sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Cidadania >> RN adere ao Programa Federal “Mulher, Viver Sem Violência”

Fonte: Assecom/RN

O Estado do Rio Grande do Norte agora é parte da rede federal de apoio ao enfrentamento à violência contra a mulher. O pacto federativo foi assinado no dia 07 de novembro, pela Governadora Rosalba Ciarlini e pela Ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM/PR), Eleonora Menicucci.
 
Apresentação - 'Mulher, Viver sem Violência'
Serviços públicos de segurança, justiça, saúde, assistência social, acolhimento, abrigamento e orientação para trabalho, emprego e renda passarão a ser integrados por meio do programa ‘Mulher, Viver sem Violência’. Coordenada pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), a iniciativa propõe estratégias para melhoria e rapidez no atendimento às vítimas da violência de gênero. Reforça a rede existente de serviços públicos do governo federal, estados, Distrito Federal, municípios, tribunais de justiça, ministérios e defensorias públicas por meio do Pacto Nacional pelo Enfrentamento à Violência contra as Mulheres. 
 
'Casa da Mulher Brasileira'
Espaço que reunirá os seguintes serviços: delegacias especializadas de atendimento à mulher (DEAM), juizados e varas, defensorias, promotorias, equipe psicossocial (psicólogas, assistentes sociais, sociólogas e educadoras, para identificar perspectivas de vida da mulher e prestar acompanhamento permanente) e equipe para orientação ao emprego e renda. A estrutura física terá brinquedoteca e espaço de convivência para as mulheres.

Tecnologia >> RN fechou setembro com mais de 238 mil acessos a TV paga


De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgados nesta semana, o Rio Grande do Norte fechou o mês de setembro de 2014 com 238.967 de acessos de TV paga.

No mês, de cada cem domicílios, 23,10 possuíam o serviço, segundo o indicador “Densidade dos Serviços de TV por Assinatura”, que é a relação percentual entre o número de assinaturas e o número de domicílios estimado a partir dos dados publicados pelo IBGE, em sua Síntese de Indicadores Sociais.

Este percentual coloca o estado na primeira posição no Nordeste bem acima do que registra o segundo colocado na região que é o Ceará, com 15,44, e da média nordestina, com 13,78 dos domicílios com acesso a tv por assinatura.

No nono mês do ano, o Brasil fechou com 19,43 milhões de acessos em operação. Em cada cem domicílios brasileiros, 29,67 possuem o serviço. O estado brasileiro com o maior número de domicílios com TV paga é São Paulo, com 7,4 milhões, enquanto que o estado de Roraima tem apenas 21.453 acessos em operação.

O Distrito Federal tem a maior densidade no país com 56,55 para cada cem domicílios. Já o Piauí está na última posição com apenas 8,18 para cada cem domicílios com TV paga.

Empreeendedor >> Feira no RN aproxima pequenos negócios de órgãos públicos


As empresas interessadas em fazer negócios com órgãos públicos terão a chance de saber mais sobre as regras e requisitos estabelecidos por 11 instituições, das três esferas públicas, para compor as licitações de aquisições de bens e serviços. Durante a abertura da Feira do Empreendedor, nesta quarta-feira (12), o Sebrae no Rio Grande do Norte promoverá a Rodada de Negócios de Compras Governamentais, uma rodada multissetorial que visa aproximar pequenos negócios dessas instituições públicas. As sessões de reuniões ocorrem entre as 16h30 e 21h30 e as inscrições podem ser feitas previamente pela internet, no site http://www.rodada.com.br/. A Feira do Empreendedor será realizada até o sábado (15), na Arena das Dunas, das 16h às 22h.

“Queremos convidar as micro e pequenas empresas a participarem do evento, visto que as instituições estão oferecendo oportunidades de negócios para que os pequenos negócios sejam inseridos nas compras públicas”, afirma o gerente da Unidade de Políticas Públicas do Sebrae no Rio Grande do Norte, Helmani Rocha.

Essa inserção faz parte do cumprimento do que está previsto, desde 2006, na Lei Geral da Micro e Pequena Empresa. Essa legislação estabelece prioridade e tratamento diferenciado aos negócios com faturamento anual bruto de até R$ 3,6 milhões nos certames licitatórios públicos.

Participam da rodada como âncoras instituições do Sistema S, Forças Armadas (Marinha, Aeronáutica e Exército), companhias estaduais, além da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRN) e Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

Essas instituições estarão disponíveis para reuniões curtas de até 30 minutos, em que os empreendedores poderão trocar idéias sobre o fornecimento de produtos e serviços demandados pelos órgãos públicos, sabendo sobre as necessidades desses órgãos e a possibilidades de fornecimento de materiais.

