sábado, 24 de setembro de 2016

PROVA DO INSTIUTO METRÓPOLE DIGITAL >> Local e horário de saída do transporte que irá amanhã para Angicos

O GOLPE NA EDUCAÇÃO >> A “Temerização” da educação brasileira: os perigos da MP do Ensino Médio


Fonte: Carta Potiguar
O Brasil vive um momento de profundo desequilíbrio institucional. Atores e frações das diversas instituições do país cometem excessos em sua atuação, descurando de seus objetivos principais e limites.  O governo Michel Temer prova mais uma vez esse diagnóstico ao valer-se de uma Medida Provisória para instituir uma ampla e contundente reforma no Ensino Médio do país sem a participação efetiva da sociedade e do Congresso Nacional na construção das diretrizes do documento. Desse modo, interrompe, bruscamente, o que até então, bem ou mal, vinha se caracterizando na política educacional como prática, isto é, o intenso debate e participação, como atestam os Planos Nacionais de Educação (PNE) e a elaboração da Base Nacional Curricular Comum. Que uma mudança de tal magnitude cujas consequências atingem milhões de pessoas, com decisivas repercussões em seus projetos de vida e destinos, seja tomada quase que autocraticamente sem ouvir sequer estudantes e professores e atropelando leis instituídas, como a LDB, e processos como a elaboração da Base Nacional Curricular Comum, que recebeu mais de 12 milhões de contribuições, revela, outra vez mais, o descompromisso dos que assumiram o poder com a legitimidade democrática e a soberania popular.
Temer, com o perdão do trocadilho, teme o debate público. Por isso, o silencia com seus decretos. O “não fale em crise, trabalhe” pode ser traduzido exatamente como um não questione, não critique, não pense, não reivindique, não participe, apenas obedeça e siga sua vida e compromissos, deixando o governo somente para os políticos profissionais e seus assessores.
O governo Temer tem se notabilizado, também, pelo uso de uma razão cínica, isto é, uma inconstância deliberada em seus atos e propostas políticas nos quais suas pretensões nunca estão totalmente explícitas ou ditas com todas as letras, mas, antes, nebulosas, veladas e flutuantes ao sabor das reações da opinião pública. Foi assim com praticamente todas as iniciativas e reformas propostas. A MP de reforma do Ensino Médio segue o mesmo caminho. Ela esconde perigos nefastos e velados para a educação brasileira e seus trabalhadores: desvalorização da formação docente, sobrecarga e precarização do trabalho, fortalecimento dos interesses privados de mercado, clientelismo e acirramento das desigualdades educacionais, são algumas consequências prováveis.

ATENÇÃO SENHORES PAIS >> Fiquem atentos a essa informação, afinal, vacinar é também proteger!

A imagem pode conter: texto
Veja as vacinas que o seu filho de 9 a menor de 15 anos precisa tomar para ficar mais protegido.Clique aqui e saiba mais: saude.gov.br/vacinacao

QUEIMADAS >> Algo que tem ocorrido com certa frequência em nossa região. Número de queimadas subiu 40% em 2016

Resultado de imagem para queimadas

No primeiro semestre deste ano, o número de focos de incêndios florestais subiu 40% em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Até 21 de setembro, foram identificados 120.896 focos.

A estiagem prolongada dos últimos dois anos, provocada pelo fenômeno El Niño, caracterizado pelo aquecimento anormal das águas superficiais do Oceano Pacífico, deixou a vegetação mais suscetível a incêndios. Um solo com baixa concentração de água faz com que a vegetação fique cada vez mais seca e morra, transformando-se em combustível para as chamas.
Entretanto, “mais de 90% dos incêndios têm ação humana”, destaca o chefe do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), Gabriel Zacharias. “Temos o caso do produtor que faz uma queimada no fundo do quintal e perde o controle do fogo, provocando incêndio gigantesco. E existem os incêndios dolosos, em áreas de conflito ou em florestas que serão transformadas em pasto."
O Ibama e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) orientam produtores rurais sobre as melhores práticas de preparo da terra e fazem a fiscalização em áreas com possíveis queimadas criminosas.
Período crítico
O Ministério do Meio Ambiente (MMA) alerta para o alto risco de queimadas e incêndios florestais de setembro a novembro. Nesse período, considerado crítico pelos especialistas, as áreas mais suscetíveis ao fogo podem ser ampliadas em razão da estiagem no sul da Amazônia e nas Regiões Centro-Oeste, Sudeste e Nordeste. 

