sexta-feira, 10 de março de 2017

LIVRES E DE LUTA >> No dia da Mulher, trabalhadoras em educação do RN foram às ruas lutar por igualdade e direitos


Créditos: Lenilton Lima
“Aposentadoria fica. Temer sai!”. Esse foi o mantra que ecoou ao longo de toda a Marcha das Mulheres Contra a Reforma da Previdência. A atividade aconteceu na tarde desta quarta-feira, 08 de março, Dia Internacional da Mulher, pelas ruas do Centro de Natal/RN.
A marcha, convocada pelo SINTE/RN, CUT RN e movimentos sociais, reuniu trabalhadoras e trabalhadores em educação de Natal e de vários municípios do Rio Grande do Norte. O movimento se iniciou em frente ao INSS da Rua Apodi, logo após o término da assembleia unificada do Estado e municípios. (Saiba o resultado da assembleia AQUI).
Na marcha, as mulheres falaram acerca de como serão diretamente afetadas se a Reforma da Previdência for aprovada pelo Congresso Nacional. Além da Reforma da Previdência, a ocasião pautou a cotidiana luta das mulheres para conseguir igualdade e reconhecimento perante a sociedade, bem como acabar com a violência cotidiana a qual são submetidas.
Mulheres de distintos credos empunharam cartazes que gritavam suas dores, aflições e pedidos de respeito. Um cartaz exclamava: “Moça, faz da tua dor a tua luta!”. Outro dizia: “Nenhuma a menos. Machismo mata”. Outros traziam mensagens que denunciavam os prejuízos que o governo Temer está causando a toda classe trabalhadora.
Na ocasião, se revezando nos apartes, elas lembraram que têm uma jornada superior a dos homens, a chamada jornada dupla, e ganham uma remuneração inferior. Latas e instrumentos de percussão nas mãos firmes da juventude deram o tom as paródias políticas e sociais cantadas ao longo do movimento.
A coordenadora geral do SINTE/RN, professora Fátima Cardoso, exaltou a importância da atividade e parabenizou as mulheres pelo engajamento: “Esse momento é muito importante. É mais uma oportunidade que nós mulheres temos de mostrar a sociedade as nossas pautas e exigir respeito, denunciar o machismo e a desigualdade. Todas as trabalhadoras em educação estão de parabéns!”

Fonte: http://sintern.org.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO POR ESTÁ AQUI. NESSE BLOG, BUSCAMOS PUBLICAR COMENTÁRIOS DEVIDAMENTE IDENTIFICADOS.