Poderão participar da rodada como ofertantes empresas que atuam nos setores de confecção de bonés, camisetas e fardamentos, o serviço de buffet e coffee-break, combustível e hospedagem; além do fornecimento de frutas, verduras e gêneros alimentícios. Ao todo, são mais de 18 categorias de negócios que estarão disponíveis no ambiente, que estará localizado entre a Livraria do Sebrae e o espaço de Coleta Seletiva do evento.

Para participar da Rodada de Negócios, além da internet, as empresas podem se inscrever gratuitamente até hoje pelo telefone 3616-7858. No entanto, durante a Feira os empresários poderão comparecer diretamente ao estande para se reunirem com as instituições. O evento acontece na área multiuso da Arena das Dunas até o próximo sábado, das 16 às 22 horas.

 (Agência Sebrae RN)

Inscrições para editais do BNB de apoio a projetos sociais se encerram hoje

Banco do Nordeste destinará recurso da ordem de R$ 1,76 milhão a conselhosBanco do Nordeste destinará recurso da ordem de R$ 1,76 milhão a conselhosEstão abertas até hoje as inscrições para dois editais do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) de seleção de projetos que visem à promoção, proteção e defesa dos direitos de crianças, adolescentes e idosos. Juntos, os certames representam recursos da ordem de R$ 1,76 milhão, a serem destinados a fundos municipais ou estaduais dos Direitos do Idoso e da Criança e do Adolescente com projetos na área de atuação do BNB. Os editais estão disponíveis na página do Banco do Nordeste (www.bnb.gov.br) ou diretamente no link http://bit.ly/1zeYUEx.

Cada fundo poderá receber o valor máximo de R$ 150 mil, sendo o máximo de R$ 70 mil por projeto, e cada conselho poderá encaminhar até quatro projetos, podendo ser selecionado apenas um por entidade executora. As propostas devem ser encaminhadas pelos Correios para a Direção-Geral do Banco do Nordeste, em Fortaleza (av. Silas Munguba, 5700, Passaré – CEP: 60743-902), com data-limite de postagem até 14 de novembro de 2014.

Poderão participar os fundos estaduais ou municipais com funcionamento regular perante a Secretaria de Direitos Humanos (SDH) da Presidência da República. Os projetos serão executados por entidades governamentais ou não governamentais que comprovem estrutura e competência para desenvolvê-los. A relação dos conselhos selecionados será publicada no site do BNB até o dia 15 de dezembro deste ano.

Desde 2007, o Banco do Nordeste destina recursos financeiros aos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente (FIA), totalizando mais de R$ 6 milhões investidos. Já são 132 projetos beneficiados e 15.320 crianças e adolescentes de baixa renda atendidos. Em 2013, o Banco também passou a destinar parte de seu Imposto de Renda à causa do idoso, aportando R$ 800 mil a projetos sociais que atendem a idosos e situação de risco e vulnerabilidade social.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Saúde >> Presença de lactose poderá ser indicada nos rótulos


Projeto de Paulo Bauer foi aprovado em decisão final e deve seguir para análise da Câmara. Autor lembrou a elevada ocorrência de intolerância ao açúcar do leite na população

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou ontem projeto obrigando a indústria a indicar no rótulo das embalagens de alimentos se eles contêm lactose. O autor, senador Paulo Bauer justificou a proposta indicando os resultados de diversos estudos que apontam a elevada ocorrência da intolerância à lactose no Brasil.  O projeto segue para a Câmara, a menos que haja recurso para votação em Plenário.

Bauer afirmou que essa condição é determinada geneticamente. “A incidência é muito baixa entre os brancos europeus (3%), medianamente elevada nos povos do norte da África, América Central, Índia e Oriente Médio (50%) e excessivamente elevada nos povos africanos, afro-caribenhos, sul-americanos e nas populações do leste e sudeste asiático (90%)”, observou ao justificar o projeto (PLS 260/2013).

Segundo Bauer, 50% da população brasileira, no mínimo, é afetada pela condição. Ele ressalvou, contudo, que essa é uma avaliação otimista, diante de estudos internacionais indicando que 75% da população mundial sofre de intolerância à lactose.

O relator, senador Cícero Lucena (PSDB-PB), fez duas emendas ao projeto. Uma delas determina que os rótulos informem apenas se o alimento contém a substância. A proposta original obrigava que a embalagem trouxesse a informação sobre o teor de lactose no produto. A outra emenda serviu para mudar a ementa do projeto.