“Contratamos brigadas e estamos mantendo a situação sob controle. O nível de queimadas não aumentou como previsto para este mês”, disse o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho. “Já sabemos os meses e as áreas mais propícias a queimadas. Então, tenho a certeza de que com essas ações vamos diminuir bastante o número de queimadas”, disse o ministro.
Reforço
O Prevfogo, do Ibama, contratou, desde junho, 834 brigadistas, que estão atuando em 51 brigadas distribuídas por 18 Estados, sobretudo no noroeste do País, fronteira do Cerrado com a Amazônia, no chamado arco do desmatamento.
Os brigadistas recebem capacitação, assistência técnica, salários, benefícios, equipamentos de combate e proteção individual, além de veículos 4x4.
Já o ICMBio contratou, no fim de junho, 1.152 brigadistas. Eles foram treinados e distribuídos entre 72 Unidades de Conservação (UCs) federais, a maioria localizada em áreas de maior risco de fogo.
Neste ano, já foram contabilizados 1.350 combates a incêndios florestais; 332 campanhas de educação ambiental, atingindo de forma direta 7.012 pessoas; 9.356 mudas para recuperação de áreas degradadas; 1.179,42 hectares de queimadas controladas e 53 mil hectares de queimadas preventivas.
Fonte: Jornal de Fato

SELEÇÃO BRASILEIRA >> Ingressos para o jogo do Brasil em Natal se encerram em menos de 8 horas


Através de sua página oficial na internet, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) informou que os 31 mil ingressos colocados à venda pelo site foram adquiridos em menos de oito horas. A venda dos bilhetes teve início na última quinta-feira, 22.
A Seleção Brasileira enfrenta a Bolívia no próximo dia 6 de outubro na Arenadas Dunas, em Natal. A partida é válida pela 9ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo da Rússia em 2018.
A entidade explica que nesta segunda-feira, 26, haverá outra chance para a compra, pois os ingressos que não têm o pagamento concluído voltam ao sistema e são colocados, novamente, à venda.
Após oito jogos, a equipe comandada por Tite está na segunda colocação do qualificatório com 15 pontos, um a menos do que o Uruguai, líder da competição com 16.
Já no dia 11, o Brasil enfrentará a Venezuela no estádio Metropolitano de Mérida. O jogo está marcado para às 21h30, pelo horário de Brasília.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

ATENÇÃO ESTUDANTES LAJENSES >> Fiquem atentos ao local e ao horário de saída do transporte que os levará para fazer as provas do Metrópole Digital, no próximo domingo dia 25.

A CAÇA ÀS BRUXAS >> Uma reflexão sobre as "ações da lava-jato e a prisão do ex-ministro petista Guido Mantega

Prenderam mais um político. Cunha? Agripino? Henrique Alves? Aécio? Vilma de Faria? Serra? Não! Prenderam um tal de Guido Mantega, que provocou "convicções" nos políticos togados da Justiça brasileira. Mas por quê? Por que caiu na besteira de ser filiado ao PT. Cuidado você que já votou ou vota no PT. 

Hoje eles se aliam aos corruptos da direita e prendem petistas. Quem garante que amanhã não começarão a prender eleitores?

Resultado de imagem para PRIMEIRO LEVARAM OS NEGROS

ENERGIA SOLAR NO IFRN >> Entra em operação o 11º gerador fotovoltaico no Campus João Câmara

