quinta-feira, 29 de setembro de 2016

SITUAÇÃO PROCUPANTE >> RN tem 21 reservatórios em volume morto ou seco

Resultado de imagem para RN tem 21 reservatórios em volume morto ou seco
NOTA DO BLOG: Considero que já passou do momento a bastante tempo, da CAERN e dos demais órgãos responsáveis pela distribuição e pelo monitoramento da água chegarem junto a população com uma ação mais consistente no que diz respeito a realização de uma campanha para redução do consumo, uma vez que os reservatórios  já estão em situação crítica.
Também vejo que as pessoas devem urgentemente começar a tomar consciência da necessidade de fazerem sua parte e mudarem sua forma de uso da água, passando a reduzir esse consumo, evitando o desperdício, para que possamos a ter essa água por um período um pouco maior.
SEGUE A MATÉRIA:
O Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn) possui como uma de suas atribuições o monitoramento do volume de águas nos reservatórios do estado. Ao todo, 47 reservatórios são monitorados.  As últimas análises demonstraram que este volume de águas continua reduzindo nos açudes vistoriados, resultado da escassez de chuvas.
O último relatório de situação volumétrica, datado do dia 23 de setembro, indica que 21, dos 47 reservatórios do estado, com capacidade acima de cinco milhões metros cúbicos, já estão em volume morto ou secos. Se a estiagem permanecer na próxima estação chuvosa, outros 10 chegarão à mesma situação em período inferior a 12 meses.
Maior reservatório do estado, a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, com uma capacidade de 2,4 bilhões de metros cúbicos, atualmente possui 453,4 milhões de metros cúbicos, o que corresponde a 18% do seu volume máximo. Já a Barragem de Umari está com 13,82% da sua capacidade, o que na vazão atual suportará até agosto de 2017.
Na região do Seridó, o açude Itans está com 2,24% de sua capacidade o que já caracteriza volume morto. O Açude de Cruzeta na mesma região com menos de 1% também está em volume morto. 
Em termos percentuais, 61% dos açudes do estado já se encontram em volume morto ou secos. Se a estiagem persistir, dentro dos próximos meses, esta porcentagem pode aumentar para 80%. Os dados atuais apontam que, nas condições atuais de uso, dois reservatórios possuem volume suficiente para chegar a 2019 e apenas um entraria 2020 sem estar no volume morto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO POR ESTÁ AQUI. NESSE BLOG, BUSCAMOS PUBLICAR COMENTÁRIOS DEVIDAMENTE IDENTIFICADOS.