Inicialmente contra a proposta, a senadora Ana Rita (PT-ES) apresentou voto em separado. Ela alegou que a responsabilidade deve ser da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). No entanto, diante da argumentação dos demais senadores, que afirmaram ser o Senado competente para legislar sobre o tema, Ana Rita retirou o voto em separado e o projeto foi aprovado por unanimidade.

Cícero Lucena foi enfático ao defender o direito de o Congresso estabelecer normas sobre o tema e, inclusive, indicar as agências governamentais que serão responsáveis por acompanhar o cumprimento das regras. O senador criticou o trabalho da Anvisa.

Fonte: Jornal do Senado

Atenção >> Bombeiros do Rio Grande do Norte registram aumento nas ocorrências com abelhas

Corpo de Bombeiros já supera 800 chamados em 2014Corpo de Bombeiros já supera 800 chamados em 2014O Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte (CBM/RN) registrou 850 atendimentos de captura de abelhas de janeiro a agosto de 2014 em Natal e região metropolitana, um quantitativo 6% maior do que comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 799 casos.

De acordo com dados da Central de Gerenciamento de Emergência e Defesa Civil do CBM/RN, durante o período de reprodução das abelhas - setembro a fevereiro - aumenta em três vezes o perigo de ataques por causa da defesa em relação à presença externa de homens e animais. Por ano, a Corporação chega a contabilizar cerca de 1.500 atendimentos na Grande Natal.

"Nesse período do ano, os índices devem subir ainda mais. Atualmente, recebemos uma média de 15 chamadas diárias para atendimento a enxames na região metropolitana", detalha o coronel Elizeu Lisboa Dantas, comandante-geral.

Para tentar minimizar os efeitos negativos dos ataques, o Corpo de Bombeiros possui uma guarnição exclusiva do Serviço de Defesa Ambiental (Sidam) da instituição para este tipo de atendimento, visando oferecer um serviço mais eficiente à população, mas a demanda ainda é muito alta.

"O Corpo de Bombeiros está priorizando os casos de emergência e atendendo os casos mais simples por agendamento por meio do telefone 193. Estamos intensificando as ações contra os ataques de abelhas dentro de residências, escolas, hospitais e em estabelecimentos comerciais, mas pedimos que os potiguares não tentem exterminar os enxames porque é perigoso", justifica.

Fonte: Jornal O Mossoroense

Mais de 70% dos candidatos deixaram de prestar contas

Encerrado o prazo, em 4 de novembro, candidatos omissos serão notificados a cumprir o dever legal de prestar contas à Justiça Eleitoral dos recursos arrecadados e aplicados na campanha eleitoral deste ano, sob pena de serem elas declaradas judicialmente não apresentadas, por decisão da Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte.

Estes, se ainda assim deixarem de apresentar suas contas, estarão sujeitos à sanção de impedimento de obter certidão de quitação eleitoral durante o curso do mandato ao qual concorreram ou, após esse período, até que venham a suprir tal obrigação, sendo condição para diplomação dos eleitos a entrega e julgamento das contas.

Quanto aos partidos políticos, no que diz respeito à ausência de suas contas e à de seus comitês, caso tenham sido constituídos, poderá lhes ser aplicada a suspensão do direito de receber repasses de cotas de recursos oriundos do fundo partidário durante o tempo em que perdurar a omissão.

Segundo estatística do Tribunal Superior Eleitoral, no RN o índice de adimplência nas eleições deste ano foi de 74,09 %, considerando o prazo legal.

Ressalve-se que, para os candidatos que disputaram o segundo turno de votação, o prazo para entrega das contas referentes aos dois turnos ainda está em curso, estendendo-se até o dia 25/11/2014. Também neste mesmo prazo, estarão obrigados a prestar contas complementares os partidos políticos aos quais sejam filiados tais candidatos, bem como os seus coligados (art. 29, IV, da Lei 9.504/97).
 
O procedimento de prestação de contas final consiste-se nas seguintes etapas:

- Envio, pela internet, de arquivo eletrônico contendo dados da prestação de contas, o que deve ser realizado por meio da utilização de sistema específico desenvolvido pelo TSE, o SPCE Cadastro.

- Em seguida, comparecimento à Coordenadoria de Controle Interno do TRE-RN, para validação do número de controle impresso na peça Extrato da Prestação de Contas, com posterior entrega de toda a documentação obrigatória na Seção de Protocolo, nos termos do disposto no art. 1º, § 1º, da Resolução TRE nº 15/2014, c/c o art. 40, II, da Resolução TSE nº 23.406/2014.

O TRE-RN alerta que a prestação de contas só é considerada efetivamente entregue após a validação do seu número de controle.