Na manhã do último dia 15, entrou em operação o minigerador fotovoltaico do Campus João Câmara. Semelhante ao gerador fotovoltaico do Campus Caicó, ele tem potência instalada de 114 kWp, sendo composto de 440 painéis de 260 Wp da Canadian Solar, e 4 inversores trifásicos de 25 kW. 
Os painéis foram instalados sobre estrutura metálica cobrindo 708 m² da área de estacionamento do Campus. A montagem do equipamento ocorreu em julho, porém, aguardava inspeção e autorização da COSERN.
Estima-se que o gerador produzirá cerca de 170 MWh anuais, o que representa 49% do total de energia elétrica consumida no Campus nos últimos 12 meses. Em termos monetários, haverá redução de aproximadamente R$ 54 mil na despesa anual da unidade. Além do retorno para a Instituição, o equipamento contribuirá para evitar o lançamento de 21 toneladas de CO2 na atmosfera.
Dos geradores fotovoltaicos já instalados no IFRN, apenas o do Campus Lajes aguarda tramitação do processo na concessionária de energia para poder então ser acionado.
Na última semana, mais 3 campi contrataram seus geradores: Mossoró, Santa Cruz e Zona Norte. O prazo para fornecimento é de 150 dias. Durante esse período, ocorrerão visitas técnicas da empresa contratada para coleta de dados necessários para elaboração do projeto. Os painéis solares e inversores deverão chegar em aproximadamente 90 dias, em seguida, virá a equipe de instalação. A montagem dos nossos geradores tem demorado cerca de 1,5 semana a 2 semanas, dependendo do porte e tipo de instalação.
A licitação para contemplar os Campi Apodi, Cidade Alta, Ipanguaçu, Macau, Nova Cruz e Parnamirim continua em andamento. A meta estabelecida no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) é cobrir com fonte renovável pelo menos 30% do consumo de energia elétrica de cada unidade do IFRN.
Energia solar no IFRN 
O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) foi a primeira instituição pública do Estado a aderir ao sistema de compensação de energia regulamentado pela Resolução Normativa 482/2012 da ANEEL. Conforme a REN 482/2012, um consumidor de energia elétrica que instale pequenos geradores em sua casa, condomínio ou empresa (como, por exemplo, painéis solares fotovoltaicos e pequenas turbinas eólicas) pode utilizar a energia gerada para abater o consumo de energia elétrica da unidade. Quando a geração for maior que o consumo, o saldo positivo de energia poderá ser creditado na fatura dos meses seguintes.

Assessoria de Comunicação Social e Eventos
Reitoria | IFRN

DESMONTE DA EDUCAÇÃO NESSE GOVERNO GOLPISTA

Resultado de imagem para desmonte da educação pública no governo temer
Depois de rasgar a Constituição Temer e seus aliados rasgam a LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional). Sem diálogo com os movimento educacionais e com os estudantes as mudanças propostas para a reforma do Ensino Médio são um profundo retrocesso na educação brasileira. #ForaTemer

Click aqui e veja o que está sendo proposto: http://educacao.estadao.com.br/noticias/geral,so-portugues-matematica-e-ingles-serao-obrigatorias-nos-3-anos-do-ensino-medio,10000077631

DIREITOS PERDIDOS:Aliados de Temer aprovam, no Senado, retirada de recursos para creches

Nesta semana, o senadores aprovaram a Medida Provisória 729/2016, retirando recursos do programa de educação infantil que beneficia as crianças de um a 48 meses dos municípios mais pobres do Brasil.

Nesta semana, o senadores aprovaram a Medida Provisória 729/2016, retirando recursos do programa de educação infantil que beneficia as crianças de um a 48 meses dos municípios mais pobres do Brasil.

Conforme o texto, a transferência de recursos será realizada com base na quantidade de matrículas de crianças de zero a quatro anos cadastradas no Censo Escolar da Educação Básica, cujas famílias sejam beneficiárias do Bolsa Família ou do BPC. O texto aprovado também estabelece o ente federado (município ou Distrito Federal) que cumprir a meta anual terá direito a apoio financeiro suplementar de pelo menos 50% do valor anual mínimo por aluno definido nacionalmente para educação infantil. Caso a meta não seja cumprida, o repasse cai para no mínimo 25% do valor anual mínimo por aluno. Essas regras valerão à partir de 2018.

O problema foi a aprovação da medida sem a emenda apresentada pela senadora Vanessa Grazziotin que modificava as regras de repasse em caso de congelamento de recursos.

Os senadores de oposição criticaram as condicionantes que podem impedir os novos recursos a pequenos municípios que não atinjam a meta de matrículas de crianças. O senador Cristovam Buarque, relator da proposta, se juntou a Aloysio Nunes para defender que os prefeitos terão de “mostrar empenho” na matrícula de mais crianças na educação básica. A medida, evidentemente, penaliza de forma cruel os municípios mais pobres.

