quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

QUESTÕES SOCIAIS EM DEBATE >> Reforma da Previdência e seus impactos na vida das mulheres.

A imagem pode conter: 3 pessoas
A imagem pode conter: 10 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
A Marcha Mundial das Mulheres participou do debate proposto pelo Levante Popular da Juventude sobre Reforma da Previdência e seus impactos na vida das mulheres. O espaço aconteceu na tarde de ontem (21) no Auditório do NEPSA - UFRN.
"Na contramão do reconhecimento da sobrecarga de trabalho e responsabilidades historicamente imputadas às mulheres, foi apresentada pelo governo de Michel Temer uma proposta de reforma da Previdência que propõe igualar a idade de homens e mulheres, trabalhadores(as) rurais e urbanos para 65 anos, com 25 anos de contribuição. Dessa forma, as trabalhadoras rurais, por exemplo, que até agora se aposentavam com 55 anos, precisarão trabalhar pelo menos 10 anos a mais. Equiparar a idade de homens e mulheres para aposentadoria é desconsiderar a tripla jornada de trabalho das mulheres, que garantem a realização do trabalho doméstico e de cuidados, além da reprodução da força de trabalho."
Contribuiram com o debate Lygia Godoy, Juíza do Trabalho e integrante da Associação Juizes para a Democracia, a companheira Allyne Macedo, advogada e militante da Marcha Mundial das Mulheres e Paula Lays, estudante de Direito e militante do Levante Popular da Juventude.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO POR ESTÁ AQUI. NESSE BLOG, BUSCAMOS PUBLICAR COMENTÁRIOS DEVIDAMENTE IDENTIFICADOS.