O software SPCE Cadastro, necessário para elaboração das contas, pode ser acessado, para download e instalação, nas páginas de internet do TSE (http://www.tse.jus. br/eleicoes/eleicoes-2014) ou do TRE-RN (http:// www. tre-rn.jus. br/eleicoes/eleicoes-2014/, a partir do link "Prestação de Contas". Manual de instruções de sua operacionalização encontra-se acessível ao usuário na própria tela inicial do sistema, a partir do botão de ajuda.

Exposição >> Festival irá expor mais de 200 espécies de flores na cidade

Exposição tem início hojeExposição tem início hojeHoje tem início a segunda edição do Festival das Flores de Holambra em Mossoró. Até o dia 23 deste mês serão expostas mais de 200 espécies de flores na praça Vigário Antônio Joaquim. A exposição ocorre sempre das 8h às 20h, e a entrada é gratuita.

O Festival de Flores é oriundo da cidade de Holambra, estado de São Paulo, onde, apesar de ter pouco mais de 15 mil habitantes, se concentra a maior produção de flores ornamentais do país. A exposição ocorre de forma itinerante em diversas cidades do país, principalmente nas capitais.

Em Mossoró, houve a sua primeira edição em 2012. E após dois anos, o Festival retorna a terras potiguares. Os visitantes poderão conhecer a beleza e o encanto de diversas espécies de flores como orquídeas, samambaias, cactos, begônias, tulipas, tuias, bonsais, carnívoras, além de plantas ornamentais e medicinais. Além da exposição, também será feita a comercialização das flores a preços populares.


Durante os 10 dias de Festival, estima-se que mais de 50 mil pessoas visitem o evento que possui entrada gratuita. O público apreciador do Festival vem desde bebês que se encantam com o colorido e a singeleza das flores, a jovens, adultos e idosos de todas as classes sociais.

Este ano, o Festival selou uma parceria com o Abrigo Amantino Câmara e como forma de reconhecimento ao trabalho dessa instituição na cidade, ela receberá um percentual de todas as plantas que forem comercializadas durante o evento.

terça-feira, 11 de novembro de 2014

E para que não esqueçamos...

Exibindo consciência Negra.jpg

Feira do Empreendedor >> Evento reunirá cerca de 20 mil visitantes na Arena das Dunas

Cerca de 20 mil visitantes devem comparecer à Feira do Empreendedor, que começa nesta quarta-feira (12) e segue até o próximo sábado (15), na área multiúso da Arena das Dunas.
 
Na manhã desta segunda-feira, 10, os dirigentes do Sebrae no Rio Grande do Norte receberam os jornalistas em uma coletiva de imprensa, para apresentar estrutura do evento. Na oportunidade, eles sinalizaram que vão fazer a maior edição do evento já realizado no Estado. Participaram da coletiva o presidente do Conselho Deliberativo Estadual (CDE), Silvio Bezerra, e os diretores superintendente do Sebrae-RN, José Ferreira de Melo Neto, técnico, João Hélio Cavalcanti, e de Operação, Lázaro Mangabeira, que receberam os jornalistas na área multiúso da Arena das Dunas.
 
Na abertura, Sílvio Bezerra mostrou-se entusiasmado com a realização da sétima edição do evento e os benefícios que a feira trará para os empreendedores participantes. “A partir de quarta-feira, vocês vão ficar bastante impressionados com o que vão ver aqui. Essa é a maior feira de empreendedorismo que o Sebrae já realizou e o número de inscritos já confirma o sucesso que será”, afirmou o presidente, destacando que já são 7 mil inscritos.
 
Já José Ferreira de Melo Neto, “Zeca Melo”, destacou os números do evento. “Esperamos receber 20 mil visitações ao longo dos quatro dias. A área de montagem é praticamente o dobro da edição anterior. Nos preparamos para fazer a maior feira de negócios do Sebrae em 41 anos”, apontou, informando que serão 10,5 mil metros quadrados de área montada.
 
Para o diretor técnico do Sebrae-RN, o investimento de R$ 2,7 milhões com o evento se justifica em razão do alto potencial empreendedor do Estado potiguar. “Últimas pesquisas revelam o Brasil como um dos países mais empreendedores do mundo. No Rio Grande do Norte, por exemplo, 98% dos empreendimentos correspondem a Micro e Pequenas Empresas (MPE). Além disso, a Feira do Empreendedor abre a Semana Global do Empreendedorismo no Estado”, afirmou o diretor.
 