CONSUMO DE ENERGIA EM CASA >> 7 aparelhos que consomem energia mesmo desligados

Resultado de imagem para 7 aparelhos que consomem energia mesmo desligadoSe você pensa em economizar na conta de energia, fique atento a essa nossa lista. Vamos mostrar alguns aparelhos que mesmo desligados, ainda consomem energia. Confira:
1. Videogame
Outro dos aparelhos que parecem inocentes é o videogame, no entanto, o consumo de energia elétrica desse tipo de eletrônico é alto. Em funcionamento, eles consomem até 23W por hora e, desligados, mas conectados à tomada, eles puxam 1W por hora!
2. Notebook
Este é um dos aparelhos mais utilizados da lista e, por isso, um dos mais preocupantes. Isso porque, se você deixá-lo ligado à tomada, mesmo desligado, o consumo de energia elétrica é muito alto: mais de 15W por hora.
3. Micro-ondas
Sabe quando você não está usando o micro-ondas, mas deixa o timer ligados? Isso é o suficiente para consumir mais de 3W por hora.
4. Carregador de celular
Confesse, você também deixa o carregador do celular ligado na tomada, mesmo quando não está carregando o celular, não é mesmo? Isso pode não parecer nada, mas faz diferença na conta de energia no final do mês, já que o consumo médio de um carregador é de 0,26W por hora quando não está em uso e de 1W a 5W por hora, mesmo quando um aparelho totalmente carregado está ligado nele.
5. Cafeteira
Sim, manter seu cafezinho quente custa dinheiro. A cafeteira elétrica, por exemplo, consome 1W por hora só de ficar com o cabo de energia conectado na tomada.
6. Decodificador de TV a cabo
E, se ninguém desliga a TV, o que dizer do decodificador da TV a cabo? Embora seja ótimo só ter que pegar o controle na hora de assistir seu programa favorito, se você fizer um esforço a mais e só ligar este aparelho na tomada neste momento, você vai impedir que ele consuma de 6,5 W a 14 W por hora.
7. Televisão
Quem, nesse mundo, desliga a TV da tomada? Ninguém faz isso, mas deveria. Mesmo sem mostrar imagem alguma, se estiver com a luz de stand-by ligada, ela está consumindo energia elétrica por causa de seus painéis de luz, sensores e outros recursos. Só para você saber, ela pode consumir até 3W por hora, mesmo desligada.
Fonte: Segredos do Mundo

MAIS UM ALERTA SOBRE A GRAVE SITUAÇÃO HÍDRICA >> Órgão responsáveis pela distribuição e pela gestão dos recursos hídricos, reúnem-se e avaliam a situação

Resultado de imagem para reservatório de Curemas e Mãe da D'água, o rio Aguiar e o abastecimento da comunidade mãe D'água no município de Curemas na PB.
Durante todo dia da quarta-feira (21) dia da árvore, nos dá Diretoria Colegiada do CBH PPA (Procópio e Hermano) e o secretário do centro de apoio ( Marcone), juntamente com a ANA, DNOCS, AESA, Cagepa e Caern visitamos o reservatório de Curemas e Mãe da D'água, o rio Aguiar e o abastecimento da comunidade mãe D'água no município de Curemas na PB. 

O quadro de crise hídrica é cada vez mais grave. Os 51 reservatórios existentes na bacia hidrográfica do rio Piancó -Piranhas-Açu com capacidade de acumular individualmente mais de 10 milhões de metros cúbicos d'água e que são responsáveis para o abastecimento de mais de Um Milão e Quatrocentas Mil pessoas em 147 municípios na PB e RN estão em situação cada vez mais crítica e a única solução, além, de uma boa gestão e economia de água por parte das populações é a recarga dos reservatórios logo no início de 2017. 

Pra exemplificar o quadro crítico do volume D'água destes açudes vejam estes dados de hoje (21.09.16): a) Sistema Curemas- Mãe d'Água em Coremas\PB, com capacidade de Acumularem juntos 1.159.000.000m3 estão com 82.097.000m3, representando apenas 6,96% de sua capacidade total; b) Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, em Açu\RN, com capacidade de acumular 2.400.000.000m3 está com 454.000.000m3, representando apenas 18,19% de sua capacidade total;c) Açude Itans em Caicó com capacidade de acumular 81.000.000m3, está com 2.000.000m3, representando apenas 2,4% de sua capacidade total. 

