com o Brasil seja condicionada à proteção do meio ambiente e dos direitos humanos. O que o ministro do meio ambiente fez? Afirmou que "o estudo não tem credibilidade". "Credibilidade" deve ter ele que foi CONDENADO por uma ação ambiental e, mesmo assim foi nomeado para o ministério pelo presidente (que, aliás, prometeu que não iria nomear ministros condenados). “Credibilidade” deve ter ele que mentiu ter feito mestrado na Universidade de Yale (EUA).
É triste e revoltante ver toda essa desconstrução da política ambiental (para não mencionar as outras esferas) em tão pouco tempo. Esse governo é uma vergonha para o Brasil. E o mais revoltante é se dar conta que a gente já sabia e alertava que todos esses absurdos poderiam acontecer, pelo menos aquela maioria da população que não votou nessa agenda. Mesmo assim ele foi eleito. Fico pensando se aqueles eleitores do Bolsonaro, especialmente aqueles colegas biólogos ou aqueles que se dizem minimamente preocupados com a questão ambiental, foram ingênuos ao acreditar que seria diferente.
Extraído da ´página do Facebook de Rafael Rabelo 

LBV EM NATAL >> Caminhada pela Paz será realizada hoje por crianças e adolescentes no Dix-Sept Rosado

Cartazes e faixas sensibilizarão sociedade na vivência de uma Cultura de Paz 

A Legião da Boa Vontade (LBV), promove na tarde desta segunda-feira, (29), às 15h, a 6ª edição da Caminhada pela Paz. A iniciativa reúne famílias, crianças, adolescentes, jovens e idosos assistidos pela Instituição, que sensibilizarão com cartazes, faixas e mensagens para a vivência de uma cultura de paz e não de violência.

A mobilização conta com o apoio do 9° Batalhão de Polícia Militar – PMRN,   Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana – SEMOB, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU, Núcleo Estadual de Educação para a Paz e Direitos Humanos e os Conselhos Comunitários da Zona Oeste de Natal.

A concentração está marcada às 15h, na Sede da LBV, situado à Rua dos Caicós, 2148 – Dix-Sept Rosado, o trajeto da manifestação em prol da paz, será pela Avenida Nascimento de Castro, Coronel Estevam, Amintas Barros, com retorno à Instituição.

Cidadania Irrestrita
Com suas atividades firmadas na Pedagogia do Afeto e Pedagogia do Cidadão Ecumênico, a Legião da Boa Vontade prepara a criança, adolescente e seus assistidos para a sociedade, incentivando-os a vivenciar os bons sentimentos e valores éticos.
A proposta pedagógica, criada pelo educador Paiva Netto, é aplicada, com sucesso, em todas as unidades da LBV, localizadas em dezenas de cidades brasileiras e no exterior.  Ela enxerga o atendido com uma “visão além do intelecto”, como afirma o seu idealizador, promovendo assim uma formação integral.

Conheça o trabalho promovido pela Legião da Boa Vontade – LBV em prol de uma cultura de paz. A Instituição tem seu Centro Comunitário de Assistência Social, localizado à Rua dos Caicós, 2148 – Dix-Sept Rosado. Informações (84) 3613-1655, ou acesse o site: www.lbv.org

domingo, 28 de abril de 2019

28 DE ABRIL DIA DA CAATINGA >> A maior Floresta Tropical Seca da América Latina


A imagem pode conter: planta, céu, flor, árvore, atividades ao ar livre e natureza

Características da Caatinga
A Caatinga apresenta diversas particularidades, principalmente em relação à adaptação climática das plantas e animais. Esse bioma é afetado por secas extremas e períodos de estiagem, característicos do clima semiárido. Por essa razão, a vegetação precisou desenvolver mecanismos de sobrevivência em razão da pouca disponibilidade de água. A fauna é bastante diversificada e também é marcada pelas adaptações ao clima, como as recorrentes migrações nos períodos de estiagem.
Localização

A Caatinga localiza-se na Região Nordeste do Brasil e compreende os estados da Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí, Maranhão, Alagoas, Pernambuco, Sergipe e Bahia. Também ocorre em algumas faixas da Região Sudeste que ficam ao norte do estado de Minas Gerais.
Devastação da Caatinga
A Caatinga é considerada uma das 37 regiões do planeta que devem ser conservadas, pois contribui para a manutenção das características climáticas locais e globais, além de apresentar grande biodiversidade. Sua preservação é fundamental, principalmente porque esse bioma é o berço de diversas nascentes que abastecem o sertão nordestino.
Devastação da caatinga
Alguns dados sobre esse importante belo e endêmico bioma:
- 10% do território nacional
- 3250 espécies de plantas (23% endêmicas)
- 276 espécies de formigas 
- 386 espécies de peixes (203 endêmicas)
- 98 espécies de anfíbios (20 endêmicas)
- 79 espécies de lagartos (49 endêmicas)
- 548 espécies de aves (67 endêmicas)
- 183 espécies de mamíferos (11 endêmicas)
- 54% de vegetação remanescente
- Abriga mais de 28 milhões pessoas e 11 milhões só de caprinos
- 2% está sob áreas integralmente protegidas e cerca de 7% em unidades de conservação no geral
- 20% sob processo de desertificação