Fábrica de Ideias reunirá 38 municípios do RN
Uma das novidades deste ano é a Fábrica de Ideias, que apresentará um mapa de tendências e oportunidades de 38 municípios potiguares, identificando o ambiente econômico e mercadológico das cidades e as demandas não atendidas localmente capazes de gerar possibilidades de negócios para os empreendedores. “A Feira do Empreendedor vem sendo planejada há dois anos. Tudo foi pensando com base na necessidade dessas cidades”, completou o diretor de Operações, Lázaro Mangabeira.
 
A feira vai funcionar numa área de 20 mil metros quadrados para apresentar ao visitante 145 oportunidades de negócios. O circuito chega à sétima edição no Estado com forte foco na capacitação. A intenção é capacitar e inspirar os visitantes com ideias e modelos de negócios que sejam aplicáveis a quem já tem empresa ou pretende abrir uma.
 
Serão centenas de atividades, entre palestras, painéis, minicursos, oficinas, workshops, diálogos e orientações empresariais. São quase 200 tipos diferentes de capacitação ao longo desse período. No total, o evento terá 123 expositores, divididos em 29 áreas de atuação, que poderão inspirar potenciais empreendedores.

Fonte: Jornal de Fato

Oportunidade >> Pelo menos nove concursos abrem inscrições em todo o país

Pelo menos nove órgãos estão com inscrições abertas para concursos públicos que oferecem mais de mil vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. São oferecidas 1.161 vagas, com salários que chegam a R$ 21.657,46.
 
Os certames oferecem vagas para todas as regiões do país. Órgãos que abrem as inscrições: Agência de Fomento do Estado do Rio de Janeiro, Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, Prefeitura de Agronômica, Prefeitura de Elísio Medrado (BA), Prefeitura de Jaraguá do Sul (SC), Prefeitura de Manaquiri (AM), Prefeitura de Santa Cecília (SC), Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) e Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS).

Concursos com inscrições abertas
Agência de Fomento do Estado do Rio de Janeiro
Vagas: 15 e formação de cadastro de reserva para o cargo de analista de desenvolvimento.
Salário: R$ 4.219,63, acrescido de vale-refeição de R$ 589,92 e vale-alimentação de R$ 409,01.
Inscrições: até o dia 10 de dezembro pelo site www.domcintra.org.br.

Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares
Vagas: 217 em cargos de nível médio e superior
Salário: de R$ 2.445 a R$ 7.774
Inscrições: devem ser feitas pelo site www.institutoaocp.org.br.

Prefeitura de Agronômica (SC)
Vagas: 12 e formação de cadastro de reserva
Salário: de R$ 588,92 a R$ 2.602,21
Inscrições: até 9 de dezembro pelo site www.infinityprovas.com.br.

Prefeitura de Elísio Medrado (BA)
Vagas:149 em cargos de todos os níveis de escolaridade
Salário: chegam a R$ 883,50
Inscrições: até 21 de novembro pelo sitewww.seprod.com.br

Prefeitura de Jaraguá do Sul (SC)
Vagas: 50 de médicos em várias especialidades
Salário: de R$ 3.342,74 a R$ 13.370,95
Inscrições: até 14 de novembro pelo site www.jaraguadosul.sc.gov.br.

Prefeitura de Manaquiri (AM)
Vagas: 473 em cargos de todos os níveis de escolaridade
Salário: de R$ 724,00 a R$ 2.800,00
Inscrições: até 30 de novembro pelo site www.concursoscopec.com.br.

Prefeitura de Santa Cecília (SC)
Vagas: 28 em cargos de todos os níveis de escolaridade
Salário: de R$ 733,89 a R$ 1.653,09 Inscrições: até o dia 26 de novembro pelo site www.nubesconcursos.com.br.

Tribunal de Justiça de Goiás
Vagas: 57 de juízes substitutos
Salário: de R$ 21.657,46
Inscrições: até dia 10 de dezembro pelo site www.concursosfcc.com.br.

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS)
Vagas:11 para o cargo de professor de ensino superior
Salário: de R$ 7.685,84 a R$ 10.629,35
Inscrições: até dia 3 de dezembro pelo site www.fapems.org.br.

Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev)
Vagas: 4.016 em diversas áreas
Salário: R$ 6.395,39
Inscrições: até 17 de novembro no site do Instituto Quadrix.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Um pouco de humor >> Uma boa sátira relacionada a estúpida ideia de separatismo no Brasil (desejada por alguns imbecis)

Sobre a criação de um MURO que separe o Norte-Nordeste do resto do Brasil: nós o aceitamos, porém com as seguintes condições:

1 - Dê adeus a aquele açaí gostoso que você toma todo dia na academia, ok? E volte ao pão integral, pois tapioca não terás mais. 

2 - Seus filhos não irão poder ler Jorge Amado, Ariano Suassuna, Graciliano Ramos, Aluisio de Azevedo, Castro Alves, José de Alencar, João Ubaldo Ribero, entre outros.