Isso é um quadro desesperador e precisamos exercitar nossa responsabilidade e cooperação solidária para enfrentar este cenário de grave criticidade hídrica.
para
 Por Procopio Lucena Articulador Estadual do Seapac
Presidente do CBH PPA

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

CONVITE>> VELÓRIO E SEPULTAMENTO DE AMÉLIA NETA

Informamos a todos que o velório da senhora Amélia Neta está acontecendo durante a tarde em sua residência, localizada na Avenida Ramiro Pereira e as 16:30 horas (quatro e meia) acontecerá a missa de corpo presente no Centro Pastoral e logo após o sepultamento no Cemitério local.

NOTA DE FALECIMENTO


Vimos noticiar o falecimento da senhora Amélia Neta, ocorrido nesta madruga em Natal. Neta, como era mais conhecida, era mãe mãe de Sheila  Emanoela e veio a falecer vítima de complicações cardíacas aos 64 anos.

Neta sentiu-se mal na madrugada de ontem, foi encaminhada para o Hospital Walfredo Gurgel em Natal, onde não resistiu, vindo a falecer nesta madrugada.



Outas notícias relacionadas ao velório e ao sepultamento em breve.

INICIATIVA AMBIENTAL >> IFRN Campus/Lajes inicia campanha no dia da árvore

Campus Avançado Lajes inicia campanha no dia da árvore   A partir de hoje (21) até 30 de setembro, o Campus convida servidores e alunos a doarem plantas

Hoje (21), dia da árvore, o Campus Avançado Lajes lança campanha convidando alunos e servidores a doarem uma planta para o  campus!

Com o objetivo de arborizar o Campus para que ele fique lindo e com ar puro, a campanha acontecerá até o fim de setembro. 
🌿🌿🌿🌿🌿


quarta-feira, 21 de setembro de 2016

PARADA NACIONAL AMANHÃ, 22 DE SETEMBRO >> Professores vão parar em todo o país contra congelamento do piso nacional e outros ataques do governo golpista

Resultado de imagem para Dia 22: Professores vão parar em todo o país contra congelamento do piso nacional e outros ataques do governo
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE e seus sindicatos em todo o país convocam para o dia 22 de setembro uma paralisação nacional dos profissionais do magistério.
Na pauta, luta contra o congelamento do piso nacional dos professores e outros ataques do governo golpista Michel Temer.

Veja cartaz da convocação:

VOLTA ÀS AULAS NO IFRN CAMPUS/LAJES >> Aulas serão retomadas nesta quarta-feira (21)

Nesta quarta-feira, dia  21 de setembro serão retomadas as aulas no campus Avançado Lajes. 

Os candidatos chamados através do processo seletivo para o curso técnico subsequente 2016.2 também iniciarão suas aulas nesta mesma data.

Aqueles que fizeram a matrícula deverão comparecer ao campus no seu respectivo turno: Às 7h os alunos do matutino e às 13h do vespertino. Aguardamos vocês!

Fonte: http://portal.ifrn.edu.br/campus/lajes

VOCÊ SABIA? A produção de copo de plástico gasta mais água do que lavar copo de vidro


Resultado de imagem para produção de copo de plásticoA atitude de optar por copos de plástico no lugar dos de vidro, que tem se tornado comum em bares e restaurantes de São Paulo, não constitui uma contribuição verdadeira para se contornar a crise hídrica. Devido aos cortes no abastecimento, moradores também aderiram à prática.
Mas para se se fazer um copinho o plástico precisa ser derretido, colocado em uma forma e resfriado. Esse processo exige bastante água. A maior parte dela é reutilizada. Mas, pelo menos, meio litro vai embora.
A produção de copo descartável chega a consumir 500 ml de água, enquanto a lavagem feita na pia utiliza 400 ml, como estimou a Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia (IFSP) Itapetininga. A lavagem na máquina é ainda mais econômica e gasta apenas 100 ml por copo, isto é, apenas 20% do que é gasto para se produzir um copinho plástico.
Os copos mais procurados do mercado tem capacidade para 200 ml de plástico e custa R$ 0,02. O de 300 ml, que custa R$ 0,04, tem o tamanho mais parecido com o copo utilizado em casa. O copo de plástico mais firme, o cristal, custa R$ 0,16 centavos cada.

