quinta-feira, 16 de junho de 2016

NEM TUDO ESTÁ PERDIDO >> RN ganha prêmio internacional com projeto de combate à desertificação

Imagem inline 1
O Governo do Estado recebe, nesta sexta-feira (17), às 10h30, o prêmio internacional “Dryland Champions”, da Convenção das Nações Unidas para o Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos das Secas – UNCCD (sigla em Inglês).
A premiação acontece no auditório do Ministério do Meio Ambiente, em Brasília e é destinada a homenagear as atividades das pessoas e/ou organizações e empresas que fizeram uma contribuição prática ao Manejo Sustentável de Terras.
O Governo do RN foi premiado com o Projeto Piloto de Combate à Desertificação no Seridó. A iniciativa abrange nove associações pertencentes aos municípios de Carnaúba dos Dantas, Parelhas e Equador. Todos contemplados terão 100% de financiamento do governo estadual, através das Secretarias de Planejamento e Secretaria de Trabalho e Assistência Social, com recursos do Projeto RN Sustentável por meio do acordo de empréstimo com o Banco Mundial.
“Esse prêmio é um reconhecimento do trabalho sério que estamos realizando. O Governo tem se empenhado em desenvolver políticas públicas de combate à desertificação. No Brasil são 1.480 municípios susceptíveis a esse processo, que embora sejam um tipo de degradação ambiental passível de ocorrer nas zonas de clima seco de todo o mundo, é agravado pelas ações humanas, como mau uso do solo e o desmatamento”, relatou a coordenadora do Núcleo de Gestão Ambiental do Projeto RN Sustentável, Andréa Batista.
O objetivo do Piloto de Combate à Desertificação é promover a redução e mitigação dos efeitos da degradação em terras susceptíveis à desertificação a partir da implantação de unidades demonstrativas com ações de recuperação do solo, manejo de paisagens, proteção e recuperação de recursos naturais e troca de experiências de convívio com a semiaridez, garantindo que ações implementadas no combate à desertificação não sofram descontinuidade.
A iniciativa também conta com a parceria do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Instituto Nacional do Semiárido (INSA), Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do RN (SEMARH) e Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO POR ESTÁ AQUI. NESSE BLOG, BUSCAMOS PUBLICAR COMENTÁRIOS DEVIDAMENTE IDENTIFICADOS.