3 - Vamos ter que engolir Collor, Sarney, Lobão e Renan. Você terá que aguentar seus jovens talentos: Bolsonaros, Garotinhos, Tiririca, Feliciano e Russomano. Além do João Campos (autor da cura gay), Malafaia e Edir Macedo.

4 - Não vale mais viajar para Porto de Galinhas, Praia do Forte, Itacaré e Jericoacoara. Muito menos réveillon em Trancoso e jamais, em hipótese alguma, carnaval em Salvador e Recife. Aliás, todas as memórias de carnavais passados neste locais terão que ser apagadas da sua mente. 

5 - Seu carro flex, vai ser só a gasolina, pois não vamos dar a cana-de-açúcar que plantamos e produzimos. 

6 - O samba fica com a gente pois foi criado na Bahia. Vamos ter que brigar pela Bossa-Nova, pois surgiu no RJ, mas das mão de um baiano, João Gilberto. Também ficamos com o movimento Tropicalista e seus principais mentores: Caetano, Gil, Torquato e Tom Zé. Sua vida musical vai ficar mais triste pois não abrimos mão de ficar com o frevo, axé, maracatu, afoxé, forró e tantos outros ritmos. 

7 - Ficamos com o maior complexo industrial integrado do hemisfério sul, o Polo Petroquímico de Camaçari que conta com 90 empresas químicas, além da fábrica da Ford. E lembre-se que o maior polo tecnológico, o Porto Digital, está em Recife e o polo têxtil está em Fortaleza. 

8 - Podem ficar com Elis Regina. Nós ficamos com Gal, Bethânia, Elba, Alcione, Fafá, Daniela e Ivete.

9 - Não abrimos mão da maior empresa de construção do país, a Odebrechet, que também é a maior exportadora de serviços brasileiros e uma das maiores construtoras de hidroelétricas do mundo.

10 - Quando o volume morto da Cantareira acabar, não vale pedir água emprestada da bacia do Amazonas ou do são Francisco (que já anda muito castigado).

11 - Parte da exportação fica com a gente, principalmente a de frutas, algodão, soja, cacau, feijão, guaraná e milho. 95% do sal também fica conosco já que é produzido no Rio Grande do Norte.

12 - Não vamos ser a 6a economia mundial, nem vocês, pois serão ultrapassados por Itália, Rússia e Índia. Nosso PIB será maior do que o do Chile, Portugal, Israel, Grécia, Finlândia e Singapura, para citar alguns exemplos.

13 - E o mais importante de tudo: DEVOLVA NOSSA GENTE. Queremos de volta todos os nordestinos (e seus descendentes) que saíram de nossas terras desde a década de 40 e ajudaram a construir suas cidades. São Paulo e Rio são grandes metrópoles hoje, graças a migração nordestina, e se todos um dia voltarem, essas cidades irão parar e a economia quebrar. Além de empregadas domésticas e motoristas de ônibus, vai faltar professores, médicos, engenheiros e administradores. 

Ainda querem construir esse muro?

Muro já???

Sou Nordestino com orgulho.Fonte: Facebook de Ricardo Brito

Sobre a criação de um MURO que separe o Norte-Nordeste do resto do Brasil: nós o aceitamos, porém com as seguintes condições:

 2 - Seus filhos não irão poder ler Jorge Amado, Ariano Suassuna, Graciliano Ramos, Aluisio de Azevedo, Castro Alves, José de Alencar, João Ubaldo Ribero, entre outros.

3 - Vamos ter que engolir Collor, Sarney, Lobão e Renan. Você terá que aguentar seus jovens talentos: Bolsonaros, Garotinhos, Tiririca, Feliciano e Russomano. Além do João Campos (autor da cura gay), Malafaia e Edir Macedo.

4 - Não vale mais viajar para Porto de Galinhas, Praia do Forte, Itacaré e Jericoacoara. Muito menos réveillon em Trancoso e jamais, em hipótese alguma, carnaval em Salvador e Recife. Aliás, todas as memórias de carnavais passados neste locais terão que ser apagadas da sua mente. 

5 - Seu carro flex, vai ser só a gasolina, pois não vamos dar a cana-de-açúcar que plantamos e produzimos.

6 - O samba fica com a gente pois foi criado na Bahia. Vamos ter que brigar pela Bossa-Nova, pois surgiu no RJ, mas das mão de um baiano, João Gilberto. Também ficamos com o movimento Tropicalista e seus principais mentores: Caetano, Gil, Torquato e Tom Zé. Sua vida musical vai ficar mais triste pois não abrimos mão de ficar com o frevo, axé, maracatu, afoxé, forró e tantos outros ritmos. 

7 - Ficamos com o maior complexo industrial integrado do hemisfério sul, o Polo Petroquímico de Camaçari que conta com 90 empresas químicas, além da fábrica da Ford. E lembre-se que o maior polo tecnológico, o Porto Digital, está em Recife e o polo têxtil está em Fortaleza. 

8 - Podem ficar com Elis Regina. Nós ficamos com Gal, Bethânia, Elba, Alcione, Fafá, Daniela e Ivete.

9 - Não abrimos mão da maior empresa de construção do país, a Odebrechet, que também é a maior exportadora de serviços brasileiros e uma das maiores construtoras de hidrelétricas do mundo.

10 - Quando o volume morto da Cantareira acabar, não vale pedir água emprestada da bacia do Amazonas ou do são Francisco (que já anda muito castigado).

11 - Parte da exportação fica com a gente, principalmente a de frutas, algodão, soja, cacau, feijão, guaraná e milho. 95% do sal também fica conosco já que é produzido no Rio Grande do Norte.

12 - Não vamos ser a 6ª economia mundial, nem vocês, pois serão ultrapassados por Itália, Rússia e Índia. Nosso PIB será maior do que o do Chile, Portugal, Israel, Grécia, Finlândia e Singapura, para citar alguns exemplos.

13 - E o mais importante de tudo: DEVOLVA NOSSA GENTE. Queremos de volta todos os nordestinos (e seus descendentes) que saíram de nossas terras desde a década de 40 e ajudaram a construir suas cidades. São Paulo e Rio são grandes metrópoles hoje, graças a migração nordestina, e se todos um dia voltarem, essas cidades irão parar e a economia quebrar. Além de empregadas domésticas e motoristas de ônibus, vai faltar professores, médicos, engenheiros e administradores.

Ainda querem construir esse muro?


Sou Nordestino com orgulho.

Redação do ENEM 2014 teve como tema 'Publicidade infantil em questão no Brasil'

"Publicidade infantil em questão no Brasil" foi o tema da redação proposto neste domingo, 9, aos 8,7 milhões de inscritos na edição de 2014 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Para subsidiar a produção textual dos participantes, a proposta de redação traz três textos motivadores: um texto jornalístico que discute se a publicidade infantil deve ser proibida no Brasil, um infográfico sobre a publicidade para crianças no mundo, e outro texto sobre a criança como o consumidor do futuro.

Além de servir como meio de ingresso a instituições federais de educação superior, a nota do exame permite o acesso às políticas públicas como o Programa Universidade para Todos (ProUni), o Financiamento Estudantil (Fies), o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e o Ciência sem Fronteiras.

Opinião da lajense  Nizangela Laureano  em sua página do Facebook sobre o tema da redação do ENEM 2014:
 
Nizangela Laureano"Achei interessantíssimo o tema da redação do Enem 2014 “Publicidade infantil em questão no Brasil” Tivemos que escrever uma redação com olhar crítico e cidadão, mostrando conhecer nossos direitos e deveres. Até discordei de um colega que disse ter escrito que a questão de regulamentação da publicidade é uma censura.

Devemos ter consciência de que a criança é um ser em desenvolvimento, sendo o Estado e os pais responsáveis por direcionar este ser. É papel dessas duas instituições (Estado e família) indicar o que é bom ou não para meninos e meninas. Sempre segui a linha de pensamento que criança tem que se preocupar mais em ser do que ter. Na perspectiva de leis, de acompanhamento dos pais e responsabilidades deles. Achei interessante também falar um pouco da escola, da participação da instituição dando aulas sobre consumismo ou da escola trabalhar esta coisa de que a criança não precisa consumir para ser.

Gostei do tema porque o meu dia dia já tenho esse posicionamento cidadão e consciente sobre essa realidade social. Agora é esperar os resultados!!!"

Preservação das antigas estações de trem no RN será discutida

Preservação das antigas estações será discutida


O Instituto dos Amigos do Patrimônio Histórico e Artístico Cultural e da Cidadania (IAPHACC) solicitou que o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) convoque para uma audiência pública os prefeitos de municípios onde há antigas estações ferroviárias. 

O objetivo do Instituto é sensibilizar os gestores sobre a importância de conservar os prédios que fazem parte da história da malha ferroviária potiguar. Aproximadamente 60 municípios contam com estruturas física.