Para quem está passando pela falta de água para lavar louça, a compra pode ser a solução do momento. A longo prazo, pode contribuir para prejudicar ainda mais o abastecimento.
Estabelecimentos na Vila Mariana, na Zona Sul, e na Vila Madalena, bairro boêmio da Zona Oeste, já adotaram os copos de plásticos. Alguns consumidores não se acostumam e chegam até a levar o próprio copo de vidro para o momento do brinde.

O ENEM TRAÍDO: >> Temer dá uma facada nas costas de toda uma geração de jovens


A notícia dada pela presidenta do INEP em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo anuncia a maior marcha-à-ré da história da educação brasileira: o fim do ENEM como porta de entrada de universidades públicas e privadas.

Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, a professora Maria Inês Fini, presidenta do INEP, autarquia do MEC responsável pelo ENEM, em palavras inequívocas diz:

"Ele [o ENEM] foi planejado para ser uma avaliação dos alunos ao final da escolaridade básica, que termina no ensino médio. E ele, em 2009, perde essa característica e ganha as do exame vestibular nacional."

Em linguagem inequívoca, sim, mas nebulosa, a professora responsável pelo 1o. ENEM, em 1998, considera que o ENEM em 2009 perde suas características originais, o que não é verdade, uma vez que continua empregando as matrizes de competências e habilidades baseadas nos Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio (PCNs), e ganha uma outra: que ela chama de "vestibular nacional" - o que também não é verdade, pois o ENEM exatamente extingue os vestibulares das universidades que o adotam.


O que a professora em linguagem clara, pero torcida, diz é que o ENEM deixará de ser porta de acesso às universidades públicas, federais e estaduais, e privadas, que o empregam hoje como mecanismo de seleção de seus alunos. E ela emprega essa linguagem clara ma non troppo exatamente para esconder o projeto absolutamente excludente que vai por sob suas palavras.

Pobres e classe média alijados do Ensino Superior por Temer.
Na mesma entrevista, a professora afirma que as modificações para 2017 serão feitas "sem que os jovens percam as vantagens oferecidas pelo Prouni, Sisu e Fies". Porém ela não explica como essas vantagens serão mantidas uma vez que o exame deixará de ter a característica, na linguagem dela, de "vestibular nacional".

Em 2009 o que ocorreu foi exatamente a democratização do acesso às vagas das instituições públicas de Ensino Superior, principalmente as federais e muitas estaduais (via Sisu), e às das privadas, que passaram a empregar o ENEM em substituição a seus vestibulares (para fins de adesão ao Prouni e Fies).

O que ocorre é que as elites econômicas que assumem o governo pela via ilegítima (na figura do mofado mordomo de filme de horror Michel Temer, cuja mentalidade cheira à naftalina) querem excluir o filhos dos trabalhadores e da classe média baixa (que tiveram no ENEM um mecanismo concreto de justiça social) das universidades públicas e das privadas de maior reputação - pois o Estado os vinha defendendo e incentivando por meio do Sisu, caso das públicas; e do Fies e do Prouni, caso das particulares.

No ano de 2015 quase 8.500.000 candidatos se inscreveram no ENEM com a esperança de, a partir de seu desempenho nesse exame, alcançar a tão sonhada vaga no Ensino Superior. É nas costas desses brasileiros que Temer dá agora essa facada traidora.


MEIO AMBIENTE E MOBILIDADE >> Dia Mundial Sem Carro

No dia 22 de setembro, em cidades do mundo todo, são realizadas atividades em defesa do meio ambiente e da qualidade de vida nas cidades, no que passou a ser conhecido como Dia Mundial Sem Carro.
O objetivo principal do Dia Mundial Sem Carro é estimular uma reflexão sobre o uso excessivo do automóvel, além de propor às pessoas que dirigem todos os dias que revejam a dependência que criaram em relação ao carro ou moto. A ideia é que essas pessoas experimentem, pelo menos nesse dia, formas alternativas de mobilidade, descobrindo que é possível se locomover pela cidade sem usar o automóvel e que há vida além do para-brisa.

