quarta-feira, 7 de novembro de 2018

RIDICULARIZADO POR TODOS >> Economista do IBGE no RN ironiza críticas de Bolsonaro ao órgão: “Ignorância”



Ex-chefe do escritório do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no Rio Grande do Norte, o economista Aldemir Freire ironizou nesta terça-feira, 6, as críticas que o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), fez ao método como a instituição calcula o número de desempregados no País.
O presidente eleito considerou a metodologia para o cálculo dos desempregados uma “farsa” e disse que pretende modificá-la assim que assumir o poder.
Pelo Twitter, Aldemir Freire insinuou que Bolsonaro seria “ignorante”. “Como servidor do IBGE, eu não sei se dou risada ou se choro com tamanha ignorância vinda de uma pessoa que será o próximo presidente da república”.
Jair Bolsonaro disse que discorda da metodologia do IBGE porque quem ganha seguro-desemprego ou benefício como o Bolsa Família, ou até mesmo parou de procurar emprego há mais de um ano, é tido como empregado.
Para o presidente, torna-se necessário ter uma taxa de empregados e não de desempregados. “Temos de acabar com essa mentira, essa farsa. Esse país está cheio de absurdos, e esse do IBGE é um”, disse Bolsonaro.
O presidente informou, ainda, que não vai acabar com programas sociais, mas eles serão modificados, principalmente na forma de escolha de quem tem direito ou não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário