domingo, 19 de junho de 2016

Lava Jato “No RN >> Corrupção das famílias Alves e Maia não são novidade”, afirma vereador


Resultado de imagem para Henrique, garibaldi zé agripinoO vereador Marcos Antônio (PSOL) afirma que no Rio Grande do Norte “a corrupção das famílias Alves e Maia não são novidade”, disse, em entrevista ao Portal de Notícias Agora RN. “A corrupção da família Alves, Maia e aliados não são nenhuma novidade. 

Quem vive no meio político, e que tem uma visão crítica do modelo que há muito tempo esse povo vive, sabe que o modelo da política atual é um balcão sujo de negócios, sabe que a grande maioria deles, com raríssimas exceções, tem aquele meio como uma profissão, e sobrevive e enriqueceram em cargos políticos”, afirmou.
Nesta semana, o ministro do Turismo Henrique Alves (PMDB) foi exonerado do cargo após a denúncia de que ele recebeu mais de R$ 1,5 milhão em propina da Transpetro. Sérgio Machado, ex-presidente da subsidiaria da Petrobras, afirmou em delação à Lava Jato que outros políticos potiguares também receberam doações de campanha em forma sob a forma de propina: José Agripino (DEM), Garibaldi Filho (PMDB), Felipe Alves (DEM) e Walter Alves (PMDB).
“Trata-se de um balcão sujo, um modelo mantido de financiamento de grandes empresários, seja do setor da construção civil, da saúde, da comunicação, do transporte, financeiro. Então esses políticos são o braço de representação política da classe empresarial, que banca. Eles não doam, investem para que estes se tornem seus agentes defensores de seus interesses, no Congresso Nacional, no governo”, avalia Marcos Antônio.
O vereador defende que é necessário mudar urgentemente o modelo: financiamento público de campanha, limitação de gastos por mandato e implantação de restrições para a reeleição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO POR ESTÁ AQUI. NESSE BLOG, BUSCAMOS PUBLICAR COMENTÁRIOS DEVIDAMENTE IDENTIFICADOS.