No Brasil

A data foi criada na França, em 1997, sendo adotada por vários países europeus já no ano 2000. Na cidade de São Paulo são realizadas atividades desde 2003. Com pedalada-manifesto em 2004, no ano de 2005 houve até visita à Câmara de Vereadores. Até 2006, essas atividades eram realizadas principalmente por iniciativa de cicloativistas e participantes da Bicicletada, com apoio da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente.
As iniciativas dos ciclistas paulistanos continuaram ocorrendo em 2007 e 2008, mas desde 2007 passamos a contar com o Movimento Nossa São Paulo para engrossar o coro, realizando novas atividades e eventos e trazendo mais visibilidade para a data.
Várias outras cidades brasileiras passaram a “comemorar” a data, no mínimo com uma Bicicletada, no dia 22. Em 2010, houve atividades na semana toda em vários estados. Já em 2011, algumas cidades programaram eventos para o mês inteiro, que começou a ser chamado informalmente de Mês da Mobilidade. De lá para cá, a adesão de cidadãos e poder público só aumentou, bem como o esclarecimento correto sobre o DMSC.

Mas qual o problema em andar de carro?

Andar de carro por si só não parece um grande problema. Para entender melhor o real cenário, é preciso afastar-se da visão individual e analisar todo o conjunto.
Locomotiva abandonada em Paranapiacaba. Foto: Versurix, via Flickr

Como chegamos aqui

Ao longo do último século, nossas cidades foram adaptadas para atender prioritariamente ao carro, não às pessoas que nelas vivem. Investiu-se muito mais no uso individual do automóvel do que em soluções de transporte de massa. À medida que as cidades e o país cresciam, deu-se ênfase em possibilitar a venda massificada de automóveis (com incentivos contínuos às montadoras) e à criação de infraestrutura para que esses carros rodassem (enriquecendo empreiteiras e outras empresas).
Nessa política, cada cidadão deveria resolver por conta própria o “seu” problema de mobilidade. O carro incorporava cada vez a imagem de liberdade de ir e vir quando, na realidade, não era sinônimo de liberdade, mas a alternativa que restou. Para mover “massas” de pessoas, deveria haver mais opções de transporte “de massa”.
As ferrovias foram desmanteladas ao longo do século e as hidrovias não saíram do papel. As rodovias se espalharam por todo país, até no coração da floresta amazônica, levando o desmatamento e a poluição no porta-malas. Mesmo os investimentos em transporte coletivo sobre rodas foram sempre muito menores que os investimentos diretos ou indiretos no modelo de mobilidade individual e particular. As ruas, avenidas, pontes e túneis, supostamente criados para atender à demanda, foram agindo como estimuladores dessa demanda, criando um círculo difícil de quebrar: cada vez mais carros ocupando a estrutura criada acabam necessitando de ainda mais espaço, exponencialmente.
As cidades deixaram de ter caminhos por onde as pessoas e os rios passavam para ter caminhos para “chegar rápido de carro”. Atravessar as ruas sem uma armadura de uma tonelada se tornou, cada vez mais, uma aventura perigosa. As cidades deixaram de ser das pessoas e passaram a ser dos carros.

O mau uso do automóvel

O carro é uma invenção maravilhosa. Com um veículo a motor, você pode carregar centenas (milhares?) de vezes o que conseguiria carregar com as mãos. Pode levar pessoas enfermas até um hospital, suprir deficiências de mobilidade e transpor distâncias enormes.

O problema começa a se mostrar quando você percebe que a quase totalidade dos motoristas nas cidades são pessoas sem nenhuma restrição de mobilidade, que estão carregando apenas uma blusa ou um caderno, não estão sendo levadas a hospital algum e estão fazendo um trajeto que muitas vezes não chega nem a 10 km.
Todos saindo com seus carros no mesmo horário causam o efeito mais visível da mobilidade baseada no automóvel: o congestionamento. Outros efeitos são mais difíceis de perceber e alguns até impossíveis de mensurar com exatidão: mortes e sequelas de vítimas de acidentes, stress,isolamento e frustração, agressividade e violência, doenças cardiovasculares e respiratórias, menor tempo para convívio com a família, poluição do ar e das águas, consumo exagerado de recursos naturais, impermeabilização do solo e aumento da temperatura das cidades, diminuição do espaço para convívio entre as pessoas, mudanças na sociedade e degradação nas relações entre as pessoas, prestígio e autoestima atreladas ao automóvel e outras mais (saiba mais aqui).

