sábado, 16 de abril de 2016

AOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO >> É hora de lutar (novamente) pela democracia no Brasil

Resultado de imagem para trabalhadores em educação contra o golpeChegou o momento decisivo de as forças progressistas de nossa sociedade, da qual fazem parte a CNTE e seus sindicatos filiados, reforçarem a luta pela democracia brasileira e, consequentemente, se mobilizarem em todo País contra o golpe que as elites derrotadas nas últimas eleições tentam aplicar através do Congresso Nacional com o processo de impeachment da presidenta Dilma.
Como todo Brasil já sabe, o golpe é capitaneado por forças reacionárias da política nacional, tendo como comandantes o Vice-Presidente Michel Temer e, no Congresso Nacional, o presidente da Câmara dos Deputados, cuja prisão está prestes a ser decretada.
Até pouco tempo era improvável imaginar que, após o golpe militar de 1964 e com a promulgação da Constituição de 1988, o Brasil vivesse um novo episódio golpista comandado por suas elites econômica e política, em parceria com meia dúzia de famílias que controlam os meios de comunicação no País.
Acontece, porém, que a presidenta Dilma não cometeu nenhum crime tipificado na Constituição. As ditas “peladas fiscais”, além de prática recorrente em inúmeros Executivos do País (federal, estaduais e municipais), objetivaram o financiamento de políticas sociais. E foi por essa razão que as instâncias deliberativas da CNTE decidiram que a Entidade deve se posicionar contra os artifícios jurídicos que tentam embasar (sem provas) o pedido de impeachment da presidenta.
Com base nesta orientação, a CNTE convoca sua base social para participar do ato nacional no próximo dia 17 de abril, contra o golpe e a favor da democracia.
O golpe representaria a fragilização do regime democrático brasileiro (sem garantias futuras de prevalência dos resultados das urnas), colocaria o País em estado de conflito permanente (pois parcela significativa da sociedade não o toleraria) e ainda significaria a entrega do patrimônio nacional às empresas multinacionais, com forte revés nos direitos dos trabalhadores e nas políticas públicas de inclusão social. Por isso, somos contra o golpe!
Em Lajes, os Trabalhadores em Educação, juntamente com os demais segmentos organizados e também a população em geral, se somarão a outros milhões de pessoas por todo país para reforçar essa luta que é de todos(as). O nosso ato público acontecerá no domingo, 17 de abril, às 9:00 horas na Praça Central de Lajes.
Esse é um momento que requer de cada um de nós, que temos como função social, orientarmos nossos alunos para a cidadania, que nos posicionemos contra essa onda golpista, para que não venhamos a perder determinadas conquistas adquiridas como muitas lutas.
Durante o evento teremos a presença de caravanas de algumas cidades vizinhas e também atividades artísticas e culturais.
NÃO VAI TER GOLPE. VAI TER LUTA!

Contamos com sua importante presença

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO POR ESTÁ AQUI. NESSE BLOG, BUSCAMOS PUBLICAR COMENTÁRIOS DEVIDAMENTE IDENTIFICADOS.