quarta-feira, 28 de junho de 2017

DICAS AMBIENTAIS >> Resíduos eletroeletrônicos ou e-lixo

Foto: The Restart Project
São  produzidas  mais  de  49  milhões  de  toneladas  de  lixo eletrônico no mundo, sendo que  só  no  Brasil  foram  produzidas  mais de  1,4  milhões  de toneladas, segundo  um levantamento  da  ONU  em 2016.
TV velha, uma impressora aposentada ou até mesmo um celular antigo que não tem mais utilidade. Com o tempo, eles só ocupam espaço e acabam indo para o lixo. Porém você sabia que  esses aparelhos não são considerados lixo comum?
Na verdade eles são classificados como lixos eletrônicos, e devem ser descartados apropriadamente, para não degradar o meio ambiente.
O lixo eletrônico, também conhecido como e-lixo, é composto por resíduos presentes em aparelhos eletro eletrônicos. Se descartados de forma incorreta, poluem o Meio Ambiente e por esse motivo, a reciclagem desses materiais torna-se uma prática importante.
Foto: Ecofalante
Embora o lixo eletrônico possa ser reciclado, ele exige demanda de uma alta tecnologia e capacitação para ser realizado. O processo de triagem, por exemplo, pode ser feito manualmente, porém exige um conhecimento prévio do indivíduo para separar cada componente ao seu destino correto. Já as placas de circuito precisam de uma tecnologia avançada para serem devidamente reciclada.
Publicação original: Impacto UNESP
Para onde destinar:
Pessoas físicas – eCycle
Pessoas Jurídicas – GEREE e sua parceira da Rede no NE Eco TI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO POR ESTÁ AQUI. NESSE BLOG, BUSCAMOS PUBLICAR COMENTÁRIOS DEVIDAMENTE IDENTIFICADOS.