Nossa! Então tá! O que eu posso fazer?

O dia 22 de setembro é uma oportunidade para que as pessoas experimentem vivenciar a cidade de outra forma. Transporte público,bicicleta e mesmo a caminhada são alternativas saudáveis e cidadãs, que contribuem com o meio ambiente, com a sua saúde e até com a locomoção daqueles que realmente necessitam utilizar o carro, sobretudo em situações especiais de mobilidade (melhor idade, gestantes, transporte de crianças pequenas, pessoas com necessidades especiais, etc). Até a carona solidária, combinada com um colega de escritório que more perto da sua casa, já ajuda bastante.
Se você utiliza o carro no dia a dia, faça um desafio a si mesmo no mês de setembro e descubra se você é capaz de passar um único dia útil no ano sem seu carro. A cidade, o planeta e nossas crianças agradecem!

terça-feira, 20 de setembro de 2016

20 DE SETEMBRO >> Dia Mundial da Limpeza de Rios e Praias!


Você cuida dos lugares que visita? Praias e rios são espaços muito ricos em biodiversidade. Garrafas pet, sacolas de plástico e canudinhos são despejados nestes locais todos os dias. Com descarte incorreto, esses resíduos tornam-se lixo marinho e prejudicam não só a vida dos animais e de todos nós. 

O Ministério do Meio Ambiente, através da Gerência Costeira, desenvolve projetos e ações em prol da consciência ambiental em rios e oceanos. Seja você também um defensor da vida! 

Por isso, descarte corretamente o seu lixo e ajude o meio ambiente. Colabore, guarde com você os resíduos que produz e depois faça o descarte adequado.

ELEIÇÕES MUNICIPAIS >> Prefeito de Mossoró desiste de disputar a reeleição


Resultado de imagem para Prefeito de Mossoró desiste de disputar a reeleiçãoO prefeito de Mossoró, Francisco Silveira Júnior (PSD), desistiu na noite desta segunda-feira (19) de sua candidatura à reeleição. O anúncio foi realizado ao vivo através de uma transmissão pelo Facebook.

Sem citar nomes, o atual prefeito atacou os adversários políticos, que acusou de praticar ações arbitrárias. “Minha honestidade e hombridade não me permitem seguir os mesmos caminhos dos ciclos viciosos que alimentam nossa política há décadas. A política do abuso de poder, das oligarquias, não faz parte da história dos Franciscos. Não faz parte da identidade do povo, em que suas lutas diárias representam a força e a resistência de Mossoró”, comentou.

“Anunciada a nossa candidatura, fomos à luta. Não planejamos nossa campanha em ataques ou ações de baixo nível. Do outro lado, fomos alvo nesse período da maior artilharia que um prefeito já enfrentou, sendo alvo inclusive de espionagem e montagem”, acusou Silveira Júnior.

O prefeito utilizou o lema de sua campanha “Sempre resistir. Recuar jamais”, para justificar sua retirada do pleito eleitoral. “Quero anunciar aos meus amigos, meus eleitores e ao povo de Mossoró, que neste momento decidi retirar minha candidatura à prefeito justamente para poder dar seguimento à minha luta”.

“Uma retirada não por desistir, pelo contrário. Uma retirada para resistir e não recuar do que é que é preciso ser feito. Resistir a essas oligarquias e que são capazes de tudo pelo poder e que pensam em uma única família e não em todas as famílias mossoroenses. Por querer o melhor para minha cidade, percebi que minha candidatura estava beneficiando essa oligarquia, pois estava dividindo a decisão das famílias mossoroenses”, explicou Silveira.

Com a saída do prefeito, a disputa para o Executivo Municipal de Mossoró se concentra entre o empresário Tião Couto (PSDB), a ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP), o veterinário Josué Moreira (PSDC) e o geógrafo Gutemberg Dia (PCdoB).

Fonte: Site Nominuto.com