Participação Social >> Entidades reafirmam Carta aberta em defesa da Política Nacional de Participação Social


Após as eleições presidenciais, o tema mais discutido na última semana foi a derrubada do Decreto 8.243/2014, que institui Política Nacional de Participação Social (PNPS) na Câmara dos Deputados. O decreto de autoria do Executivor egulamenta  a representatividade das manifestações sociais como meios legítimos de participação do povo na política. Por meio desta política, consolidam-se os mecanismos e instâncias de participação de cidadãos, movimentos sociais, associações e coletivos na criação de políticas públicas. 

Em resposta à derrubada do decreto (por parte daqueles parlamentares que parecem ter medo da participação social), uma série de ações vem sendo implementadas. Entre eles está a Carta Aberta em Defesa da Política Nacional de Participação Social, em que diversas frentes de participação popular buscam reforçar seu apoio à PNPS por acreditar na democracia participativa e em sua representatividade. No documento, iniciativa da Rede pela Transparência e Participação Social (link is external), centenas de entidades e manifestantes reiteraram a importância da Política. 

Leia:
Entidades reafirmam Carta aberta em defesa da Política Nacional de Participação Social

Cinema >> Tim Maia

Marcelo Forlani – Crítico de cinema Do Omelete.com.br

Só tem um jeito de não gostar de Tim Maia: não conhecendo Tim Maia. Antes de virar o “O Rei do Soul do Brasil” ou “Síndico”, Sebastião Rodrigues Maia (1942 – 1998) era apenas Tião da Marmita. Sua transformação em Tim Maia e algumas das mudanças que ele trouxe para a música brasileira estão presentes em Tim Maia (2014), cinebiografia dirigida e roteirizada por Mauro Lima (Meu Nome Não é Johnny, Reis e Ratos) e que tem Robson Nunes e Babu Santana dividindo o papel do protagonista na juventude e já na sua idade adulta.

A vida do cantor e compositor, tão famoso pelas suas músicas quanto pela sua fama de encrenqueiro e furão, é cinematográfica desde que começou, no bairro da Tijuca, no Rio de Janeiro. Fiel aos seus objetivos, ele sempre soube driblar os problemas (como a falta de dinheiro) e conseguir o que queria. E contar a sua história é também mostrar um trecho importantíssimo da música brasileira. Passam pelo filme figuras como Roberto Carlos (George Sauma), Erasmo Carlos (Tito Naville), Rita Lee (Renata Guida), Nara Leão (Mallu Magalhães) e Carlos Imperial (Luís Lobianco), além do dono da voz em off que narra tudo, Fábio (Cauã Reymond), músico que tocou por 30 anos ao lado de Tim Maia e acaba representando várias outras pessoas que em algum momento viveram (e sobreviveram) para contar história.

O roteiro de Mauro Lima se baseia no livro Vale Tudo: O Som e a Fúria de Tim Maia, de Nelson Motta, mas também pega material de Até Parece Que Foi Sonho – Meus 30 Anos de Amizade e Trabalho com Tim Maia, de Fábio, além de entrevistas que o próprio cineasta e a roteirista Antônia Pellegrino fizeram com músicos e pessoas que foram próximas a Tim. Histórias não faltavam e, apesar das longas 2h20 de duração do filme, eles foram até que sucintos ao mostrar a infância dura, a descoberta da música na adolescência, a realização do sonho de morar nos Estados Unidos (onde teve seu contato com a soul music e o movimento negro – até ser preso e deportado), a insistente busca pelo sucesso musical, a mágoa com Roberto Carlos, o (enfim!) sucesso, as drogas que o sucesso proporcionaram e seu fim melancólico aos 55 anos.

O roteiro ainda acerta na hora em que coloca Tim compondo algumas de suas canções e escapa da tentação de transformar em diálogo estrofes de suas músicas – vício presente em várias cinebiografias musicais. A reconstituição histórica das ruas e figurinos e o drama todo porque Tim Maia passou são apresentados de forma hollywoodiana. E se George Sauma pesa demais a mão na sua imitação de Roberto Carlos, tanto Robson quanto Babu acertam o tom – tanto o pessoal quanto o musical. Robson faz escada e constrói o personagem e deixa para Babu o trabalho de transformá-lo com o sucesso, as mulheres (condensadas no papel da linda Alinne Moraes), a religião, a bebida e as drogas. Na hora de cantar, há apenas uma cena em que a dublagem de Robson fica mais evidente, sobrando elogios para a forma como eles conseguiram mimetizar os trejeitos do cantor no palco.

A porralouquice do estilo de Tim Maia, seu humor e todo o folclore em torno do músico fazem o resto e ainda deixam de lição de casa a gostosa tarefa de ler mais, descobrir mais e ouvir mais suas músicas. E, assim, gostar ainda mais de Tim Maia.